Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Reforma da Previdência: como votaram os deputados do Nordeste

24/04/2019

/ por casinhas agreste
Dos 18 federais nordestinos que participaram da reunião, 11 disseram sim ao projeto em votação que terminou aprovando o texto da reforma com placar de 48 a favor e 18 contra

Dos 18 deputados federais do Nordeste que participaram da votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, 11 votaram “sim”; e 7 disseram “não”. Um dos parlamentares não votou. Mas isso foi compensado por um suplente do Nordeste que acabou entrando na votação.

O único deputado do Rio Grande do Norte a participar da votação, Beto Rosado (PP-RN), votou favorável à proposta. Junto com ele, também disseram sim ao projeto do governo os deputados Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Margarete Coelho (PP-PI), Edilazio Junior (PSD-MA), Arthur O. Maia (DEM-BA), Paulo Azi (DEM-BA), Sergio Toledo (PR-AL), João Roma (PRB-BA), Genecias Noronha (SD-CE) e o Pastor Eurico (PATRI-PE).

Augusto Coutinho (SD-PE) é suplente na comissão, mas foi convocado a votar diante da ausência do deputado Paulo Pereira (SD-SP). E foi mais um a votar “sim”. Já Wilson Santiago (PTB-PB) foi substituído pelo suplente, Maurício Dziedrick (PTB-RS) que votou favorável ao texto.

Disseram “não” à reforma da Previdência na CCJ da Câmara os deputados nordestinos Eduardo Bismarck (PDT-CE), Gil Cutrim (PDT-MA), Renildo Calheiros (PCdoB-PE), José Guimarães (PT-CE), Nelson Pellegrino (PT-BA), Danilo Cabral (PSB-PE), e João H. Campos (PSB-PE).

O texto, em tramitação na Câmara há dois meses, segue agora para a análise de comissão especial que deve ser instalada na quinta-feira (25). A votação da reforma da Previdência na CCJ durou mais de 8 horas e foi aprovada sob muitos protestos dos deputados contrários ao texto.

Dos 66 deputados presentes, 48 foram a favor e 18 contra o texto da reforma da Previdência. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Dos 66 deputados presentes, 48 foram a favor e 18 contra o texto da reforma. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Votação só aconteceu após retirada de pontos negociados com o governo
Para viabilizar a aprovação, o relator do projeto, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), apresentou uma complementação de voto para retirar quatro pontos da proposta do Executivo. Tudo acordado com o governo. Ao anunciar a medida, Freitas estava acompanhado do secretário especial de Previdência do governo, Rogério Marinho (PSDB-RN).

Foram retirados os trechos que tratam do fim do recolhimento mensal e da multa de 40% do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para aposentados que continuam trabalhando; e da possibilidade de redução por meio de lei complementar na idade de aposentadoria compulsória de servidor, hoje em 75 anos;

Também ficaram de fora a criação de prerrogativa exclusiva do Poder Executivo para propor mudanças nas aposentadorias; e a possibilidade de qualquer pessoa iniciar ação contra a União somente na Justiça Federal em Brasília.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/19 pretende reformar o sistema de Previdência Social para os trabalhadores do setor privado e para os servidores públicos de todos os Poderes e de todos os entes federados (União, estados e municípios). A idade mínima para aposentar será de 65 anos para os homens e 62 para as mulheres. Há regras de transição para os atuais contribuintes.

Confira abaixo a lista completa da votação, por partido:
PSL
Bia Kicis (PSL-DF) Sim
Caroline de Toni (PSL-SC) Sim
Daniel Freitas (PSL-SC) Sim
Delegado Marcelo (PSL-MG) Sim
Delegado Waldir (PSL-GO) Sim
FelipeFrancischini (PSL-PR) Sim
Nicoletti (PSL-RR) Sim

PP
Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) Sim
Beto Rosado (PP-RN) Sim
Hiran Gonçalves (PP-RR) Sim
Marcelo Aro (PP-MG) Sim
Margarete Coelho (PP-PI) Sim

PSD
Darci de Matos (PSD-SC) Sim
Deleg. Éder Mauro (PSD-PA) Sim
Edilazio Junior (PSD-MA) Sim
Fábio Trad (PSD-MS) Sim
Stephanes Junior (PSD-PR) Sim

DEM
Arthur O. Maia (DEM-BA) Sim
Bilac Pinto (DEM-MG) Sim
Geninho Zuliani (DEM-SP) Sim
Paulo Azi (DEM-BA) Sim

MDB
Alceu Moreira (MDB-RS) Sim
Celso Maldaner (MDB-SC) Sim
Herculano Passos (MDB-SP) Sim
Márcio Biolchi (MDB-RS) Sim

PR
Gelson Azevedo (PR-RJ) Sim
Giovani Cherini (PR-RS) Sim
Marcelo Ramos (PR-AM) Sim
Sergio Toledo (PR-AL) Sim

PRB
João Campos (PRB-GO) Sim
João Roma (PRB-BA) Sim
Lafayette Andrada (PRB-MG) Sim
Luizão Goulart (PRB-PR) Sim

PSDB
Eduardo Cury (PSDB-SP) Sim
Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) Sim
Samuel Moreira (PSDB-SP) Sim
Shéridan (PSDB-RR) Sim

PSC
Paulo Martins (PSC-PR) Sim

PTB
Wilson Santiago (PTB-PB) – não votou
Maurício Dziedrick (PTB-RS) Sim

PDT
Afonso Motta (PDT-RS) Não
Eduardo Bismarck (PDT-CE) Não
Gil Cutrim (PDT-MA) Não
Subtenente Gonzaga (PDT-MG) Não

PODE
Diego Garcia (PODE-PR) Sim
Léo Moraes (PODE-RO) Sim

SOLIDARIEDADE
Genecias Noronha (SOLIDARIEDADE-CE) Sim
Augusto Coutinho (SOLIDARIEDADE-PE) Sim

AVANTE
Luis Tibé (AVANTE-MG) Sim

CIDADANIA
Rubens Bueno (CIDADANIA-PR) Sim

PATRI
Pastor Eurico (PATRI-PE) Sim

PCdoB
Renildo Calheiros (PCdoB-PE) Não

PROS
Clarissa Garotinho (PROS-RJ) Não

PV
Enrico Misasi (PV-SP) Sim

PT
Alencar S. Braga (PT-SP) Não
Joenia Wapichana (REDE-RR) Não
José Guimarães (PT-CE) Não
Maria do Rosário (PT-RS) Não
Nelson Pellegrino (PT-BA) Não
Patrus Ananias (PT-MG) Não
Paulo Teixeira (PT-SP) Não

PSB
Danilo Cabral (PSB-PE) Não
João H. Campos (PSB-PE) Não
Júlio Delgado (PSB-MG) Não
Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) Não

PSOL
Talíria Petrone (PSOL-RJ) Não

NOVO
Gilson Marques (NOVO-SC) Sim

*Fonte: Câmara dos Deputados

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados