São João de Aroeras dia 23

Por que contribuo com Casinhas


Nunca tive a pretensão de buscar o poder, o poder não me atrai, entendo ser o poder a antítese do amor, muito mais que o ódio; o que busco é a potência, a capacidade de agir e de transformar o que cada pessoa possui, e não saber usar. Desde os tempos de menino, observo que a maioria das pessoas não sabem usar suas capacidades, infelizmente, rendem-se ao medo, submetem-se, sujeitam-se e se acomodam ao Sistema e suas regras de autopreservação. Em meus mais de quarenta anos de militância política e social, procurei seguir um caminho diferente e, talvez por isso mesmo, poucas vezes tive a compreensão daqueles que se submetem e se sujeitam, mesmo quando seriam os maiores beneficiários de uma nova forma de fazer política. Ainda assim, segui em frente, apontando ideias, buscando construir sonhos e juntar pessoas. Por vezes com muito êxito, deste o combate à ditadura militar, até a urbanização de uma favelas. Tudo isso também foi feito com muita dificuldade, muito percalço, retrocessos e derrotas, pessoais e coletivas. Seguia e sigo porque algo me leva à frente, uma vocação, missão, algo que nem sei compreender direito de onde vem. Assim me moldei e fui moldado como ser político.
Mas para realizar ideias é necessário ter apoio, respaldo, votos que demonstrem que há mais pessoas que consideram importantes estas ideias e modo de fazer política. 
Todo homem tem os seus limites e conhece-los é o melhor caminho para uma vida sustentável. Eu conheço os meus. Meus princípios, valores e minha coerência e motivação na busca por um mundo justo, construída a partir de uma política baseada na humanidade e na amorosidade, são opostos à política praticada nos dias atuais. Insisto em seguir tentando, seguir sonhando com a possibilidade de uma  Casinhas, democrática, justa e sustentável; uma Casinhas em que o governo sirva e não se sirva de sua gente. Sei que estamos quase lá e ainda vai brotar uma Casinhas como nunca se viu, mas ainda falta regar mais as nossas plantas. Assim, resolvi apostar na candidatura do Edmilson, mas que, por força do Sistema Eleitoral, terá que ser apresentada sob a legenda de um partido que, no momento é o PSol, cuja legenda carrega hábitos e condutas políticas que sempre combati e combaterei, mas que no momento ainda é o menos inaceitável.
Sigo  como um paciente jardineiro a cultivar o jardim de uma nova política que ainda florescerá em Casinhas.
Assina: Anónimo sonhador.


Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS