Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Polícia prende grupo criminoso que agia na divisa da Paraíba com Pernambuco

Dez pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (14) suspeitas de atuar em uma organização criminosa. A operação foi realizada, simultaneamente, nas cidades paraibanas de Princesa Isabel e nos municípios pernambucanos de Flores, Afogados da Ingazeira, Santa Terezinha e Canhotinho. Equipes das Polícias Civil e Militar dos dois Estados, além de integrantes do Ministério Público da Paraíba participaram dos trabalhos. Os presos são investigados por envolvimento em homicídios, tráfico de drogas, assaltos, além de comércio ilegal de armas e munições, ocorrida na divisa dos dois Estados. A operação foi denominada “ΘΉΡΑΜΑ”, uma palavra de origem grega que significa presa, caça e ave de caça.

Segundo o delegado Cristiano Jaques, da 16ª Seccional de Princesa Isabel, o grupo criminoso desarticulado na manhã desta terça já vinha sendo investigado há dez meses. Os integrantes agiam diretamente na divisa da Paraíba com Pernambuco, praticando homicídios, tráfico de drogas e comercializando armas e munições. Eles cumpriam ordens do detento da Penitenciária de Sousa, identificado como Josemar Patriota. Ele é conhecido como “cangaceiro” e, embora preso, ainda continuava gerenciando ações criminosas, inclusive determinando ordens de assassinatos contra rivais.

O delegado conta que a operação seria deflagrada em data futura, mas teve que ser antecipada após a polícia descobrir que cinco pessoas seriam assassinadas na cidade de Flores, a mando de Patriota. “Se não tivéssemos deflagrado essa operação hoje e efetuado as prisões, certamente amanhã ou depois estaríamos divulgando essa matança que iria ocorrer na cidade de Flores, onde funciona o quartel general deles”, afirmou o delegado.

Os presos na manhã desta terça-feira (14) foram Josemar Cícero Nunes Patriota, mais conhecido como “Patriota” ou Cangaceiro”, Ironilda Alves Diniz Patriota, conhecida por “Diniz”, Aparecido Eudes de Lima Costa, conhecido por “ Eudes”, Antônio Amaro da Silva Filho, conhecido como “Toim” ou “Toim Amaro”, Ingris Nairan Vieira, mais conhecida como “Senhorinha”, Janduir Jeferson Nunes Alves, que tem o apelido de “Piu Piu”, Givaldo do Nascimento Vieira, Luciano Marques de Souza, Marcio Marques de Oliveira Silva e um homem identificado apenas como “Samir”.

Os policiais localizaram Janduir Jeferson Nunes Alves, mais conhecido por “Piu Piu”, no município de Santa Terezinha, em Pernambuco. Ele é apontado como um dos responsáveis pelos assassinatos praticados pelo grupo. E é apontado como “homem de confiança” de Josemar Patriota.

Dos dez presos, apenas Antônio Amaro ainda permanece em Pernambuco, onde já se encontrava preso por prática de outros crimes. Os demais estão em Princesa Isabel, onde serão apresentados ao juiz e encaminhados a uma unidade prisional.

Outras três pessoas também tiveram a prisão decretada pela Justiça, mas não foram localizados pelos policiais e são consideradas foragidas. São elas: Tiago Gouveia Veras, Carlos Daniel Mendes de Oliveira e Geneci Morato. Os mandados de prisão e busca e apreensão foram expedidos pela Comarca de Água Branca.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados