Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Litoral pernambucano: 489 toneladas de óleo recolhidas das praias

23/10/2019

/ por casinhas agreste
A maior concentração das manchas de óleo está sendo registrada na praia de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho
Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) foram distribuídos para os voluntários e equipes do Governo.
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
JC Online
Até o momento 489 toneladas de resíduos de petróleo foram recolhidas no litoral pernambucano, segundo o Governo do Estado, que também informou que o efetivo de 400 pessoas trabalhando nas praias dos municípios atingidos será mantido. A maior concentração das manchas de óleo está sendo registrada na praia de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho, no litoral sul, com vestígios recolhidos na praia do Xaréu e na Ilha da Cocaia, próximo ao Porto de Suape. 
Manchas de óleo foram registradas nas praias dos municípios de São José da Coroa Grande, Barreiros, Tamandaré, Rio Formoso, Sirinhaém, Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho. Todo o material recolhido pelas equipes está sendo armazenado em caixas estacionárias e duas empresas de gerenciamento de resíduos perigosos estão em operação de coleta e transporte, encaminhando os produtos para o Centro de Tratamento de Resíduos (CTR) de Pernambuco, localizado em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. 

O Governo de Pernambuco está utilizando três helicópteros, dez embarcações e 30 viaturas na instalação de boias de contenção nos estuários, remoção do óleo coletado para aterro sanitário, recolhimento de manchas ainda em alto mar e nas praias, distribuição de EPIs e sobrevoos diários para localização de óleo no mar. 
Também são empregados 17 caminhões, 14 caixas estacionárias distribuídas nos municípios litorâneos para acondicionamento temporário do óleo e cinco tratores.
Técnicos do Porto do Recife estão executando o monitoramento em alto mar. Mais de nove mil metros de mantas absorventes, cerca de três mil metros de barreiras e quatro barcos foram disponibilizados pela empresa. A força-tarefa para o trabalho de coleta do petróleo tem atuado em expedientes de 10 a 12 horas seguidas.
A chegada de novas manchas de óleo não foi observada durante esta terça-feira (22). Apesar disso, técnicos da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) continuaram monitorando a foz dos rios Persinunga (São José da Coroa Grande), Una (Barreiros), Formoso (Tamandaré), Massangana (Cabo de Santo Agostinho), Maracaípe (Ipojuca), Sirinhaém (Sirinhaém) e Jaboatão (Jaboatão dos Guararapes).
Equipamentos de proteção individual 
Alguns Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários para o trabalho de remoção do óleo das praias foram distribuídos para voluntários e equipes do Governo por meio de órgãos como a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e  Defesa Civil. 2.926 pares de botas, 9.843 pares de luvas, 16.173 mil máscaras, 3.528 sacos plásticos resistentes, 5.500 sacos de ráfia, 7.565 bags e mil rolos de manta absorvente além de 1.333 tambores e bombonas plásticas foram entregues nos locais onde está sendo feita a limpeza.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados