Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

URGENTE: Barreira desliza e atinge seis casas no Recife; bombeiros e Samu socorrem moradores

10.8.21

/ por casinhas agreste

Deslizamento ocorreu no Brejo da Guabiraba, na Zona Norte, e três pessoas foram socorridas. Uma barreira deslizou em Jaboatão, mas não deixou feridos. Chuva deixou ruas alagadas no Grande Recife.
G1 PE e TV Globo
Moradores ficam feridos em deslizamento de barreira no Brejo da Guabiraba, no Recife


As fortes chuvas registradas no Grande Recife entre a segunda-feira (9) e esta terça-feira (10) provocaram alagamentos e deslizamentos de terra. Na Rua Cabo Hermito Sá, no Brejo da Guabiraba, na Zona Norte da capital, uma barreira deslizou e atingiu seis casas, das quais três ficaram destruídas (veja vídeo acima).

Ruas ficaram alagadas, trecho de pista cedeu e árvores caíram
Grande Recife e Zona da Mata têm alerta de chuva
Três pessoas ficaram feridas e foram retiradas do local do deslizamento. Uma mulher não identificada foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros, que disse que o deslocamento dessa vítima foi feito pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Local de deslizamento de terra onde seis casas foram atingidas no bairro de Brejo da Guabiraba, na Zona Norte do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Entretanto, o Samu afirmou que socorreu dois feridos: um homem de 40 anos, identificado como Gleidson Tavares, e um adolescente de 16 anos, chamado Gleidson Júnior. Ainda segundo o Samu, eles foram levados para o Hospital da Restauração, no Derby, na área central do Recife, mas a unidade de saúde disse que não recebeu pacientes com esses nomes.

O auxiliar de produção Adriano Tavares mora em um dos imóveis atingidos e contou que estava em casa quando o deslizamento aconteceu.

"Perdi geladeira, perdi sofá, perdi muita coisa, mas o principal Jesus me deu, que foi a minha vida. Quando a casa cedeu na sala, minha esposa correu. Eu não tive tempo de correr e desci com o sofá, com tudo, nos escombros, mas consegui sair normal. Não me machuquei", disse o morador.
Segundo ele, os vizinhos também foram atingidos quando a casa cedeu. "Já caiu em cima de outros imóveis. Caiu em cima da vizinha, atingiu meu vizinho ao lado e duas casas ao lado. Foram, pelo menos, quatro famílias. [...] Posso dizer que nasci de novo porque foi muito sério", contou.

A moradora de uma das casas atingidas, a dona de casa Ana Graça, contou que o deslizamento aconteceu por volta das 3h.

"Eu estava dormindo, eu só acordei porque meu irmão e minha cunhada começaram a gritar mandando eu sair. Eu ouvi a zoada, o barulho. Quando eu fui empurrar a porta do quarto, não deu mais para abrir porque já tinha caído metade da sala. Eu pulei a janela", afirmou a moradora.
Além do marido, ela estava em casa com o filho, de idade não informada, que ficou soterrado e precisou ser resgatado pelos bombeiros. "Meu filho dorme na parte de trás, então não conseguimos pegá-lo e ele ficou soterrado. Eu comecei a gritar, e minha cunhada tentou tirar a gente dali. Quando saímos, poucos minutos depois caiu a casa em cima dela, ela também ficou soterrada", relatou.

Casa da moradora identificada como Adriana, no Brejo de Guabiraba, na Zona Norte do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo
Casa da moradora identificada como Adriana, no Brejo de Guabiraba, na Zona Norte do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo


Ainda de acordo com Ana, a cunhada, o marido e o filho ficaram feridos. "Meu filho ficou duas horas embaixo dos escombros. A vizinhança começou a ajudar, chamando ele para tentar ver onde ele tava para não dormir, falando com ele até chegar os bombeiros, que foi por volta de 6h", contou.

Segundo o capitão do Corpo de Bombeiros Cléber Dutra, o filho da moradora estava sob os escombros da casa. "Quando chegamos ao local, ele já estava fora da situação de desastre, o pai e a mãe também, e a gente conseguiu fazer os primeiros curativos neles", afirmou.

Também de acordo com o capitão, ainda não foi possível saber a causa exata do deslizamento. "A gente não tem como afirmar, no momento, a causa do acidente, isso aí vai ser periciado pela Defesa Civil da cidade", declarou.

Moradora que se identificou como Ana contou que filho e cunhada ficaram soterrados na madrugada desta terça-feira (10) — Foto: Reprodução/TV Globo
Moradora que se identificou como Ana contou que filho e cunhada ficaram soterrados na madrugada desta terça-feira (10) — Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo Keila Ferreira, gerente-geral de Atenção Social da Defesa Civil do Recife, esse deslizamento de barreira deixou 20 pessoas desabrigadas em seis famílias.

"A gente vai fazer a acolhida das famílias. Elas preferiram ficar na casa de parentes e amigos. Estamos entregando donativos, cestas, colchões, atendimento psicológico, caso seja necessário. Depois disso, vamos ver a necessidade de encaminhamento para o benefício de auxílio-moradia ou outro tipo de benefício", afirmou.


A prefeitura do Recife informou, por meio de nota, que vai prestar apoio às famílias prejudicadas para que as famílias "em situação de calamidade" recebam R$ 1,5 mil para comprar móveis e eletrodomésticos.

"A autorização do pagamento será publicada no Diário Oficial do Município e os trâmites serão concluídos ainda nesta semana. Além disso, as famílias serão inclusas no auxílio-moradia", disse a gestão.

A Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) autorizou que alguns moradores retornassem às casas para retirar objetos pessoais e documentos. Uma moradora identificada como Adriana contou que ela e o marido tiveram que sair correndo da residência durante a madrugada, pois a parede lateral da casa dela cedeu.

"Ele ainda caiu no buraco, mas conseguiu sair. [...] Um cano da Compesa [Companhia Pernambucana de Saneamento] que tinha aqui, um cano mestre, ficou jorrando água e vieram dois rapazes pra desligar. Eu vou ali no quintal da minha mãe deixar as coisas, mas não temos para onde ir", afirmou.

Em nota, a Compesa disse que "foi realizada uma busca no canal de atendimento da empresa (0800 081 0195) e não foi localizada qualquer notificação relacionada a vazamento para o endereço citado pela reportagem".

A companhia também declarou que adotou "o protocolo de segurança em áreas de morros com o desligamento do sistema de abastecimento de água, de maneira preventiva devido às fortes chuvas registradas".

Barreira desliza em Jaboatão
Barreira desliza, em Prazeres, Jaboatão, e destrói parte de uma casa
Barreira desliza, em Prazeres, Jaboatão, e destrói parte de uma casa


Uma barreira também deslizou em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. O deslizamento ocorreu na Rua Dom Expedito Lopes, no bairro de Prazeres, por volta das 6h30 (veja vídeo acima). O imóvel ficou parcialmente destruído. As áreas em que ficavam a cozinha e a sala foram soterradas pelo barro.

O morador da casa, Gustavo Silva, de 19 anos, disse que foi avisado por um vizinho de que o muro de sustentação parecia estar caindo. Ele gritou para que os moradores saíssem de casa e, assim, ninguém ficou ferido.

Barreira deslizou e atingiu casa em Jaboatão, no Grande Recife — Foto: Reprodução/TV Globo
Barreira deslizou e atingiu casa em Jaboatão, no Grande Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

"Não faz um mês e meio que a Defesa Civil veio aqui, olhou o muro e disse que havia risco em um local, mas não no outro, que caiu. Disseram que não podiam fazer nada, porque não tinham recursos. Seis dias depois, o muro caiu e derrubou metade da minha casa", declarou.

Muro desaba em Camaragibe
Por causa das chuvas, muro desaba, no bairro de Santa Mônica, em Camaragibe
Por causa das chuvas, muro desaba, no bairro de Santa Mônica, em Camaragibe


Em Camaragibe, no Grande Recife, um muro desabou durante a madrugada desta terça-feira (10), entre duas casas na Rua Catarina, no bairro de Santa Mônica (veja vídeo acima).

A cabeleireira Maria Betânia da Silva disse que acordou assustada com o barulho. O muro que caiu bateu na lateral da casa dela mas não danificou nada.

"Eu estava dormindo e, de repente, foi um estrondo, como se estivesse desabando tudo. [...] Me acordei, chamei meu marido e peguei minha filha e a gente ficou na sala. Quando ele abriu, viu que foi o muro que tinha caído. Me desesperei", afirmou.

Não há risco de desabamento, segundo a Defesa Civil. "Eles disseram que não tinha mais perigo e que a gente podia ficar na casa. Disse que o que tinha que cair, já tinha caído, colocaram a lona e disseram para não mexer", contou.

Barreira cedeu no bairro de Santa Mônica, no município de Camaragibe, no Grande Recife — Foto: André Alves/WhatsApp
Barreira cedeu no bairro de Santa Mônica, no município de Camaragibe, no Grande Recife — Foto: André Alves/WhatsApp

O professor André Alves falou sobre o susto que teve. "Minha casa não chegou a ser atingida, mas a casa do vizinha ficou cheia de lama. Apesar do susto, não teve nenhum ferido porque as paredes não cederam, mas estamos preocupados", disse.

De acordo com a prefeitura de Camaragibe, "uma equipe técnica foi ao local verificar a ocorrência e uma equipe operacional vai até o endereço viabilizar a colocação de lona plástica". A gestão municipal disse, ainda, que ninguém ficou ferido nessa ocorrência.


Segundo Kátia Marsol, secretária de Defesa Civil de Camaragibe, essa foi a única ocorrência causada pela chuva na cidade. "Não teve nenhuma rachadura no imóvel, nem ninguém ficou ferido. Todos os nossos trabalhos estão sendo continuados, foi colocada lona na barreira em que desabou o muro", afirmou.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados