Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

COVID: "Têm muita gente contaminando muita gente". Afirma pesquisador sobre aumento da Covid no Estado de Pernambuco

21.2.21

/ por casinhas agreste

Pesquisador alerta para transmissão do novo coronavírus em PE: 'tem muita gente infectando muita gente'

Estudo aponta que, a cada 100 mil pessoas, há 205 com alto potencial de infectar quem estiver perto, em média. Secretaria de Saúde está com projeto para abrir mais 432 leitos, sendo 132 de UTI, em novo hospital.

Mônica Silveira, TV Globo

Pesquisadores alertam para tramissão de Covid-19 em Pernambuco



Em cada cem mil pessoas, há 205 doentes de Covid-19 e com alto potencial de infectar outras. Esse número é uma média de todos os municípios de Pernambuco, segundo dados do Instituto para Redução de Riscos e Desastres (IRRD), e serve de alerta (veja vídeo acima).

“A gente tem muita gente infectando muita gente. Apesar do número, o fator de reprodução [do coronavírus] estar em 1.08, que é considerado epidemiologicamente baixo, a gente tem muita gente infectando. Então, isso é um cenário crítico”, apontou o cientista de dados e pesquisador do IRRD, Jones Albuquerque.


Para chegar a esses números, são utilizados dados da Secretaria de Saúde e informações de uma rede de parceiros internacionais.

Pesquisadores alertam para risco de crescimento de casos de Covid-19 em Pernambuco — Foto: Reprodução/TV Globo



O aumento de casos foi notado pela Secretaria de Saúde de Pernambuco - são 300 novos casos em média por semana. Com isso, o estado já planeja a abrir mais um hospital de referência no estado. Segundo André Longo, titular da pasta, a nova unidade vai ter 432 leitos, sendo 132 de terapia intensiva.


No auge da pandemia, em maio de 2020, quando Pernambuco registrou 2.265 casos de Covid-19 em uma semana, havia 657 leitos de UTI na rede pública para pacientes com a doença. O estado chegou a disponibilizar mais de mil leitos, mas foi diminuindo quando os números de doentes baixaram, chegando a 780.


“Nós temos observado este aumento na procura de leitos nas nossas unidades desde o início de novembro. Foram mais de 200 leitos de terapia intensiva que foram abertos desde esse momento que a gente identificou uma reaceleração da pandemia, uma aceleração lenta que nos permitiu estar abrindo os leitos para dar conta dessa situação”, afirmou Longo.

Pernambuco voltou a abrir leitos de terapia intensiva em novembro de 2020 — Foto: Reprodução/TV Globo



Atualmente, existem 995 leitos de terapia intensiva, sendo que 85% estavam ocupados. A chegada do mês de março também preocupa por representar um período em que tradicionalmente começa o aumento de doenças respiratórias no estado.


“Outros vírus circulam mais nesse período, é de se esperar que o Sars-Cov-2 também potencialize, também faça parte desse grupo, e aí podemos ter uma maior eclosão de doenças pela Covid, pelo Sars-Cov-2, tipo Covid-19, nesse período de maior sazonalidade de doenças respiratórias em Pernambuco”, disse o secretário.


Independentemente de ter mais leitos, a recomendação dos especialistas é aumentar o cuidado e reforçar as medidas de prevenção ao novo coronavírus, como manter distanciamento social e utilizar máscara.


“O que esses números estão nos dizendo? A gente não está conseguindo conviver com ele [coronavírus], está tendo um embate entre o vírus e a população. E, obviamente, a população sofre com as contaminações e as gravidades. O vírus, infelizmente, está ganhando”, declarou o pesquisador.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados