São João de Aroeras dia 23

Aliado de Armando, Hélio dos Terrenos vence em Belo Jardim

Nove meses após ser derrotado pelo então prefeito João Mendonça (PSB), Hélio dos Terrenos, do PTB do senador Armando Monteiro Neto, conseguiu vencer a eleição suplementar em Belo Jardim, no Agreste pernambucano, neste domingo (2). Vice do A vitória do socialista cuja cassação provocou a realização do novo pleito, Luiz Carlos, também do PSB, ficou em segundo. A vitória petebista contribui com planos de Armando para as eleições de 2018, quando pretende disputar o Governo do Estado novamente contra Paulo Câmara (PSB) e, para isso, precisa de aliados nos municípios. O parlamentar também conseguiu levar a eleição suplementar de Ipojuca, em abril.

O petebista ficou com 46,05%, o que equivale a 18.984 votos. Em outubro, ele conseguiu 14.015, contra 16.077 de João Mendonça. Luiz Carlos estava com 33,47%, ou seja, 13.600. Gilvandro Estrela (PV), o prefeito interino e presidente da Câmara dos Vereadores, recebeu 20,48%, 8.442.

Em entrevista ao Blog de Jamildo antes da eleição, Hélio dos Terrenos colocou como proposta a criação de um grupo de apoio no WhatsApp para que os moradores possam pedir ajuda aos guardas municipais em caso de situação de violência, um dos maiores problemas do município . De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), foram registrados 27 homicídios de janeiro a maio deste ano, enquanto em todo o ano passado houve 39.

ENTREVISTA
» Aliado de Armando, candidato em Belo Jardim quer atrair empresas para o município

Além disso, com Armando como intermediador, quer chegar aos ministros Bruno Araújo (Cidades) e Mendonça Filho (Educação) para pedir recursos para o município e, através de infraestrutura, tentar atrair empresas. “Belo Jardim está afundada, parou no tempo. Não tem nenhum desenvolvimento”, disse o então candidato. Depois que o PSDB e o DEM, partidos dos dois ministros, foram expulsos da aliança com o PSB por terem candidatos contra Geraldo Julio (PSB) no Recife no ano passado, o senador e os dois ministros têm se reunido e não escondem os planos para 2018.
Nova eleição

Belo Jardim teve duas campanhas conturbadas. Tanto em 2016 quanto este ano houve registros de assassinatos – no último dia 22, um homem foi morto a facadas em uma caminhada do prefeito interino, Gilvandro Estrela (PV) – que ficou em terceiro. Por causa do clima tenso, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) solicitou um reforço na operação ao Governo do Estado e à Polícia Federal, contando com cerca de 200 policiais ao todo.

O dia de votação foi considerado tranquilo pelo tribunal e apenas uma pessoa foi detida com material de propaganda irregular. O homem foi flagrado pela Polícia Civil distribuindo camisas padronizadas da propaganda de Luiz Carlos no distrito de Serra dos Ventos. Ele foi levado à delegacia local para ser autuado e o material de campanha foi apreendido.

A nova eleição foi marcada em maio, quando João Mendonça foi cassado por decisão unânime do pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O socialista foi condenado por improbidade administrativa com dano ao erário e enriquecimento ilícito e concorreu sub judice, ou seja, com o processo contra ele ainda tramitando na Justiça Eleitoral. O então prefeito assumiu o segundo mandato por uma decisão liminar o presidente da Corte, Gilmar Mendes, e ficou no cargo por quase cinco meses, incluindo as férias que tirou em fevereiro.
Do Blog do Jamildo
Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS