Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Polícia divulga retrato falado de suspeito de matar PMs em Santa Cruz

16/08/2019

/ por casinhas agreste
Wellington Kleber de Lima, 22 anos, é o único envolvido no caso que está foragido

NE10 INTERIOR
Polícia Civil divulgou imagens que podem ajudar a localizar o suspeito (Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil divulgou nesta quinta-feira (15) a perícia iconográfica (retrato falado) do último suspeito de envolvimento no assalto a um mercado e uma casa lotérica no dia 1º de julho deste ano em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco.

Wellington Kleber de Lima, 22 anos, conhecido como "Cabeludo", é o único foragido dos quatro que participaram da investida, que deixou dois policiais militares mortos. O retrato falado foi confeccionado pelo Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB).

Os outros três suspeitos de envolvimento do caso e mais cinco pessoas que teriam ajudado na fuga foram mortos durante uma operação da Polícia Militar em Barra de São Miguel, na Paraíba. Inicialmente, a polícia chegou a divulgar que os quatro envolvidos diretamente na morte dos policiais estavam entre os mortos.

De acordo com a Polícia Civil, há dois mandados de prisão em aberto contra Wellington, por adulteração de sinal automotor e pelos homicídios do soldado André Silva, 32 anos, e do sargento Moacir Moreira, 47.

Quem tiver qualquer informação sobre o suspeito pode entrar em contato com o WhatsApp da 21º Delegacia de Homicídios: (81) 9.9488-7041. O anonimato é garantido.
Novos vídeos de câmeras de segurança mostram o momento exato do confronto entre criminosos e policiais militares em Malhada do Meio, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, na manhã dessa segunda-feira (1º). A troca de tiros terminou com um policial militar morto e outro ferido. 39 segundos
Relembre o caso
Quatro homens armados praticaram um assalto em um mercado e em uma casa lotérica no bairro Dona Lica, em Santa Cruz do Capibaribe, no dia 1º de julho deste ano. Após o crime, dois policiais militares perseguiram os suspeitos.

Após a viatura virar em uma curva, os suspeitos desceram do carro e atiraram contra o veículo. O soldado André Silva, que dirigia a viatura, foi atingido, não resistiu e morreu no local.

Também ferido, o sargento Moacir Moreira chegou a ser levado para o Hospital Regional do Agreste (HRA), onde passou 18 dias internado, mas também não sobreviveu e morreu no dia 19 de julho.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados