Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Covid-19: "Ou todos cooperam, ou vai faltar leitos para quem precisa", diz secretário

11.3.21

/ por casinhas agreste

Covid-19: "Ou todos cooperam, ou vai faltar leitos para quem precisa", diz secretário
"Infelizmente, não temos nada a comemorar", afirmou o secretário de saúde de Pernambuco, André Longo.

 Covid-19: 
Secretário Estadual de Saúde, André Longo, comentou a situação de Araripina e Ouricuri em relação ao novo coronavírus - Foto: Pedro Menezes/SEI

Nesta sexta-feira (12), Pernambuco completa 1 ano do primeiro caso da covid-19 registrado no estado. Durante coletiva online do Governo de Pernambuco sobre a covid-19 no Estado nesta quinta-feira, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo e Antônio de Pádua, secretário de Defesa Social, alertaram para a crescente de casos da doença no estado e reforçaram as medidas sociais de segurança.

"Infelizmente, não temos nada a comemorar. A pandemia não acabou, e voltamos a ter um momento de grande dificuldade. Observamos uma aceleração acentuada da doença na última semana, com crescimento nos casos graves de 5,5% em uma semana e 19% em 15 dias.", informou André Longo.
De forma direta, Longo disparou que, caso as medidas não sejam respeitadas, o colapso na rede de saúde pública e privada pode vir a acontecer. "O vírus está com uma aceleração recorde, que pode vir a superar a nossa capacidade de abrir leitos. Por isso meu recado é que ou todos coperam, ou vai faltar leito para quem precisa. O que vai provocar perda de vidas e sofrimento para muitas famílias. E não só na rede pública. Não pese que se você tem plano de saúde ou dinheiro para pagar internação, vai ser diferente. A situação é de estrangulamento em todos os serviços", declarou. 

Ainda de acordo com o secretário, houve um crescimento de 17% nas solicitações de leitos de UTI e 32% nos de enfermaria. "A tendência é de mais agravamento, com as solicitações de vaga chegando ao mesmo patamar de maio, pico da doença no ano passado". 

Assista à coletiva
Fim de semana
Sobra o fechamento de serviços não essenciais durante o fim de semana, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, afirmou que haverá reforço nas fiscalizações. "As fiscalizações de medidas sanitárias foram reforçadas no fim de fevereiro. Temos a participação de policiais da SDS, além de um lançamento extraordiário de mais 3.600 para auxiliar nessas medidas. No final de semana passado, com o fechamento das atividades não oficiais, fizemos uma avaliação positiva da polícia e boa receptividade da população."

Pádua pediu também para que a população ajudasse, seguindo as recomendações sanitárias e respeitando as restrições. "No entanto, foi visualizado que algumas pessoas descumpriram o decreto, nas praias e em algumas festas clandestinas. Por isso, o efetivo policial precisou entrar em ação. Teremos o grande desafio neste próximo fim de semana, onde será essencial a participação da população para seguir recomendações de estabelecimentos não essenciais, assim como a utilização das praias". 

Boletim SES-PE
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) enviou o boletim atualizado com os casos da covid-19 em Pernambuco. Nesta quinta-feira (11), o Estado registrou 1.669 casos da doença. Entre as confirmações, 67 (4%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.602 (96%) são leves. Além desses registros, o governo estadual também confirmou 23 mortes ocorridas entre 21/04/2020 e 09/03/2021.


No total, Pernambuco teve 313.227 casos confirmados da covid-19, sendo 33.257 graves e 279.970 leves, e totaliza 11.269 mortes. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Novo lote de vacinas chegam a Pernambuco
O Governo de Pernambuco confirmou que recebeu mais 110.800 vacinas contra a covid-19 produzidas pela Sinovac/Butantan. As novas doses, ainda de acordo com o governo estadual, serão destinadas para finalizar o processo de imunização dos idosos de 80 a 84 anos, dar seguimento a vacinação dos trabalhadores de saúde e iniciar o tratamento nos idosos com idade entre 75 e 79 anos.

O que é coronavírus?
Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
Evitar contato próximo com pessoas doentes.
Ficar em casa quando estiver doente.
Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados