Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Novo diretor da PF promete ampliar operações contra corrupção


'Não será só uma ampliação, uma melhoria na Lava Jato, será em todas as operações que a Polícia Federal já vem empreendendo e ainda ampliar, quer dizer, criar novas operações', disse o novo diretor Fernando Segóvia


Questionado sobre possíveis mudanças na equipe da Lava Jato, Segóvia 
Foto: Agência Brasil
Estadão Conteúdo

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, disse nesta sexta-feira, 10, que há "corrupção sistêmica" no Brasil e que pretende ampliar a Lava Jato e as operações de combate à corrupção. A declaração foi dada após a assinatura do seu termo de posse no Ministério da Justiça. "A corrupção neste País é sistêmica, mas existe a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e vários outros órgãos que a combatem e nós pretendemos continuar cada vez mais fortes nesse combate", afirmou.



"A Polícia Federal está tranquila, já tive reuniões com todos os atuais diretores, todos os atuais superintendentes regionais e todos estão tranquilos. A gente pretende continuar o trabalho da Polícia Federal e as mudanças serão feitas paulatinamente e, com certeza, sempre tem gente que está cansada e quer sair e tem gente que está nova e quer começar um trabalho", disse Segovia.

E completou: "Não será só uma ampliação, uma melhoria na Lava Jato, será em todas as operações que a Polícia Federal já vem empreendendo e ainda ampliar, quer dizer, criar novas operações"



O novo diretor foi indicado pelo presidente Michel Temer para assumir o comando da PF no lugar do delegado Leandro Daiello, no cargo desde janeiro de 2011.

MPF
Segóvia abordou ainda a relação da PF com o Ministério Público Federal. "O que a gente precisa, na realidade, é melhorar talvez a investigação, melhorar os focos nas investigações e, aí, combater melhor esse tipo de crime, combatendo na realidade a essência da corrupção. Nisso a gente vai, vamos dizer assim, trabalhar em parceria com o Ministério Público Federal e outras organizações para tentar melhorar esse combate."

A assinatura foi acompanhada pelo ministro da Justiça Torquato Jardim, pelo secretário nacional de Segurança Pública, general Carlos Alberto Santos Cruz, e pelo diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Renato Dias. Durante a solenidade, Torquato deu boas vindas e apresentou seus auxiliares à Segóvia. "Esta equipe está integrada e à disposição para os árduos desafios que o Brasil tem", disse.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados