Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

João Campos diz que Bolsonaro tem ‘preconceito’ com o Nordeste

06/05/2019

/ por casinhas agreste
O deputado Federal João Campos (PSB) foi mais um parlamentar a disparar contra os cortes nas universidades federais anunciado pelo Ministério da Educação. Em entrevista à Rádio Petrolina FM, o filho do ex-governador Eduardo Campos aproveitou para criticar o presidente Jair Bolsonaro (PSL). A critica veio após destacar o impacto da medida do MEC nas universidades pernambucanas. Segundo o socialista, o fato de Jair Bolsonaro não ter ainda visitado a região Nordeste como presidente revela um “preconceito” do gestor.

“O presidente, em mais de 100 dias de governo, visitou cinco países e nunca veio no Nordeste. Não é Pernambuco, não. Estão dizendo que ele vem agora. Não conhece o Nordeste brasileiro como presidente. Isso é um preconceito. Isso é um despreparo, um desrespeito ao povo nordestino”, disse João Campos, citando a possibilidade do presidente ter agenda no Estado.
Líder do governo no Senado, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) articula a vinda de Bolsonaro ainda este mês. A data ventilada é 23 de maio, mas não foi confirmada e nem as cidades que serão incluídas na viagem do presidente.

Em relação aos cortes do MEC, o deputado acusou o governo federal de ter “interesse de combater quem pensa, quem produz conhecimento”. “Isso é muito grave”, afirmou na entrevista. Para o oposicionista, o corte é “burro” “corte” porque pune os gestores bons.

“São despesas básicas que estão sendo cortadas. E o que é mais grave: pune quem é bom. Quando você um corte linear de 30%, que é para todo mundo o mesmo corte, a gente pune quem é bom porque quem é bom faz uma gestão organizada, enxuta e não tem onde tirar 30%”, disse.

O deputado anunciou que já havia articulado uma agenda da bancada pernambucana na Câmara dos Deputados com os reitores das universidades pernambucanas. Ele ressaltou que já teve reuniões com os reitores das Universidades Federal e Rural de Pernambuco, e que pretende se encontrar também com o reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

“Independente de partido, de campo político, a gente tem que juntar quem queira ajudar as nossas universidades, a nossa educação, para lutar em Brasília. Vou ter ruma oportunidade de convidar os deputados para isso. (…) Não pode ser uma briga entre oposição e governo. Tem que ser uma briga pelo país”, afirmou o socialista.

João Campos adiantou que será lançada uma Comissão Externa na Câmara para fazer uma “grande fiscalização” as ações do Ministério da Educação e que ações na justiça para barrar os cortes já estão em estudo. Além das iniciativas, o parlamentar disse que já foi enviado um pedido de informações ao ministro da Educação, Abraham Wientraub. Campos lembrou ainda que o ministro foi convocada para uma audiência pública com os deputados.
Blog do  Jamildo


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados