Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Pernambuco orienta municípios a aplicarem dose de reforço da vacina contra a Covid-19 para pessoas a partir de 18 anos

17.11.21

/ por casinhas agreste

Agora, quem tem entre 18 e 54 anos poderá tomar o reforço cinco meses após o encerramento do esquema com duas doses ou dose única.
Por g1 PE


O governo de Pernambuco ampliou, nesta quarta (17), a idade mínima para a aplicação da dose de reforço contra a Covid-19. Agora, quem tem idade entre 18 e 54 anos poderá tomar o reforço cinco meses após o encerramento do esquema com duas doses ou dose única. O avanço vem um dia após anúncio do Ministério da Saúde da ampliação do reforço para o público a partir dos 18 anos (veja vídeo acima).

O intervalo de quatro meses permanecerá para os trabalhadores de saúde e pessoas acima dos 55 anos. Também não há modificação para as pessoas com alto grau de imunossupressão, que será mantido em 28 dias após a última dose do esquema básico.

Recife leva vacinação itinerante e testagem gratuita a comunidades
ENTENDA OS TERMOS: Terceira dose, reforço, esquema vacinal e passaporte
A decisão foi discutida pelos representantes do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação e pactuada com os gestores municipais em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), na manhã desta quarta.

"Pernambuco vai participar ativamente da campanha de megavacinação anunciada pelo Ministério da Saúde, com foco nas 600 mil pessoas com a segunda dose atrasada e na intensificação da dose de reforço. A campanha será de 20 a 26 de novembro e todos os municípios estarão mobilizados para garantir a segunda dose e a dose de reforço", afirmou o secretário de Saúde, André Longo.


Entre 20 e 26 de novembro uma campanha mobilizará todos os municípios para garantir a segunda dose e a dose de reforço — Foto: Everaldo Silva/TV Globo
Entre 20 e 26 de novembro uma campanha mobilizará todos os municípios para garantir a segunda dose e a dose de reforço — Foto: Everaldo Silva/TV Globo

O secretário também ressaltou que quem tomou a primeira dose da vacina da Janssen em Pernambuco precisa tomar a segunda dose do imunizante. Com as novas recomendações, a segunda dose da Janssen passa a ser aplicada com um intervalo mínimo de oito semana após a primeira, ou seja, dois meses.

"Vamos garantir a segunda dose de Janssen para quem tomou a primeira dose. Foram 173 mil Pernambucanos, que após 60 dias precisam tomar a segunda dose. Nossa expectativa é estar distribuindo aos municípios no fim de semana as doses necessárias", destacou Longo.

Quem tomou a primeira dose da vacina da Janssen e dose de reforço deve procurar os pontos de vacinação cinco meses após a dose de reforço para o recebimento de mais uma dose, que será da Pfizer.

A orientação do Ministério da Saúde é que seja aplicada, preferencialmente, a dose adicional com o imunizante da Pfizer no público em geral, a partir de 18 anos. Mas também é prevista, como alternativa, a aplicação de uma terceira dose com os imunizantes da Janssen ou Astrazeneca.

O Programa Estadual de Imunizações (PEI-PE) está fazendo um levantamento da necessidade do envio de novas doses de acordo com a população a ser vacinada, estoques e capacidade de armazenamento de cada cidade.

Também foi recomendado que nas cidades do Recife e de Jaboatão dos Guararapes, que ampliaram as suas campanhas de reforço para pessoas a partir dos 50 anos, mantenham suas estratégias para vacinar público já agendado e garantam que recebam a proteção em tempo oportuno.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados