Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Horário de verão é adiado por causa do Enem



Foto: Guga Matos / JC Imagem
Das Agências Brasil e Estado

A um mês das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o governo federal adiou o início do horário de verão para o dia 18 de novembro. O texto com a decisão será publicado no Diário Oficial da União. A data final para o horário de verão foi mantida para o terceiro domingo de fevereiro de 2019.

Será a primeira vez, desde que o exame se transformou em porta de acesso para a maioria das universidades públicas do País, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que os candidatos de Pernambuco farão as provas na hora igual a dos estudantes do restante do Brasil.

Como o horário de verão ocorria quando o Estado estava com uma hora de diferença (pra menos) em relação à Brasília, os feras pernambucanos tinham que almoçar mais cedo e entrar nos locais de provas até o meio-dia.

As provas do Enem estão marcadas para os dias 4 e 11 de novembro. A previsão é de que 5,5 milhões de estudantes participem. Pelo horário oficial de Brasília, as provas são das 13h30 às 19h no dia 4, com abertura dos portões de acesso aos prédios ao meio-dia e fechamento às 13h. No dia 11, acabarão às 18h30.

Os cartões de inscrição estarão disponíveis no dia 22 de outubro.

COMEMORAÇÃO
Nas redes sociais, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, comemorou a mudança. “Candidatos terão mais tranquilidade para fazer as provas! Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria prejuízos aos participantes.”

O pedido para mudar o início do horário de verão foi encaminhado pelo Ministério da Educação à Presidência da República.

No início do horário de verão, os relógios devem ser adiantados em uma hora. O horário é adotado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal.

Normalmente, a mudança de horário ocorre em outubro, mas no final do ano passado, o presidente Michel Temer assinou decreto adiando o início para novembro. Também houve uma discussão em torno da mudança de datas em decorrência do período eleitoral – o primeiro turno é no próximo domingo, 7, e o segundo dia 28.

DURAÇÃO
É a segunda mudança de data do horário de verão. A primeira foi por causa do segundo turno das eleições. Com o fim do horário de verão mantido para 16 de fevereiro (quando o relógio deverá ser atrasado em uma hora), o horário de verão 2018-2019 terá 91 dias de duração, 35 a menos do que em 2017-2018. No ano passado, o governo Michel Temer chegou a cogitar acabar com a mudança, que atinge sobretudo o Sudeste.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados