Responsive Ad Slot

 


Últimas Notícias

latest

MPT investiga se restaurante obrigou funcionário a provar pizza durante visita de Bolsonaro a João Pessoa

12.5.22

/ por casinhas agreste

Denunciante viu a situação e disse que atitudes vexatórias e humilhantes são comuns no restaurante. O Palácio do Planalto foi procurado, mas ainda não se manifestou sobre o caso.

Jair Bolsonaro, integrantes do governo e aliados políticos em restaurante de João Pessoa — Foto: Reprodução/Instagram/Nilvan Ferreira

O Ministério Público do Trabalho (MPT) instaurou um inquérito para investigar uma denúncia de assédio moral contra um restaurante que recebeu o presidente Jair Bolsonaro (PL) na última quinta-feira (5), em João Pessoa. Conforme a denúncia, o chef de cozinha do local teria sido obrigado a experimentar a pizza antes de servir ao presidente e à comitiva.

O g1 entrou em contato com o estabelecimento, mas não conseguiu contato direto com os responsáveis pelo restaurante. Em ligação, uma atendente informou que o presidente Jair Bolsonaro foi tratado como qualquer outro cliente. O g1 também tentou contato com a assessoria de comunicação do Palácio do Planalto e aguarda retorno.
Conforme as informações do MPT, na denúncia, que ocorreu de forma sigilosa, é dito que a atitude do restaurante é "de praxe" no estabelecimento, tendo ocorrido outras situações vexatórias e humilhantes com funcionários. O objetivo seria evitar qualquer suspeita de envenenamento do presidente.
Além disso, o MPT informou que será apurado na ação se o pedido para que a comida fosse provada antes do consumo partiu ou não da comitiva do presidente Jair Bolsonaro.
O próximo passo após a instauração do inquérito, que ocorreu na noite desta quarta-feira (11), deve ser a oitiva dos envolvidos: empregado, titular das empresas e todos os que podem ser identificados nas imagens, como o comunicador e pré-candidato ao Governo da Paraíba, Nilvan Ferreira (PL).
O estabelecimento já foi intimado, segundo o MPT, para apresentar uma série de documentos e esclarecimentos sobre o caso. O prazo é de 30 dias, podendo ser prorrogado por igual período.

De acordo com o MPT, mesmo que a atitude seja um pedido da comitiva, o restaurante não deveria permitir a situação vexatória. O empregador, por sua vez, é responsável por qualquer dano causado ao empregado.

Visita de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro visitou a Paraíba, no último dia 5 de maio, para participar da solenidade de entrega de parte da obra Vertente Litorânea, em Itatuba, e inauguração de uma Unidade Básica de Saúde (UBS), em Gurinhém, ambos municípios localizados no interior do estado.


As obras do lote 1 da Vertente Litorânea da Paraíba, entregues na quinta-feira, foram executadas em parceria com o governo da Paraíba e receberão as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Em tom de campanha, Bolsonaro fez um discurso em que defendeu a gestão dele à frente da pandemia e criticou governadores que decretaram um isolamento social mais rígido para evitar a propagação da Covid-19.

Nenhum comentário

Postar um comentário

DIVULGAÇÃO

 


Veja também
© Todos os Direitos Reservados