Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

PARAÍBA: Expulsão de Policial Militar informante de grupo que atacava bancos nos Estados de PE, PB e RN

PM informante de grupo que atacava bancos é expulso da corporação na PB
Soldado Alexsandro Soares da Silva foi condenado por passar informações privilegiadas de ações policiais ao chefe do grupo.

Por G1 PB

Expulsão de soldado envolvido com grupo que assaltava bancos foi publicado no DOE-PB (Foto: DOE-PB/Reprodução)
Um soldado da Polícia Militar da Paraíba condenado por envolvimento em grupo responsável por ataques a bancos foi expulso da corporação nesta quarta-feira (22). A portaria da expulsão de Alexsandro Soares da Silva foi assinada pelo comandante-geral da PMPB, coronel Euller Chaves, e publicada no Diário Oficial do Estado da Paraíba (DOE-PB).

Alexsandro Soares da Silva foi condenado a um ano e seis meses de detenção, convertida em prisão pelo crime de violação do sigilo profissional, conforme previsto pelo Código Penal Militar. A ação penal tramitou na Vara da Justiça Militar da Paraíba e transitou em julgado no dia 211 de outubro de 2015. Após encerrados os trâmites recursais, a corregedoria da PM transitou em julgado a decisão final do procedimento em 16 de julho de 2018.

Conforme a portaria, o soldado Alexsandro fazia parte de uma organização criminosa envolvida na prática de roubos e furtos a estabelecimentos bancários e veículos, e que agia na Paraíba e nos estados de Pernambuco e no Rio Grande do Norte.

O policial era responsável por passar informações privilegiadas ao chefe da organização e participou em várias ocasiões fornecendo informações sobre ações policiais, prisões de infratores, movimentações de policiais e paradeiros de veículos roubados, visando atender ao interesse da organização que era alvo de investigação policial.

De acordo com a portaria, a conduta do cabo afronta a honra pessoal, o pundonor, a ética e o decoro da classe dos policiais militares, uma vez que a conduta do condenado repercutiu negativamente no resultado das operações de contenção da criminalidade que à época se desenvolviam na área do batalhão que ele pertencia.

O soldado Alexsandro entrou na Polícia Militar em 18 de agosto de 2003 e estava lotado no 7º Batalhão da PM, em Santa Rita. A portaria de expulsão também determina a apreensão das armas de fogo, objetos e identidade militar que estavam sob posse do policial.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados