Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Bolsonaro ataca o falecido Bruno Covas. Filho chama Bolsonaro de covarde

3.8.21

/ por casinhas agreste

Filho de Bruno Covas se manifesta após Bolsonaro se referir ao ex-prefeito de São Paulo como 'o que morreu'. O ex-prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu em maio deste ano, aos 41 anos, em decorrência de um câncer
Bruno Covas e o filho Tomás Covas - Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Rádio Jornal

Mais uma vez, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) gerou revolta ao tratar com desdém a vida humana. Nesta segunda-feira (2), ele voltou a criticar as medidas adotadas por prefeitos e governadores para frear os casos e óbitos causados pela covid-19. Na ocasião, ele se referiu ao ex-prefeito de São Paulo Bruno Covas como "o outro que morreu". Covas faleceu em maio deste ano em decorrência de um câncer. 

"Um fecha São Paulo e vai para Miami. O outro, que morreu, fecha São Paulo e vai ver Palmeiras e Santos no Maracanã. Esse é o exemplo", disse Bolsonaro a apoiadores, em vídeo publicado pelo portal Metrópoles. Assista:

Assista:

Resposta 

Tomás Covas, filho do ex-prefeito de São Paulo, chamou Bolsonaro de "incompetente e negacionista" e disse que seu pai o levou ao estádio para que os dois pudessem curtir um momento juntos nos últimos momentos de vida de Bruno Covas. "Em uma fala covarde hoje durante a tarde [ontem], ele atacou quem não está mais aqui conosco, não dando o direito de resposta ao meu pai", disse. "Uma tristeza as agressões vazias do presidente contra meu pai. Não é certo atacar quem não está mais aqui para se defender. Meu pai sempre foi um homem sério e fez questão de me levar ao Maracanã no fim da sua vida para curtirmos seus últimos momentos juntos. Isso é amor! Bolsonaro nunca entenderá esse sentimento", completou o jovem à colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo. 

Políticos se manifestam

Nas redes sociais, diversos políticos, a exemplo do governador de São Paulo se manifestaram em repúdio à fala de Jair Bolsonaro. Veja:

Relembra a situação

Em janeiro de 2021, Bruno Covas foi ao Rio de Janeiro assistir à final da Libertadores no Maracanã com Tomás, seu filho único, que é grande torcedor do Santos. Na ocasião, ele foi bastante criticado por conta da pandemia da covid-19. 

Nas redes sociais, Covas se defendeu das críticas e postou uma foto da partida. "Quando decidi ir ao jogo tinha ciencia que sofreria criticas. Mas se esse e o preco a pagar para passar algumas horas inesqueciveis com meu filho, pago com a consciencia tranquila", postou o então prefeito de São Paulo. 

Veja: 

Morte

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, morreu na manhã do dia 16 de maio, aos 41 anos, em decorrência do câncer da transição esôfago-gástrica e complicações do tratamento. Licenciado do cargo no início daquele mês, Bruno Covas estava em tratamento no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados