São João de Aroeras dia 23

  • CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

    Para estar sempre por dentro das novidades de casinha agreste curta a nossa página e aproveite tudo que ela tem para lhe oferecer.

  • Venha fazer parte

    Não deixe de visita nossas postagem

  • Publicidade

    O melhor conteúdo e postagem da região.

Paulo Câmara 2018: tudo pela reeleição




Ricardo Boechat – ISTOÉ

Paulo Câmara (PSB) quer se reeleger governador de Pernambuco. Assim que o Ministério do Trabalho divulgou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados de setembro, na semana passada, marqueteiros a serviço do Palácio das Princesas espalhavam, dentro e fora do Estado, que Pernambuco ficou com o primeiro lugar, na geração de empregos (13.992 novos postos de trabalho). Câmara é o herdeiro político de Eduardo Campos.

Enquanto isso, não é fácil a vida de Geraldo Alckmin. Além de enfrentar as peraltices de João Dória no desejo de virar presidente e ver o encrencado Aécio Neves rachar o PSDB, o novo suspensório do governador é José Serra começando o movimento para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes pela legenda.

No ninho tucano já chocava o ovo da candidatura do cientista político Luiz d´Avila, genro de Abílio Diniz, sem esquecer o vice-governador Mário França (PSB), a quem Alckmin teria prometido apoio quando concorreu à reeleição. E a lista pode ainda crescer, já que estamos a nove meses e meio para a indicação oficial do partido.


Contra a Lava Jato: avança o grande acordo nacional

Blog Magno Martins

Senado revoga suspensão de Aécio, deputados absolvem Temer e Supremo se prepara para facilitar a vida dos condenados em segunda instância

VEJA - Daniel Pereira, Laryssa Borges e Marcela Mattos

Foi um protesto silencioso, anônimo e certeiro. Na segunda-feira, 16, uma placa em frente ao prédio do Congresso Nacional amanheceu coberta por um adesivo em que se lia: “Formação de quadrilha — Corrupção ativa — O grande acordo nacional”.

Era uma referência a dois dos crimes apurados pela Lava Jato e, claro, à estratégia desenhada pelos poderosos investigados para barrar a operação.

O adesivo, tão logo descoberto, foi removido. Já o acordão da vergonha que ele denunciava avançou mais uma casa, sem dificuldade alguma, nos dias seguintes.

Na terça-feira, 17, o plenário do Senado derrubou a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que afastara o senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG) de seu mandato.

Um dia depois, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara decidiu que o melhor destino para a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer (PMDB) era a gaveta, o arquivo morto.

A balança, que vinha pendendo para o rigor contra os suspeitos de corrupção, agora está vergando para o lado de sempre: o da impunidade.

E a tendência é que esse processo se acentue ainda mais, depois que o STF presidido por Cármen Lúcia preferiu omitir-se do combate ao lavar as mãos no caso Aécio.

PARAÍBA: Governo convoca credores para celebração de acordos diretos de precatórios de 2011


 O Governo do Estado, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE-PB) e da Câmara de Conciliação de Precatórios (Conprec), divulgou neste sábado (21), no Diário Oficial, edital de convocação dos credores de precatórios inscritos no ano de 2011 para celebração de acordos diretos.

Segundo o procurador-geral do Estado e presidente da Conprec, Gilberto Carneiro, a medida vai permitir o pagamento de precatórios por meio da conciliação, dentro da ordem cronológica da lista formada para acordos diretos, com deságio de 40% no valor do crédito.

Os interessados em se habilitar devem protocolizar seus pedidos no período de 30 de outubro a 30 de novembro, na sede da PGE-PB, localizada na Avenida João Machado, 394, no Centro, de João Pessoa, das 9h às 16h, de segunda a quinta-feira, mediante prévio agendamento eletrônico, no portal da PGE (www.pge.pb.gov.br).

Gilberto Carneiro explicou que nesta etapa, poderão celebrar acordos diretos os credores originários de precatórios de qualquer segmento de Justiça (Estadual, Trabalhista e Federal) inscritos nos orçamentos do biênio 2011, seus sucessores ou cessionários, mediante deságio de 40% a ser aplicado sobre o valor do crédito, cujo valor seja definitivo, sem recursos pendentes ou sujeito a retificação. Ele lembrou também que os credores de precatórios deste ano que não se habilitarem neste período não poderão aderir aos editais posteriores relativos a outros exercícios.

O credenciamento deve ser feito junto à Conprec por meio de requerimento disponibilizado no portal eletrônico da PGE, devidamente preenchido e acompanhado com a documentação exigida, para adesão voluntária e a declaração de concordância com o percentual mínimo a ser reduzido no acordo, de renúncia de qualquer pendência judicial ou administrativa atual ou futura em relação ao precatório e de titularidade do crédito. Além disso, o acordo será feito de forma individual, não haverá acordos coletivos.

Até agora, o Governo do Estado já liberou para o Tribunal de Justiça da Paraíba mais de R$ 24 milhões para pagamentos de precatórios na modalidade de acordos diretos, relativos aos biênios 2006/2007 e 2008/2009 e ao ano de 2010 que beneficiaram 910 credores.

Os precatórios que podem ser negociados agora são relativos a 374 processos de 11.845 credores, mas receberão apenas aqueles que se inscreverem até o limite financeiro disponível na conta dos acordos diretos. Na hipótese da quantidade de inscritos ser superior ao saldo financeiro, o remanescente aguardará novo edital sobre o mesmo exercício. “Com a celebração desses acordos houve uma economia de R$ 16,2 milhões para os cofres públicos estaduais, garantindo a reduzir a dívida de precatórios e recursos para a quitação de mais”, afirmou o procurador-geral.


Secom-PB

Testes da Adutora do Agreste são iniciados em Toritama


Lote 4 da Adutora do Agreste já está 75% finalizado e ainda atenderá Santa Cruz do Capibaribe.
Por G1 Caruaru

 Testes foram iniciados em Toritama (Foto: Divulgação/Compesa)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) iniciou a fase de testes do Lote 4 da Adutora do Agreste, que vai permitir levar água de Caruaru para abastecer Toritama, no Agreste de Pernambuco, uma das regiões mais castigadas com a seca prolongada no estado. A antecipação do uso das tubulações já assentadas do empreendimento para socorrer a cidade , foi uma determinação do governador Paulo Câmara.
Nos próximos 15 dias, será realizado o enchimento das tubulações com água do Sistema Prata/Pirangi para se fazer os ajustes e correções necessários nesse trecho da adutora, com 13 quilômetros de extensão, ao longo da BR-104. A expectativa é que os testes sejam concluídos até o início do mês de novembro deste ano. “Durante o período de testes, podemos identificar possíveis problemas operacionais e providenciar os reparos necessários, antes que o sistema passe a funcionar de forma definitiva, beneficiando a população tão sacrificada com os efeitos da estiagem prolongada", explicou o diretor Técnico e de Engenharia da Compesa, Rômulo Aurélio Souza, pontuando que o início da operação do sistema vai beneficiar 50 mil toritamenses.
O Lote 4 da Adutora do Agreste já está 75% finalizado e ainda atenderá a cidade de Santa Cruz do Capibaribe. Agora, estão em execução sete lotes do empreendimento no Estado com a atuação de 15 frentes de trabalho simultâneas, em função da irregularidade dos repasses pelo governo federal. No mês de setembro, a Adutora do Agreste contava com 20 frentes de trabalho, e no pico da obra, neste ano, chegou a 35. “O andamento dessa obra depende dos recursos do governo federal. Do início do ano até agora, recebemos apenas R$ 67,6 milhões. No entanto, a nossa expectativa era de R$ 360 milhões, no ano de 2017”, informa Rômulo Aurélio.
Até o momento, já foram implantados 400 quilômetros de tubulações da Adutora do Agreste, principal obra complementar em Pernambuco projetada para receber água da Transposição do Rio São Francisco. A obra representa a solução definitiva para que o abastecimento de água de 2 milhões de pessoas em 68 municípios da região não dependa mais de eventos climáticos. O Agreste é a região com o pior balanço hídrico do Brasil, ou seja, apresenta o menor índice de disponibilidade de água por habitante. A primeira etapa (licitada) da Adutora do Agreste foi iniciada no ano de 2013 e corresponde ao conjunto de obras para beneficiar 23 municípios. A segunda etapa do projeto ainda não foi conveniada e atenderá os outros 45 municípios da região.

PERNAMBUCO: Polícia encontra provas de atuação de quadrilha no concurso do TJPE; confira

Polícia encontra provas de atuação de quadrilha no concurso do TJPE; confira
Quadrilha é investigada na ‘Operação Gabarito’, que, na sua quarta fase, em tramitação desde agosto, já conseguiu analisar, segundo a Polícia Civil, mais de 15 mil arquivos digitais de membros dela


Central de Polícia em João Pessoa
A Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da Polícia Civil da Paraíba descobriu provas concretas de atuação de membros de organização criminosa especializada em fraudes a concursos públicos no certame do Tribunal de Justiça de Pernambuco, realizado no último domingo (15). Os policiais encontraram evidências do crime através de conversas de WhatsApp entre suspeitos, que se mostravam otimistas quanto ao sucesso no golpe. Em uma das falas, chegaram a dizer “dessa vez é praticamente impossível dá (sic) errado”. Confira imagens abaixo.
 Portal Correio

A quadrilha é investigada na ‘Operação Gabarito’, que, na sua quarta fase, em tramitação desde agosto, já conseguiu analisar, segundo a Polícia Civil, mais de 15 mil arquivos digitais de membros dela. Alguns concursos são mantidos sob sigilo, em face da continuidade das investigações. 

“A operação gabarito já identificou mais de 100 concursos fraudados pela organização criminosa. As diligências atuais permitiram identificar 40 membros da organização, que atuam em diversos estados do Brasil, e mais de 200 candidatos beneficiados pelo esquema. A Polícia Civil da Paraíba está adotando todas as medidas cabíveis para a exclusão dos beneficiados em todos os concursos identificados e para a prisão dos membros da quadrilha que ainda estão em liberdade”, disse o delegado titular da DDF, Lucas Sá.

Nas imagem em destaque nesta matéria, pode-se ver um trecho de conversa entre suspeitos que combinavam a aplicação de fraude, também em concurso da Universidade Federal da Bahia. Um dos investigados em questão, segundo Lucas Sá, é um dos líderes do bando. O outro, do estado de Pernambuco, ainda está em liberdade. 

Confira imagens:




Fagundes PB: Elemento encapuzado rouba 10 mil em uma residência

Um bandido encapuzado invadiu uma casa e roubou “10.000,00 reais”.
O assalto foi registrado no CIOP – Centro Integrado de Operações Policiais – às 17h00 desta sexta-feira (20/10).

O crime ocorreu no sítio “Amorim”, em Fagundes, na região de Campina.
A vítima foi um agricultor de 45 anos de idade.
O bandido, que portava uma arma de fogo, chegou fazendo ameaças e já perguntando pelo dinheiro.
Ele fugiu numa moto de cor verde.

Blog Renato Diniz

Toritama registra mais um homicídio


Durante a noite de ontem (sexta-feira) o Município de Toritama localizado no Agreste Setentrional de Pernambuco, registrou mais um crime de morte, desta vez no loteamento de Antão. Felipe Ferreira da Silva, vulgo “Lipe”, de 27 anos de idade, residia na Rua Dom Pedro no Centro da Capital do Jeans.

 Segundo informações repassadas ao Blog Agreste Notícia, a vítima estava em um bar quando elementos chegaram em um automóvel, sendo que um deles armado efetuou vários disparos contra o Felipe que foi atingido em um dos braços, no pescoço e na cabeça, não resistindo a gravidade dos ferimentos, morreu no local antes mesmo de receber qualquer tipo de socorro.
 A Polícia Militar esteve realizando o isolamento da área do homicídio até a chegada da Polícia Civil que fez o levantamento cadavérico e visualizou cerca de dez perfurações no corpo que foi encaminhado para o IML da cidade de Caruaru.

 Vale destacar que em novembro de 2015, Felipe juntamente com o comparsa Josielson Antônio da Silva, vulgo “Elsinho” (23 anos de idade na época), tentaram assaltar um policial militar no Distrito Pão de Açúcar município de Taquaritinga do Norte, porém, o PM reagiu e matou o Josielson, mas Felipe conseguiu fugir. Relembre o caso.

Do: Blog Agreste Notícia

Mais de R$ 1 bilhão do PIS/Pasep está disponível para saque

Mais de R$ 1 bilhão de abono salarial de 2015 ainda não foram sacados
Segundo o governo federal, o dinheiro pertence a 1,46 milhão de trabalhadores. Saque poderá ser feito até o dia 28 de dezembro

Servidores públicos devem procurar o Banco do Brasil. Já trabalhadores da iniciativa privada, a Caixa Econômica Federal / Foto: Agência Brasil
Servidores públicos devem procurar o Banco do Brasil. Já trabalhadores da iniciativa privada, a Caixa Econômica Federal
Foto: Agência Brasil
ABr

Mais de R$ 1 bilhão referente ao abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 ainda não foram sacados. Segundo o governo federal, o dinheiro pertence a 1,46 milhão de trabalhadores, mas eles ainda não procuraram uma agência bancárias para retirar o benefício. Esse saque poderá ser feito até o dia 28 de dezembro.

Servidores públicos devem procurar o Banco do Brasil. Já trabalhadores da iniciativa privada, a Caixa Econômica Federal. Tem direito ao abono quem trabalhou com carteira assinada por, pelo menos, um mês em 2015, teve remuneração média de até dois salários mínimos e está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos. Além disso, deve ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).



Lista de beneficiados
A lista de pessoas com direito a receber o recurso pode ser consultada no site do Ministério do Trabalho. Também é possível se informar sobre o benefício procurando as agências.

O pagamento começou a ser efetivado em novembro do ano passado e o prazo máximo para a retirada já passou por prorrogações, o que não deve ocorrer novamente, segundo o ministério. O órgão aponta que metade de todo o recurso ainda pendente de saque está no Sudeste, principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O valor pago varia de R$ 79 a R$ 937.

90% dos brasileiros não confiam em Temer, diz pesquisa Ipsos


Estadão Conteúdo – A um ano das eleições, os políticos continuam no patamar mais alto de desconfiança entre os brasileiros, segundo levantamento mais recente do Ipsos. De acordo com o estudo, 93% não confiam nos políticos em geral e 90% não confiam no presidente da República, Michel Temer (PMDB). Ao mesmo tempo, as instituições mais confiáveis para os entrevistados são as Forças Armadas (66%) e a Polícia Federal (64%).

Os dados foram divulgados ontem no lançamento de uma publicação do Ipsos intitulada Brasil 2018: Caiu a Máscara. Para o levantamento, foram entrevistados 1,2 mil pessoas, em 72 municípios, entre os dias 1º e 14 de julho deste ano. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos porcentuais.

LEIA TAMBÉM
» Brasileiro quer Lula preso e aval a denúncia contra Temer, diz Datafolha
» Aprovação do governo Temer é a pior desde Sarney, aponta CNI/Ibope
» Avaliação negativa do governo Temer sobe para 77%, diz CNI/Ibope

O estudo apontou que 86% dos entrevistados disseram concordar, parcialmente ou totalmente, com a frase: “Os partidos e políticos tradicionais não se preocupam com pessoas como eu”. “Há uma desconfiança generalizada nas instituições em um contexto de crise econômica e vácuo de lideranças”, explicou Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs.

Ele avaliou que a maioria dos entrevistados considera que os militares e os policiais federais são os personagens que vão resolver os problemas sem grandes rituais. “Em um momento de crise moral no País, são as forças armadas e a polícia que têm esse capital de imagem do ponto de vista de serem instituições intocáveis, mais puras”, afirmou.

» Maioria dos brasileiros não quer ser governado nem por Temer nem pelo PT, diz pesquisa

Líderes da confiança dos brasileiros, as Forças Armadas e a PF, também, representam, para os entrevistados, o “moralismo e conservadorismo”, observou o diretor da Ipsos Public Affairs. “As pessoas as apoiam por isso, porque acham que elas podem corrigir o sistema falido”, afirmou Cersosimo.

Entre as nove instituições avaliadas, apenas as Forças Armadas e a PF obtiveram índices de confiança maior do que o de desconfiança. Em relação às demais – Polícia Militar, Ministério Público, Supremo Tribunal Federal, Justiça, Congresso, presidente da República e políticos em geral – mais de 50% dos entrevistados disseram não confiar. “A confiança foi sendo perdida por etapas. Primeiro, naqueles que representam, depois na Justiça. O entendimento é de que a Justiça não é para todos, é lenta e não é para o pobre”, disse Cersosimo.

Intervenção

O diretor ressaltou, contudo, que o alto índice de confiança nas Forças Armadas não necessariamente significa apoio a uma intervenção militar. “Não foi essa a pergunta feita (sobre intervenção). Mas, apesar de não ter números neste momento, acredito que é uma pequena parcela desse total”, disse.

» Após general, deputado sugere intervenção militar no Brasil

À reportagem, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, avaliou que os pedidos de intervenção militar surgem a partir da perda de credibilidade da política representativa. “A política tradicional, representativa e democrática, está em declínio, então aumentam as outras expectativas”, disse o ministro.

“Intervenção militar para quê? Para resolver o problema da Previdência? Dos juros? O desemprego? E a corrupção? Ela está sendo enfrentada. Você tem empresários na cadeia, ex-ministros, deputado, todos estão tendo de acertar contas com a Justiça”, afirmou Jungmann.

Revolta

Os brasileiros que vão às urnas no próximo ano escolher presidente da República, governadores de Estado, senadores e deputados federais e estaduais estão de mau humor. Segundo a pesquisa, o eleitor vê com revolta (34%) e preocupação (56%) o futuro do País.

A mesma pergunta foi feita em agosto do ano passado, no mês em que o Senado confirmou o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff (PT). À época, os sentimentos que prevaleciam eram os mesmos, mas, enquanto a preocupação continuou estável (à época era de 55%), a revolta aumentou 14 pontos porcentuais.

Além disso, o otimismo em relação ao futuro caiu de 14% para 6% após o presidente Michel Temer assumir o Palácio do Planalto. Apesar de não ter sido avaliado nesta pesquisa, em um estudo divulgado pelo Ipsos em setembro, o peemedebista tinha 94% de rejeição.

“Se isso (o sentimento de revolta e preocupação) não arrefecer nos próximos meses, é a tempestade perfeita para um discurso mais reacionário e extremista”, afirmou o diretor da Ipsos Public Affairs.

» Lula e Bolsonaro lideram na pesquisa CNT/MDA

Líder forte

Outra conclusão do estudo é de que os brasileiros têm uma “carência” por um líder forte. Entre os entrevistados na pesquisa, 90% disseram concordar, total ou parcialmente, com a seguinte afirmação: “Para consertar o Brasil, precisamos de um líder forte disposto a infringir as regras”.

MPPE pede a Raquel Dodge ação contra o TJPE por permitir audiências sem promotores

Blog do Jamildo
    
Sem alarde, a nova procuradora geral da República, Raquel Dodge, deve entrar com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prática do Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) de fazer audiências criminais sem a presença dos promotores de Justiça.

O procurador geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, fez o pedido a Dodge em reunião realizada em 9 de outubro em Brasília.

A divergência está ocorrendo porque o TJPE passou a realizar as audiências mesmo quando o promotor falta.

Segundo dados do TJPE e um julgamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em setembro de 2016, os promotores de Pernambuco faltam a muitas audiências, inclusive em tribunais do júri (homicídios).

Antes, as audiências tinham sempre que ser adiadas pela falta do promotor.

O TJPE, para resolver o problema, expediu a Recomendação 1, de 13/11/2014, do Conselho da Magistratura de Pernambuco, sugerindo aos magistrados que continuassem as audiências de instrução sem a participação do representante do Ministério Público, desde que tenha havido prévia intimação pessoal do promotor.

Na reunião com Raquel Dodge, o chefe do MPPE fez duras críticas contra esta prática do Poder Judiciário pernambucano.

“Pernambuco é o único lugar do mundo onde uma audiência é feita sem o contraditório, sem ampla defesa, uma vez que o MP também age em defesa da sociedade. É um problema muito grave, uma afronta ao Ministério Público”, criticou Dirceu Barros.

Dirceu Barros quer que o MPF promova uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) no STF, contra a recomendação do Judiciário de Pernambuco. A ADPF é uma espécie de ação constitucional para garantir preceitos previstos na Constituição Federal.

O CNJ já foi provocado pela Associação do MPPE, em setembro de 2016, mas deu razão ao TJPE.

Na época, o MPPE alegou que as ausências dos representantes em audiências criminais não ocorrem de forma intencional e que o número atual de promotores “não seria suficiente para atender as demandas judiciais e extrajudiciais, sendo necessário um planejamento de pauta de audiências criminais e do júri para evitar a ausência do MP em audiências criminais”.

Na ocasião, os membros do CNJ fizeram duras críticas ao MPPE, pelas faltas às sessões de julgamento.

“Existem metas que os tribunais devem cumprir. Pessoalmente, eu fico perplexo ao ver membro do MP faltar a um tribunal de Júri. A questão é de foco em gestão”, disse o corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, no julgamento de 2016.

Até a presidente do STF criticou a ausência de membros do MPPE em audiências, no julgamento do CNJ.

“Nós que somos magistrados, promotores, tivemos acesso a um curso de Direito, devemos mais à sociedade. Não comparecer e adiar um julgamento é mais uma injúria feita à essa pessoa”, disse a ministra Cármen Lúcia, na ocasião.

Não é a primeira vez que Dirceu Barros tem uma divergência pública com o TJPE.

Em 18 de setembro, o chefe do MPPE assinou recomendação autorizando que promotores fizessem o “acordo de não persecução penal”, ou seja, deixar de processar autores de crimes sem violência. A questão gerou atritos entre as categorias jurídicas, pois o acordo se daria sem qualquer participação do Poder Judiciário, respaldado apenas em uma resolução do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

O TJPE não foi informado previamente da recomendação de Dirceu Barros, sabendo, em primeira mão, pelo Blog de Jamildo.

Apesar do TJPE não ter se pronunciado oficialmente sobre a recomendação de Dirceu Barros, a Associação de Magistrados do Brasil (AMB) foi a primeira entidade a entrar no STF contra a resolução do CNMP, antes mesmo da OAB, que também fez críticas ao novo tipo de acordo.

Felipão promete processar governo Temer


O técnico se preocupa que sua imagem seja arranhada por uma campanha que o governo lançará nas redes sociais

Por: AE
Ex-técnico da Seleção. Foto: Divulgação
O técnico Felipão vai esperar para ver a campanha que o governo federal promete lançar nos próximos dias nas redes sociais, comparando-o com a presidente cassada Dilma Rousseff, para avaliar o conteúdo da peça. Caso entenda que sua imagem está sendo arranhada, pretende processar a União.

"Se a campanha usar o nome do treinador, ou sua imagem, de forma pejorativa, ele responderá pública e judicialmente contra o governo Temer", informou à reportagem a assessoria do treinador.

A informação de que o presidente Michel Temer prepara uma campanha mais agressiva nas redes para atacar a gestão petista e fazer um contraponto com a sua administração foi revelada na quinta-feira, 19, pela Coluna do Estadão.

A campanha será inspirada na derrota do Brasil para a Alemanha, por 7 a 1, na Copa do Mundo de 2014 e destacará a reviravolta do time depois da mudança de comando. Dilma será comparada a Felipão. Já Temer, a Tite, atual técnico do Brasil. As peças ainda vão mostrar obras paradas que Temer herdou pós-impeachment.

Procurado pela reportagem, Tite não respondeu até a conclusão desta edição.

Temer exonera 8 ministros com mandato na Câmara para votação da 2ª denúncia


A exoneração de Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Mendonça Filho (DEM-PE), Marx Beltrão (PMDB-AL), Leonardo Picciani (PMDB-RJ), Bruno Araújo (PSDB-PE), Sarney Filho (PV-MA), Ronaldo Nogueira (PTB-RS) e Maurício Quintella (PR-AL) sairá no Diário Oficial da União desta sexta

Por: Folhapress 
Ministro das Cidades, Bruno Araújo, no Fórum Nordeste 2017
Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Para barrar a segunda denúncia que tramita contra ele na Câmara, o presidente Michel Temer chamará reforço ao plenário da Casa: exonerará nesta sexta-feira (20) oito de seus ministros que possuem mandato de deputado federal para que eles votem a seu favor na semana que vem.

Os únicos que não sairão dos cargos são Ricardo Barros (Saúde) e Osmar Terra (Desenvolvimento Social).

Na prática, o governo contará com dez ministros, já que Raul Jungmann (Defesa) e Fernando Bezerra Coelho (Minas e Energia) já foram exonerados para a votação da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, que ocorreu nesta quarta-feira (18), com vitória do presidente por 39 votos a 26.

Já a exoneração de Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Mendonça Filho (DEM-PE), Marx Beltrão (PMDB-AL), Leonardo Picciani (PMDB-RJ), Bruno Araújo (PSDB-PE), Sarney Filho (PV-MA), Ronaldo Nogueira (PTB-RS) e Maurício Quintella (PR-AL) sairá no Diário Oficial da União desta sexta.

A votação da denúncia contra Temer e os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Eliseu Padilha (Casa Civil) no plenário da Câmara está marcada para quarta-feira (25), mas, segundo auxiliares de Temer, as exonerações precisam ser publicadas até esta sexta, quando termina o prazo legal para apresentação de emendas parlamentares.

O prazo de 20 de outubro consta de artigo do regimento interno da Câmara para apresentação de emendas à despesa e à receita, inclusive renúncia de receita do Orçamento.

E, dessa forma, os ministros que voltaram à Casa poderão fazer essas indicações de verba para as suas bases. Na Câmara, pelos próximos dias, eles também participarão das articulações de votos contra a denúncia, em placar que deve ser mais apertado para o presidente, segundo esperam aliados do Planalto.

Para barrar a primeira denúncia, Temer obteve 263 votos favoráveis e 227 contrários - ou seja, a favor do prosseguimento da denúncia que o acusava de corrupção. Além destes, outros 19 deputados não compareceram à votação, o que beneficiou o presidente.

Para que as denúncias sigam para análise do Supremo Tribunal Federal é preciso que 342 deputados deem o aval à acusação formal. É visto tanto por aliados como por oposicionistas como improvável que a peça do Ministério Público Federal que acusa o peemedebista de obstrução de Justiça e organização criminosa seja aceita pela Câmara.

O presidente, no entanto, trabalha para conseguir uma ampla margem de votos. Um resultado muito apertado complicaria a situação do governo Temer, que, impopular, precisa do apoio da base para aprovar medidas consideradas fundamentais pelo Planalto para o ajuste econômico.

Suspeitos de homicídios presos no Grande Recife queimavam rivais ainda vivos, diz chefe da polícia

Declaração foi dada pelo chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito do Amaral, nesta sexta-feira (20), durante balanço parcial da ' Operação Cacique'. Investigações apontam que grupo é responsável por, pelo menos, 19 mortes.

Suspeita de tráfico de drogas e homicídios na Região Metropolitana do Recife, a quadrilha desarticulada pela 'Operação Cacique', na manhã desta sexta-feira (20), queimava os rivais vivos. A declaração foi dada pelo chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito do Amaral, durante um balanço parcial da ação, feito na capital. As investigações apontam que o grupo é responsável por, pelo menos, 19 mortes. Entretanto, a polícia acredita que esse número pode ser bem maior. (Veja vídeo acima)
“Esse grupo agia com muita crueldade durante os crimes. Eles matavam os rivais ateando fogo a eles ainda vivos. Temos certeza de que a quantidade de mortes é muito maior”, pontuou Joselito Amaral.
A ‘Operação Cacique’ cumpriu 16 mandados de prisão e quatro de busca e apreensão domiciliar. Essa é a 38º ação de repressão qualificada desencadeada pela corporação, este ano, no estado. Os mandados foram expedidos pela Juíza da Primeira Vara da Comarca de Camaragibe, na Região Metropolitana.
Desse total, sete mandados de prisão foram cumpridos. Outros sete alvos já estavam em unidades prisionais do estado. Há dois foragidos. Mas a participação desses dois homens que ainda são procurados, segundo a polícia, é de menor relevância.
Ainda segundo o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, a quadrilha lavava o dinheiro obtido com o tráfico comprando bens. A atuação do grupo teve início na Zona Oeste do Recife e logo se expandiu para municípios da Região Metropolitana.
“Eles ainda usavam esse dinheiro para comprar mais droga para aumentar seu campo de atuação. Começaram a atuar na Várzea [Zona Oeste do Recife], partindo para Camaragibe [município do Grande Recife] e já estavam no Cabo de Santo Agostinho [município na RMR]”, completou.
Entre os mandados de prisão, a polícia anunciou que conseguiu deter o líder da quadrilha e três pessoas que praticavam os homicídios. “Ou seja, eles eram o braço armado do líder. Até o momento, ligamos o grupo a 19 homicídios, mas com a ouvida deles e a delação premiação acreditamos que vamos descobrir mais mortes”, disse Amaral.
Participam da ação 50 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. As investigações foram efetuadas pela Delegacia de Camaragibe. Os presos e o material apreendido foram levados para a sede do Grupo de Operações Especiais (GOE), no Cordeiro, na Zona Oeste do Recife.
Outros detalhes serão repassados durante uma coletiva de imprensa marcada para acontecer na segunda-feira (23), às 9h.

G1 PE

Pernambucano ex-gerente da Petrobras é preso pela PF

ODEBRECHT
Lava Jato cumpre mandados em Pernambuco e no Rio nesta sexta
Justiça Federal expediu ao menos um mandado de busca e apreensão a ser cumprido pela PF no Recife



    
PF deflagra nova ação em Pernambuco contra corrupção na Petrobras / Foto: Luiz Pessoa/JC Imagem
PF deflagra nova ação em Pernambuco contra corrupção na Petrobras
Foto: Luiz Pessoa/JC Imagem
JC Online

A Polícia Federal voltou às ruas do Recife na manhã desta sexta-feira (20) para cumprir uma nova fase da investigação contra o esquema de corrupção da Petrobras. Os agentes apuram o pagamento de vantagens indevidas a executivos da empresa em nova etapa da Operação Lava Jato. Os policiais cumprem um mandado de busca e apreensão no edifício Maria Ângela Lucena, na Avenida Boa Viagem, Zona Sul da cidade. Segundo a PF, as investigações ocorreram na residência do engenheiro Djalma  Rodrigues de Souza, de 67 anos, que foi preso temporariamente no Rio de Janeiro.

Agentes foram ao local mas nada foi apreendido. Uma doméstica que estava no apartamento de luxo relatou que o engenheiro viajava muito.

 A ordem foi expedida pela 13ª Vara Federal de Curitiba, do juiz Sérgio Moro. Ainda não foi confirmado qual o alvo desta operação na cidade. Além de Pernambuco, a PF também está nas ruas do Rio de Janeiro para cumprir outras ordens judiciais.

Leia Também
Tribunal da Lava Jato aumenta pena de Genu do PP
Lula: Não estou melhor, nem pior. Quem está mal é a Lava Jato
Dos 44 votos a favor de Aécio, 19 são de alvos da Lava Jato
Segunda Turma do STF rejeita denúncia contra Renan na Lava Jato
As investigações estão relacionadas ao setor de Operações Estruturais da Odebrecht. A suspeita é que um grupo de gerentes da Petrobras se uniram em benefício da empreiteira. Os investigados teriam recebido valores em contas de empresas off-shores no exterior.

Em julho, Djalma teve o nome envolvido em denúncia contra o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), que foi acusado de receber R$ 300 mil da UTC Engenharia em 2010 para beneficiar a empresa em obras no esquema de corrupção da Petrobras.



Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, devem ser cumpridos mandados de condução coercitiva e ao menos um mandado de prisão temporária. Medidas cautelares também devem ser aplicadas ainda nesta sexta-feira contra alvos da investigação por ordem da Justiça Federal.

De acordo com as investigações, há indícios concretos de que um grupo de gerentes da Petrobras uniu-se para beneficiar a Odebrecht em contratações com a petroleira, mediante o pagamento de valores de forma dissimulada em contas de empresas off-shores estabelecidas no exterior.

Os investigados responderão pela prática dos crimes de associação criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro.

O investigado preso temporariamente será conduzido à carceragem da Polícia Federal em Curitiba/PR.

Em outro procedimento e atendendo também à determinação da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR, a Polícia Federal deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva de réu condenado em ação penal.

Também neste caso o réu será conduzido à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR.

Discriminação dos mandados:
RIO DE JANEIRO/RJ

3 mandados de busca e apreensão

1 mandado de condução coercitiva

1 mandado de prisão temporária

3 intimações de medidas alternativas

1 mandado de prisão preventiva (ação penal)

RECIFE/PE

1 mandado de busca e apreensão

Quatro morrem e dois são presos em operação contra quadrilha que roubava carros-fortes e bancos em quatro estados

Quatro mortos, dois presos e diversas armas apreendidas. Esse foi o saldo da operação que desarticulou uma quadrilha especializada em assaltos a carros-fortes e instituições financeiras com atuação em cidades de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Maranhão. Um policial militar do Ceará está entre os presos, apontado como o “braço armado” do esquema.
Os detalhes da operação, que incluiu as polícias Civil, Militar e Federal através da força-tarefa Bancos, foram apresentado no Recife, nesta quinta-feira (19). Comandante do Batalhão Especializado de Polícia do Interior (Bepi), o tenente-coronel Ely Jobson explica trabalhos de inteligência apontaram que a quadrilha estaria na zona rural de Salgueiro, no Sertão.
“Montamos um bloqueio no Sítio Quixaba 1. Os policiais deram ordem de parada, mas os marginais não pararam”, explica o comandante, apontando que houve troca de tiros e dois homens morreram na hora, enquanto os outros fugiram pela caatinga.
Houve, então, perseguição pela caatinga e uma nova troca de tiros, em que um terceiro homem foi morto. Na tarde desta quinta, um quarto suspeito de envolvimento também morreu em confronto com a polícia, em Salgueiro. “Foi feito cerco, tentou-se negociação. Ele reagiu, estava armado com fuzil e ele veio a morrer”, explica Jobson.
Armas de grosso calibre foram apreendidas com suspeitos de integrar quadrilha especializada em assalto a carros-fortes e instituições financeiras (Foto: Divulgação/PM) Armas de grosso calibre foram apreendidas com suspeitos de integrar quadrilha especializada em assalto a carros-fortes e instituições financeiras (Foto: Divulgação/PM)
Armas de grosso calibre foram apreendidas com suspeitos de integrar quadrilha especializada em assalto a carros-fortes e instituições financeiras (Foto: Divulgação/PM)
Segundo a polícia, este quarto homem havia sido preso cinco vezes, sendo quatro delas por assalto a bancos. Todos os envolvidos, com exceção do policial militar do Ceará, já tinham passagens pela polícia, de acordo com os investigadores.
Pela quantidade de armas apreendidas com a quadrilha, a polícia acredita que eles se preparavam para assaltar um carro-forte que passaria pela BR-232, em direção a Salgueiro, no horário aproximado da operação. “Temos várias investigações em andamento. Aqueles que não se renderam durante a abordagem, morreram no confronto”, aponta o chefe da Polícia Civil, delegado Joselito Kerhle.
Líderes
Um dos líderes do esquema é um preso que se encontra dentro do presídio de Salgueiro, sendo o sétimo integrante do grupo criminoso. Segundo o delegado, ele era o mentor intelectual do grupo, enquanto o PM do Ceará seria o braço armado da quadrilha.
“O policial, embora fosse destacado no Ceará, morava em Salgueiro, de onde comandava e articulava com os demais a atuação fora do presídio. Ele fornecia o suporte, o armamento, os veículos necessários. Foram vários fuzis e armas curtas, como pistolas, apreendidos. Tudo isso era fornecido e favorecido com a participação do policial e do outro braço direito da organização”, detalha o chefe da Polícia Civil pernambucana.
Os investigadores acreditam que o policial, aproveitando-se da posição que ocupava, transportava os armamentos utilizados pela quadrilha.
Postagens mais antigas → Página inicial

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS