São João de Aroeras dia 23

Vereadores do Recife repercutem violência no estado

Na tribuna, os parlamentares criticaram e exigiram maior empenho do governo estadual

Até mesmo governistas reconheceram a falta de empenho do governo estadual no combate a violência / Chico Porto/Acervo JC

Chico Porto/Acervo JC
Vinícius Sales
Sofrendo com um cenário de guerra, o estado vivenciou neste último final de semana graves atentados contra a segurança pública. O ateamento e homicídio de duas pessoas no bairro de Boa Viagem, mais o atentado contra um jornalista em Caruaru, mostraram a real situação da violência em Pernambuco. Repercutindo esses acontecimentos, vereadores do Recife subiram à tribuna, nesta segunda-feira (18), e criticaram a falta de posicionamento do governo estadual.

"Pernambuco está vivendo mais uma epidemia de violência. E precisa ser dialogada uma solução para essa violência. Não pode ser somente aquele velho discurso de investir em mais policiamento ou mais recursos. Tivemos em Pernambuco um experiência pioneira que foi o pacto pela vida. Mesmo com os erros e acertos, ele reduziu o número de homicídios na cidade. Mas desde 2014 ele dá sinais de cansaço e esgotamento.Não tem sido apresentado pra gente, nem no âmbito do estado nem do município, nenhum plano, nenhuma solução estratégica e planejada.", afirmou Ivan Moraes (PSOL)

No aparte o vereador Almir Fernandes (PCdoB), presidente da Comissão de Segurança da Câmara, comentou a falta de diálogo do executivo com o legislativo. "Eles (os secretários) não escutam. Como presidente da Comissão de Segurança, já tentei conversar com vários secretários de Defesa Social. o último que conversei foi Wilson Damázio. Depois dele não teve mais ninguém."



"Não estamos vivendo uma guerra civil, mas sim um holocausto a cada fim de semana. E não é em Paris. É na cidade do Recife. Senhor governador e prefeito do Recife, acordem para a realidade! O maior problema hoje do Estado e da cidade é a segurança. Estou falando como cidadão, como um pai que amanhã pode não ver as filhas, sair para trabalhar e não voltar mais”, afirmou Rinaldo Júnior (PRB), vice-líder da oposição.

Mesmo sendo da base do governo, o vereador Renato Antunes (PSC) fez duras críticas ao governador Paulo Câmara."O que e que está se fazendo ? O sentimento que nos passa é que o caos está acontecendo, Pernambuco está em guerra. Tantas mortes registradas. E a minha pergunta é o que tem sido feito ? Isso não é normal, isso é numero de guerra. Eu pergunto, com tudo respeito, onde está o governador do estado de Pernambuco ? Essa é a hora de agir. Colocar seu colete, chamar seu secretário e ir pra rua. Tem que tirar a bunda da cadeira."

AUDIÊNCIA PÚBLICA
Na mesma sessão, um requerimento convocando audiência pública sobre segurança foi aprovado. De autoria de Ivan Moraes, o evento terá a presença do deputado estadual do Ceará Renato Roseno (PSOL). "O deputado está à frente de uma comissão especial que fez um trabalho muito bom sobre a violência no Ceará. As realidades do Recife e de Fortaleza são diferentes, mas temos muito que aprender ao dialogar com o deputado Roseno.", justifica Ivan. A audiência acontecerá no dia 6 de outubro, ás 9 horas, na própria Câmara.


Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS