Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Chuvas fortes deixam ruas alagadas, derrubam árvores e fazem trecho de pista de rodovia ceder no Grande Recife

10.8.21

/ por casinhas agreste

Em Olinda, moradores que residem perto do Canal do Fragoso enfrentaram transtornos. Recife, Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho tiveram deslizamentos de barreiras.
 G1 PE e TV Globo

Bairro de Jardim Atlântico, nas proximidades do Canal do Fragoso, em Olinda, ficou alagado na manhã desta terça-feira (10) — Foto: Everaldo Silva/TV Globo


As fortes chuvas que atingem o Grande Recife desde a segunda-feira (9) causaram alagamentos e deixaram o trânsito lento. Um trecho da pista da rodovia PE-28, no Cabo de Santo Agostinho, cedeu e uma árvore caiu na Zona Norte da capital pernambucana, onde também ocorreu um deslizamento de barreira que deixou três pessoas feridas.

Grande Recife e Zona da Mata têm alerta de chuva
Barreira desliza e atinge seis casas no Recife
O município do Cabo foi o que teve o maior volume de chuva nas últimas 24 horas, com 145 milímetros, seguido por Jaboatão dos Guararapes, com 125 milímetros; Olinda, com 122 milímetros; e a capital pernambucana, com 97 milímetros.

Segundo a prefeitura do Recife, em alguns pontos da capital choveu aproximadamente 108 milímetros, "o equivalente a 55% da média histórica do mês de agosto, que é de 213 milímetros".

No Litoral Sul, Ipojuca contabilizou 81 milímetros de precipitações. Os números em cada cidade foram informados pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), que havia renovado o alerta de chuva na segunda-feira (9) até as 17h desta terça-feira (10).

Segundo balanço divulgado na manhã desta terça-feira (10) pelo governo do estado, a grande quantidade de chuvas foi provocada "por um canal de umidade favorecendo a ocorrência de chuvas moderadas no setor leste de Pernambuco".


Em Olinda, o bairro de Jardim Atlântico teve ruas alagadas próximas ao Canal do Fragoso. Na área, a água tomou o espaço e não era possível ver o limite do canal e da rua.

A confeiteira Rita Meira contou que o nível de água no bairro começou a subir na noite da segunda-feira (9) e que o problema é recorrente no local. Moradora da Avenida Beira-Rio, ao lado do canal, ela disse que não conseguiu sair de casa na manhã desta terça-feira (10).


"Ontem, quando foi 21h, já começou a encher de água. Hoje ninguém consegue sair de casa, nem eu, nem os vizinhos. Nos prédios, o povo fica inclusive sem ter como usar o elevador, já que sempre enche de água. É um problema antigo isso aqui já", relatou a moradora.

No bairro de Casa Caiada, também em Olinda, o cruzamento das ruas João Lima e Coronel Miranda teve um trecho de alagamento no início da manhã.

No bairro de Caixa D'Água, moradores da Avenida Leopoldino Canuto de Melo contaram que passaram a madrugada e parte da manhã tirando lama de dentro das casas. O local é uma área de barreira e, segundo os moradores, as casas ficam alagadas e cheias de lama toda vez que chove.


Por meio de nota, a prefeitura de Olinda afirmou que "não houve registro de desabrigados". Segundo a gestão municipal, foram notificados "três deslizamentos leves", nos bairros de Aguazinha, Caixa D’Água e Águas Compridas. Em nenhum deles, houve vítimas, de acordo com a prefeitura.

A prefeitura de Olinda informou que o telefone da Defesa Civil é o número 0800.281.2112. A ligação é gratuita e o atendimento funciona todos os dias.

Barreira desliza e deixa feridos no Brejo da Guabiraba, Zona Norte do Recife
Barreira desliza e deixa feridos no Brejo da Guabiraba, Zona Norte do Recife

No Recife, a chuva também causou estragos. No bairro de Brejo da Guabiraba, seis casas foram atingidas por um deslizamento de barreira que aconteceu durante a madrugada desta terça (veja vídeo acima).

Antes das 6h da manhã desta terça, a Rua Imperial, no bairro de São José, no Centro do Recife, estava coberta pela água. A equipe da TV Globo registrou imagens no local, que mostraram que alguns motoristas preferiram não arriscar e voltaram pela contramão. Os carros e motos que seguiram pela via tiveram água na altura dos pneus.

Na Avenida Mascarenhas de Moraes, no bairro da Imbiribeira, também na Zona Sul da capital, os condutores tiveram que passar por apenas uma das faixas da via que não estava tomada pela água. Na Avenida Sul, no bairro de São José, no Centro da cidade, poças de água deixaram o trânsito lento em direção à área central do município.


Rua Imperial, no bairro de São José, no Centro da cidade, alagada no início da manhã desta terça-feira (10) — Foto: Reprodução/TV Globo
Rua Imperial, no bairro de São José, no Centro da cidade, alagada no início da manhã desta terça-feira (10) — Foto: Reprodução/TV Globo

A força dos ventos derrubou uma árvore na Rua Dois Irmãos, no bairro de Apipucos, na Zona Norte da capital. A via ficou interditada e o tráfego foi desviado pela Rua Senzala durante a manhã, mas a circulação no local foi retomada após a retirada da árvore.

A Defesa Civil do município informou que recebeu 12 chamados da população, entre pedidos de vistorias e solicitações para colocação de lonas plásticas. O telefone para acionamento é o número 0800.081.3400. A ligação é gratuita e o atendimento acontece 24 horas por dia.

Em Jaboatão dos Guararapes, moradores enviaram ao WhatsApp da TV Globo imagens de alagamentos nos bairros de Piedade e Candeias. De acordo com a prefeitura do município, ao menos seis deslizamentos de barreira foram notificados.

Um dos deslizamentos aconteceu no bairro de Sucupira, onde uma casa ficou parcialmente destruída após a barreira atingir o quintal e a cozinha do imóvel em que três pessoas residiam. Segundo a gestão municipal, ninguém ficou ferido.


Rodovia PE-28 cedeu no Cabo de Santo Agostinho — Foto: Reprodução/TV Globo
Rodovia PE-28 cedeu no Cabo de Santo Agostinho — Foto: Reprodução/TV Globo


No Cabo de Santo Agostinho, a prefeitura registrou quatro deslizamentos de barreiras, uma queda de muro no bairro de Enseada dos Corais e duas quedas de árvores na área das praias. Também houve a interdição de um trecho da PE-28, por conta de uma cratera que abriu na rodovia estadual.

Na Rua Abdon, no bairro de Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho, os moradores reclamaram da situação do local. A via estava cheia de buracos e com pontos de alagamento.

"Sempre fica assim quando chove. Eu tava até com medo do carro boiar porque está com muita água. Precisa tomar alguma providência. Minha filha mora aqui e eu acho que entrou água em todas as casas da rua dela", contou a comerciante Ana Rocha.

Estradas
De acordo com o balanço divulgado pelo governo do estado, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) foi acionado para reparar a parte da pista da PE-28 que cedeu, no bairro de Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho. Segundo o departamento, "uma equipe foi enviada ao local para restabelecer a segurança da rodovia".

A indicação é que os condutores utilizem rotas alternativas para o acesso às praias de Gaibu e Suape. Para aqueles que trafegam no sentido praia, o DER indicou que o condutor, ao chegar no quilômetro 7,5, dobre à esquerda no semáforo sentido Enseada dos Corais.

Depois, o motorista deve seguir por 300 metros pela Avenida Dois, dobrar à direita na Avenida Cinco e seguir por 500 metros até dobrar novamente à direita na Avenida Costa Dourada, seguindo por mais 200 metros e retornando à rodovia PE-028.

Ainda segundo o DER, a rodovia PE-45 teve um volume de acumulação de água considerável na pista, o que dificultou a passagem dos veículos. A indicação nesse caso é para que os condutores evitem utilizar a rodovia.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados