Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Três Policiais Pernambucanos da PM de Alagoas, morrem após viatura bater em uma carreta na BR 101


Viatura bate em caminhão cegonha na BR-101 e três PMs morrem em Alagoas
Todos os policias que estavam na caminhonete morreram no acidente em Flexeiras.
Por G1 AL
Policias militares morreram em acidente com caminhão cegonha
Uma viatura da Polícia Militar colidiu contra um caminhão cegonha na BR-101, em Flexeiras, município do interior de Alagoas. Os três policiais que estavam na viatura morreram no acidente. Os militares eram das cidades de Água Preta, Catende e Palmares.

As vítimas foram identificadas como cabo José Luciano, de 35 anos, e os soldados Júlio Cesar, 33, e Esdras, 25, segundo a 2ª Companhia da Polícia Militar.

Os policiais faziam ronda e seguiam de Joaquim Gomes para Flexeiras pela rodovia, de acordo com a corporação.

O governador Renan Filho lamentou a tragédia e decretou luto oficial por três dias no estado pelas mortes dos policiais.

Testemunhas informaram para os agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que no momento do acidente a pista estava molhada e o motorista da viatura perdeu o controle derrapando o veículo que se chocou com o caminhão cegonha.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros se deslocou de helicóptero para ajudar no resgate das vítimas, mas ao chegar no local os militares já estavam em óbito.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e sinalizou o local do acidente ajudando a controlar o trânsito.

Colisão deixou policiais do Pelopes mortos (Foto: Hígor Silva/4O Graus)
Caminhão cegonha estava abastecido de carros no momento da colisão (Foto: Hígor Silva/4O Graus) Caminhão cegonha estava abastecido de carros no momento da colisão (Foto: Hígor Silva/4O Graus)

Partes da viatura ficaram espalhadas próximo ao local da colisão (Foto: Hígor Silva/4O Graus) Partes da viatura ficaram espalhadas próximo ao local da colisão (Foto: Hígor Silva/4O Graus)
Partes da viatura ficaram espalhadas próximo ao local da colisão (Foto: Hígor Silva/4O Graus)
O Comando da Polícia Militar de Alagoas emitiu na noite desta quinta-feira (1º) lamentando a tragédia. Veja a nota na íntegra:




Nota de Pesar
A Polícia Militar de Alagoas lamenta profundamente o falecimento do cabo José Luciano da Silva, e dos soldados Júlio César Pereira da Silva e Esdras Santos da Silva, durante um acidente envolvendo uma viatura do Pelopes da 2ª Companhia Independente, que colidiu com um caminhão-cegonha, na tarde desta quinta-feira (1º), no km 45 da BR-101, entre os municípios de Flexeiras e Joaquim Gomes.

Os três militares estavam de serviço e indo realizar uma operação no momento em que aconteceu o trágico acidente. Os policiais perderam a vida no cumprimento do dever, em defesa do povo alagoano e imolados na dura missão de combater o crime.

O cabo J. Luciano tinha 35 anos e ingressou na PM em 2006; o soldado Júlio Cesar tinha 33 e ingressou na corporação em 2010; já o soldado Esdras foi incorporado em 2013 e tinha 25 anos de idade.

A PM externa seu pesar à família e se coloca à disposição para o que se fizer necessário, disponibilizando total apoio às vítimas e seus familiares. Os nomes desses valorosos guerreiros jamais serão esquecidos pelos companheiros da corporação e por todos que anseiam e trabalham pela paz e justiça em Alagoas.

Corpos de PMs mortos em acidente na BR-101, em Alagoas, são levados em carro dos bombeiros para Pernambuco
Cortejo que homenageia os três policiais militares que morreram em serviço vai passar pela cidade de Joaquim Gomes (AL) e segue para o interior pernambucano.
Por G1 AL

Policiais Militares mortos em acidente em Alagoas seguem em cortejo até Pernambuco
Os corpos dos policiais militares que morreram em um acidente na BR-101, em Alagoas, foram liberados do Instituto de Medicina Legal (IML) em Maceió na tarde desta sexta-feira (2) para sepultamento em Pernambuco. Eles seguem em cortejo em um caminhão do Corpo de Bombeiros.

A viatura onde estavam o cabo José Luciano da Silva, 35, e os soldados Júlio César Pereira da Silva, 33, e Esdras Santos da Silva, 25, colidiu contra um caminhão cegonha quando estava a caminho da cidade de Flexeiras.

Segundo a assessoria da Polícia Militar, José Luciano era de Palmares; Júlio César, de Água Preta; e Esdras era de Catende.

O cortejo vai passar em Joaquim Gomes (AL), onde os PMs trabalhavam, para uma última homenagem às vítimas do acidente, e segue de lá para as cidades natais deles.

O pai de Esdras, Pedro Jorge da Silva, falou com a reportagem do G1 nesta manhã, enquanto aguardava a liberação do corpo. "Ele entrou cedo na polícia, aos 19 anos. Dava para perceber que gostava muito do trabalho".

A assessoria da Polícia Civil informou que o delegado distrital de Flexeiras, Isaías Rodrigues, instaurou inquérito para investigar o acidente, e depoimentos já foram ouvidos dentre eles o do motorista do caminhão, que colidiu contra a viatura.

O governador Renan Filho lamentou a tragédia e ainda onte, decretou luto oficial por três dias no estado pelas mortes dos policiais.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados