Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Pernambuco tem mais de 200 pessoas com sintomas de Covid na fila de espera por leito de UTI

18.3.21

/ por casinhas agreste

Segundo a Central de Regulação de Leitos do estado, nesta quinta-feira (18) havia três crianças, quatro recém-nascidos e 217 adultos com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) aguardando vaga.
G1 PE e TV Globo
Pernambuco tem 224 pessoas na fila de espera por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dedicado a pessoas com sintomas de Covid-19. Segundo a Central de Regulação de Leitos, nesta quinta-feira (18) havia três crianças, quatro recém-nascidos e 217 adultos com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), aguardando vaga.
O estado bateu um recorde de pessoas internadas. O boletim mais recente da Secretaria Estadual de Saúde (SES), divulgado na quarta (17), mostrou que havia 1.250 pacientes em UTIs, com ocupação de 97%. As enfermarias, por sua vez, estavam com 879 pacientes e ocupação de 82%.

Os números são maiores do que os registrados em meados do ano passado, quando o estado teve uma das fases mais agudas da primeira onda da pandemia. Em 13 de junho de 2020, por exemplo, eram 678 pessoas internadas em UTIs, com ocupação de 94%. Também havia doentes em 533 leitos de enfermaria.

Os números de pessoas internadas em UTIs para pacientes com Covid têm aumentado desde novembro de 2020. Os de enfermaria, por sua vez, tiveram piora expressiva a partir de fevereiro.
Em entrevista concedida à TV Globo nesta quinta-feira (veja vídeo acima), o secretário estadual de Saúde, André Longo, disse que a abertura diária de novos leitos não tem sido suficiente para dar causa da piora nos índices epidemiológicos.

"A geração de doentes graves, todos os dias, está suplantando a capacidade de oferta de leitos, mesmo tendo aberto mais de 300 leitos nesses últimos 18 dias. Eu estou falando de leitos de UTI, quem sabe o que é abrir leito de UTI sabe o esforço que é para isso. Mesmo com esse esforço, hoje, nós temos uma dificuldade de garantir a oferta para esta demanda", afirmou o secretário.

Somente entre a quarta-feira (17) e esta quinta-feira, o aumento foi de 39 pessoas. Naquele dia, eram sete crianças, dois recém-nascidos e 176 adultos esperando vagas em UTI. De acordo com o secretário de saúde, o quadro de saúde do paciente é o que determina a prioridade para a ocupação de um leito.

"Temos pacientes que estão aguardando leito de UTI e que estão intubados no respirador. A gente quer resolver isso em até seis horas. Nós temos pacientes que estão em uso de máscara, que podem aguardar um pouco mais, e aqueles com cateter de oxigênio. Todos eles com indicação ora de enfermaria, ora de UTI. A prioridade sempre será do doente mais grave", declarou.


Leitos de enfermaria têm recorde de pacientes internados com Covid-19, em Pernambuco — Foto: Arline Lins/TV Globo
Leitos de enfermaria têm recorde de pacientes internados com Covid-19, em Pernambuco — Foto: Arline Lins/TV Globo

Em Timbaúba, na Zona da Mata de Pernambuco, a idosa Josefa Severina da Silva, de 71 anos, faleceu enquanto aguardava uma transferência para o Hospital Alfa, no Recife. A unidade foi ativada pelo governo do estado para atender pacientes com sintomas de Covid.

O secretário André Longo, na entrevista à TV Globo, afirmou que, sempre que a quantidade de leitos disponíveis é menor que a de pessoas aguardando transferência para um leito de tratamento intensivo, aumenta também o risco de que pessoas morram sem sequer ter acesso ao tratamento adequado.

"Existe esse risco, toda vez que a oferta [de leitos] não acompanha a demanda, todos os pacientes estão sob risco. Então, é preciso que todos se conscientizem. Isso não é só no Sistema Único de Saúde, não é só no público, é também para aqueles pacientes que têm planos de saúde, que muitas vezes vão ter que esperar na emergência do hospital privado, até que se tenha um leito disponível, ou na enfermaria, ou na UTI", explicou o secretário.

Nesta quinta-feira entrou em vigor a quarentena decretada em todo o estado, para tentar conter a disseminação do vírus. A medida, segundo o secretário André Longo, é uma forma de tentar evitar o colapso do sistema de saúde no estado.


"Nós estamos fazendo um esforço grande, ainda, temos uma expectativa de abrir mais 200 leitos, mas é preciso interromper a velocidade de crescimento da doença. Para isso, nós precisamos e implantamos aqui em Pernambuco medidas restritivas duras. Precisamos do apoio da população, porque precisamos diminuir a velocidade da transmissão da doença para deixar de gerar esses doentes graves", finalizou.

Recorde de casos por três dias seguidos
Pernambuco confirma 2.139 casos de Covid-19 e 53 óbitos em 24 horas
Pernambuco confirma 2.139 casos de Covid-19 e 53 óbitos em 24 horas

Pernambuco bateu o recorde na média móvel de confirmação de casos de Covid-19 pelo terceiro dia consecutivo (veja vídeo acima). Nesta quinta-feira (18), a média está em 1.727 novos casos por dia, maior média registrada desde o início da pandemia.

O estado chegou a esses indicadores ao confirmar, nesta quinta, 2.139 casos da doença e 53 mortes. Desde o início da pandemia, foram 325.315 infectados e 11.563 óbitos no estado.

A média móvel de confirmação de mortes está em 42 por dia, aumento de 69% em relação à média de 14 dias atrás. O estado não tinha uma média de mortes nesse patamar desde agosto, quando os números estavam caindo. Essa mesma média foi observada em maio, quando a curva de mortes no estado estava subindo.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados