Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Em Umbuzeiro PB: Polícia prende acusado com carro roubado e explosivos


Do Blog Vavá da Luz

Acusado de explosões bancárias é preso com carro roubado em Umbuzeiro

As Polícias Civil e Militar da 11ª Área Integrada de Segurança Pública (AISP), por meio da equipe da delegacia plantonista e da guarnição do destacamento da cidade de Umbuzeiro, a 144 quilômetros de João Pessoa, prendeu em flagrante delito, durante o final de semana, Ademir Braz da Silva, 33 anos.  Ele estava com um veículo Mitsubishi L200, cor preta, placa KGY-9203, que, de acordo com o registro policial, foi roubado no dia 5 de fevereiro na cidade do Recife, no estado de Pernambuco.Assista a reportagem da TV Globo Paraíba.






A polícia chegou até Ademir por meio do monitoramento via GPS do veículo. Ele apontou que a caminhoneta estaria circulando na cidade de Umbuzeiro. A partir desse levantamento, as equipes realizaram buscas pelo município para localizar e prender a pessoa que estava com o veículo. As buscas acabaram no final da tarde desse domingo (18), quando os policiais conseguiram abordar o veículo rastreado, mas a vistoria mostrou que a caminhoneta estava com a placa clonada e a numeração de chassi remarcada. O documento do veículo também estava adulterado para enganar e escapar de uma ação policial.

Apesar disso, como os policiais já estavam monitorando a caminhonete, eles compararam os dados do veículo roubado com o que estava com Ademir e foi confirmado que era o mesmo. O suspeito foi encaminhado para Delegacia, ouvido e autuado pelos crimes de receptação dolosa e uso de documento falso. Ademir já responde processo por crime de furto qualificado contra o Banco do Brasil de Monteiro. Ele foi preso com mais nove pessoas em 2016 durante uma força tarefa formada por policiais civis, militares e federais, que investigava roubos a Banco no interior de Pernambuco.

As prisões foram realizadas em Bom Jardim e Vertente, no Agreste do Estado. Com eles os policiais encontraram armas, explosivos, grampos e uma serra de fixação magnética. Os levantamentos policiais revelaram que os explosivos usados pelo grupo criminoso era comprado por meio da pedreira de Ademir, um local de fachada usado só para adquirir o material que era usado nas explosões bancárias. Ademir também seria responsável pela detonação dos artefatos. Ele estava aguardando pelo julgamento em liberdade, mas agora com esta nova prisão em flagrante Ademir foi encaminhado para Cadeia Pública de Umbuzeiro e será apresentado na audiência de custódia.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados