Responsive Ad Slot

 


Últimas Notícias

latest

Grávida de cinco meses é assassinada a tiros na frente da filha de 3 anos em Olinda

13.4.22

/ por casinhas agreste

Este foi quarto assassinato de mulher registrado entre a segunda (11) e esta quarta (13). Também foi terceiro caso em que vítima morreu na frente dos filhos.

Mulher estava grávida de cinco meses e já tinha duas filhas de 2 e 3 anos — Foto: Reprodução/Instagram

Uma mulher que estava grávida de cinco meses foi morta a tiros, nesta quarta (13), no bairro de Rio Doce, em Olinda, no Grande Recife. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu na frente de uma das filhas dela, uma menina de 3 anos, em um apartamento de um prédio na Rua Três. Kariny Tavares Vicente da Silva tinha 22 anos e, segundo os familiares, era dona de casa.
Este foi o quarto assassinato de mulher registrado pela Polícia Civil entre a segunda (11) e esta quarta-feira (13) e o terceiro em que a vítima é assassinada na frente dos filhos (veja mais abaixo).
A princípio, para a polícia, não há indícios de que se trate de um crime de feminicídio, configurado quando a mulher é morta por uma questão de gênero.

As investigações foram iniciadas pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). De acordo com o delegado Victor Leite, Kariny morava no local com o marido, que é comerciante, e as filhas de 2 e 3 anos . Ele confirmou que ela estava grávida.

"Na hora do crime, estavam apenas ela e a filha de 3 anos. Um homem chegou em uma moto, arrombou a porta e entrou na residência. Já chegou atirando nela. O crime aconteceu por volta de 12h", detalhou o delegado.
Kariny Tavares Vicente da Silva tinha 22 anos e, segundo os familiares, era dona de casa — Foto: Reprodução/Instagram

No local do crime, Victor Leite conversou com familiares da vítima, que disseram que ela não fazia uso de drogas e nem tinha envolvimento com crimes.

"Também não teve nenhuma briga com ninguém e aparentemente não levaram nada do apartamento. Ainda não tem como saber a motivação para esse homicídio", afirmou.
Uma equipe do Grupo Especializado em Perícias de Homicídio (GEPH) foi enviada ao local. De acordo com o perito criminal Victor Sá Leitão, responsável pela perícia no local do crime, a mulher foi assassinada com três tiros na cabeça.

"Ela estava no apartamento em que morava, no quarto, em cima da cama. A porta estava arrombada", lembrou.
Nas redes sociais, a última publicação de Kariny foi sobre o bebê que esperava. "Que venha com bastante saúde. Obrigada, meu Deus", dizia, em um vídeo onde mostrava o teste positivo de gravidez e uma roupinha de bebê.

Crimes recentes
Mulher é morta com mais de dez tiros na frente dos dois filhos no Cabo de Santo Agostinho
Mulher é morta com mais de dez tiros na frente dos dois filhos no Cabo de Santo Agostinho

Na segunda-feira (11), uma mulher morta a facadas foi encontrada pela polícia em Paulista. O ex-companheiro dela foi preso por feminicídio.

Na manhã terça (12), uma mulher de 40 anos foi assassinada dentro de casa na frente de filha de 5 anos , em Olinda. O companheiro dela foi preso também por feminicídio (veja vídeo acima).

Na tarde da terça, uma mulher de 20 anos foi executada com mais de dez tiros no Cabo de Santo Agostinho. O crime aconteceu na frente dos dois filhos dela, que tem entre 3 e 4 anos.


Apesar de nem todos os casos terem sido registrados como feminicídio, a secretária estadual da Mulher, Ana Elisa Sobreira, disse que o índice deste tipo de crime apresentou um aumento em março de 2022.

Crimes de gênero
Entre janeiro e dezembro de 2021, Pernambuco registrou 86 crimes de feminicídio, segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS). O índice é 12,79% maior do que o registrado em 2020, quando ocorreram 75 crimes desse tipo.

Como denunciar
Para denúncias e informações sobre a rede de proteção, a Ouvidoria Estadual da Mulher atende gratuitamente pelo telefone 0800-281-8187. Em caso de emergência policial, a orientação é ligar para o 190.

De acordo com a Polícia Civil, os casos de violência podem ser registrados em uma das 11 delegacias especializadas no atendimento à mulher.

As unidades estão localizadas nos bairros de Santo Amaro, no Recife, e Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, além dos municípios de Paulista e Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife.

Também existe atendimento especializado em Goiana e Vitória de Santo Antão , na Zona da Mata; em Caruaru, Surubim e Garanhuns, no Agreste; e em Petrolina e Afogados da Ingazeira, no Sertão.

Ainda segundo a polícia, as vítimas também podem procurar a delegacia circunscricional mais próxima para registrar a ocorrência e solicitar a medida protetiva de urgência no momento do registro do boletim de ocorrência.

G1 PE

Nenhum comentário

Postar um comentário

DIVULGAÇÃO

 


Veja também
© Todos os Direitos Reservados