Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Orobó: Polícia conclui que menor matou a mãe de olho nos bens



Blog do Agreste

A delegacia do município de Orobó, no Agreste do Estado, concluiu o inquérito sobre o assassinato da auxiliar de serviços gerais Luzinete Severina da Silva, ocorrido no último dia 24 de outubro. O documento já foi remetido ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE). No inquérito, a Polícia Civil confirma que o filho da vítima, um adolescente de 14 anos, cometeu o crime. As investigações ainda indicam que ele é usuário de drogas e de comportamento violento. Segundo a polícia, no dia do crime, inconformado por ter sido proibido de sair de casa para consumir drogas, ele teria apertado fortemente o pescoço da mãe - enquanto ela estava deitada na cama, provocando o estrangulamento. O inquérito trouxe uma nova informação: o filho também teria batido a cabeça dela contra o chão, o que provocou traumatismo craniano, conforme o laudo pericial.

Após matar a mãe, o menor teria colocado a mesma no sofá da sala, tentando simular que ela havia falecido em decorrência de morte natural. O delegado responsável pelas investigações, José Raimundo, ainda apurou que o desejo do adolescente não seria apenas o consumo de drogas, mas, também, os bens da mãe, um terreno e uma casa onde os dois moravam. Inclusive, o menor chegou a ligar para a avó perguntando se a mãe já havia sido enterrada, pois queria a chave da casa. O delegado disse que as conclusões foram baseadas em declarações de testemunhas e confissão do próprio adolescente, o qual em momento algum demonstrou arrependimento. O menor infrator segue recolhido ao Centro de Internação Provisória (CENIP), no Recife. Anteriormente, ele já havia sido recolhido por 43 dias à FUNASE de Caruaru por agredir a genitora

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados