Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

PF ataca corrupção na Casa Militar de Pernambuco

PF ataca corrupção na Casa Militar de Pernambuco






PF ataca corrupção 

Operação Torrentes mira desvios que podem cheg







Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal
A Polícia Federal, com apoio da Controladoria-Geral da União e da Procuradoria da República de Pernambuco, deflagrou nesta quinta-feira, 9, a Operação Torrentes. A ação combate um esquema de desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e corrupção de servidores públicos vinculados à Secretaria da Casa Militar do Estado de Pernambuco.
Segundo a PF, a investigação teve início no ano de 2016, a partir de um relatório elaborado pela Controladoria-Geral da União com relação aos gastos efetuados pela Casa Militar na cifra de R$ 450 milhões que lhe foram repassados pela União na denominada “Operação Reconstrução” para assistência às vítimas das enchentes que devastaram diversos municípios da mata-sul pernambucana em junho de 2010. Naquela ocasião verificou-se que a depender do objeto licitado, funcionários da Secretaria da Casa Militar direcionavam os contratos a diversos grupos empresariais em troca de contrapartidas financeiras. Também foram verificados indícios de superfaturamentos e inexecução de contratos.
Foram detectados, também, fortes indícios de superfaturamento em alguns contratos recentemente firmados pela Secretaria da Casa Militar com recursos públicos federais desta feita na “Operação Prontidão”, que tem por objetivo a reestruturação dos municípios da mata sul pernambucana atingidos, uma vez mais, pelas chuvas torrenciais ocorridas em maio do corrente ano de 2017.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados