Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Se eles vão me condenar, me deem o apartamento pelo menos, diz Lula


    
Em ato contra a sua condenação em São Paulo, o ex-presidente Lula (PT) discursou pela primeira vez após a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) aumentar a sua pena para 12 anos e um mês de reclusão. O petista voltou a negar ter cometido os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. “Agora estou condenado pela segunda vez por uma desgraça de um apartamento que eu não tenho. Se eles vão me condenar, me deem o apartamento pelo menos”, afirmou.
Quer receber notícias todos os dias? 
Curta nossa página e receba notícias diariamente

“Qualquer advogado no palanque iria dizer: ‘você tem que respeitar a decisão’. A decisão eu até respeito, porque foi deles, o que eu não aceito é a mentira pela qual eles tomaram a decisão”, disse ainda. “Eu quero que eles peçam desculpas pela quantidade de mentiras que estão contando contra mim há quatro anos.”

Os três desembargadores votaram por manter nesta quarta-feira (24) a condenação do ex-presidente Lula (PT) por corrupção e lavagem de dinheiro. Os magistrados acataram a denúncia da força-tarefa da Operação Lava Jato de que o petista recebeu R$ 2,4 milhões em vantagens indevidas da construtora OAS através de um apartamento triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo.

O primeiro a votar foi o relator, Gebran Neto, que pediu o aumento da pena de Lula dos nove anos e seis meses de prisão estipulados pelo juiz Sérgio Moro para 12 anos e um mês. Depois, o revisor, Leandro Paulsen, o seguiu. Victor Laus, o último, concordou.

Apesar disso, a prisão só será pedida após todos os recursos na segunda instância. O acórdão deve ser publicado na próxima semana.

Em nota após a decisão do TRF4, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), reafirmou a pré-candidatura de Lula à presidência apesar da condenação. “Vamos confirmar a candidatura de Lula na convenção partidária e registrá-la em 15 de agosto, seguindo rigorosamente o que assegura a legislação eleitoral”, afirmou a parlamentar em nota.
Blog do Jamildo



Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados