Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Polícia Federal prende flagrante homem com notas falsas ao sair dos correios de Goiana PE

22/10/2020

/ por casinhas agreste


A Polícia Federal em Pernambuco, autuou em flagrante, um ajudante geral, de 30 anos, casado, natural e residente em Goiânia/PE (não possui antecedentes criminais), o qual foi preso por policiais militares do 2º BPM, lotados na 3ª CIPM em Goiana/PE. A prisão aconteceu quando por volta das 9h, do dia (15/10/2020) policiais militares receberam uma denúncia de que nas imediações da Central de Distribuição dos Correios de Goiana/PE haveria o repasse de notas falsas.

A ação teve seu desfecho quando os militares fizeram incursões nos locais onde possivelmente as notas seriam entregues e perceberam a saída de um suspeito com um pacote que havia retirado na central de distribuição, que possuía as mesmas características físicas apontadas nas denúncias. O suspeito foi abordado e ao passar por uma revista pessoal nada foi encontrado, porém os militares solicitaram que fosse aberta a encomenda retirada e lograram êxito em encontrar 20 notas de R$ 100 com a mesma sequência de numeração que totalizou R$ 2.000 reais em notas falsas. As notas foram postadas nos correios da cidade de Vila Mariana Alta/SP.


Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido encontrada as notas, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida encaminhado para a Sede da Polícia Federal no Cais do Apolo, para os procedimentos de polícia judiciária, onde acabou sendo autuado em flagrante pelo crime contido no artigo 289 § 1º do Código Penal  (possuir nota falsa) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa. O preso já passou por audiência de custódia e foi liberado, devendo responder o processo em liberdade.

Em seu interrogatório o preso relatou que havia cedido o seu endereço para um amigo (não deu detalhes) que mora em Itambé/PE e que quando a entrega fosse feita pelos correios, receberia uma recompensa em dinheiro. Disse ainda que não sabia que essa encomenda seria de notas falsas e que ao retirar as compras e levar para sua residência foi abordado por policiais militares informando que se tratava de notas falsas. Por fim disse que agiu de boa-fé.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados