Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Brasil tem 38.497 mortes por coronavírus, revela consórcio de veículos de imprensa; são 1.185 nas últimas 24 horas

10/06/2020

/ por casinhas agreste


Levantamento feito por jornalistas de G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de Saúde mostra ainda que houve 31.197 novos casos de Covid-19 em um dia; são 742.084 no total. Apenas Mato Grosso não divulgou os dados a tempo de entrar no balanço.
G1
Consórcio da imprensa contabiliza 1.185 novos óbitos por Covid-19 no Bra
O Brasil teve 1.185 novas mortes registradas em razão do novo coronavírus nas últimas 24 horas, aponta levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde. Com isso, já são 38.497 óbitos pela Covid-19 no país até esta terça-feira (9). Veja os dados, consolidados às 20h:
38.497 mortes - eram 37.312 até as 20h de segunda-feira (8), uma diferença de 1.185 óbito
Os dados foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.

Personalidades do mundo político e jurídico, juntamente com entidades representativas de profissionais e veículos de imprensa, elogiaram a iniciativa.
O objetivo é que os brasileiros possam saber como está a evolução e o total de óbitos provocados pela Covid-19, além dos números consolidados de casos testados e com resultado positivo para o novo coronavírus
Mato Grosso foi o único estado que não enviou os dados a tempo de o balanço ser fechado. Após a divulgação, o estado confirmou 9 novas mortes e 96 novos casos. Os dados entrarão no próximo balanço.
Das 20 cidades com maior mortalidade no Brasil, 12 estão no Amazonas e só quatro fora da Região Norte. No ranking, aparecem cinco capitais, nesta ordem: Belém (2°), Fortaleza (5°), Recife (7°), Manaus (14°) e Rio de Janeiro (15°).
Taxa de ocupação de leitos de UTI
Acre – 77% em todo o estado em 9/6
Alagoas – 79% em todo o estado 9/6
Amapá – 98,73% em todo o estado em 9/6
Amazonas – 66% em todo o estado em 9/6
Bahia – 71% em todo o estado em 5/6
Ceará – 77,5% em todo o estado em 9/6
Distrito Federal – 69,5% na rede privada e 42,24% na rede pública em 29/5
Espírito Santo - 85,14% em todo o estado em 4/6
Goiás - 63,5% dos leitos de gestão estadual em todo o estado em 9/6
Maranhão –87,92 em todo o estado em 9/6
Mato Grosso – 37,6% em todo o estado em 5/6
Mato Grosso do Sul – 8,8% em todo o estado em 8/6
Minas Gerais – 72% em todo o estado em 9/6
Pará – 69% em todo o estado em 9/6
Paraíba – 68% em todo o estado em 9/6
Paraná – 48% em todo o estado em 9/6
Pernambuco – 75% em todo o estado em 9/6
Piauí - 60,5% em todo o estado em 9/6
Rio de Janeiro – 84% na rede pública e 71% na rede privada em todo o estado em 5/6
Rio Grande do Norte – 83% na rede pública e 63% na rede privada em todo o estado em 9/6
Rio Grande do Sul – 72,5% em todo o estado em 9/6
Rondônia – 77,9% em todo o estado em 3/6
Santa Catarina – 62,2% do sistema público em todo o estado em 9/6
São Paulo – 62,2% em todo o estado em 9/6
Sergipe – 58,9% na rede pública e 96,3% na rede privada em todo o estado em 9/6
Tocantins – 60% dos leitos ocupados em 3/6
Fonte: secretarias estaduais de Saúde
Dados do Ministério da Saúde
O Ministério da Saúde também divulgou dados nesta terça-feira (9). Segundo a pasta, houve 1.272 novos óbitos e 32.091 novos casos, somando 38.406 mortes e 739.503 casos desde o começo da pandemia.
A parceria entre os veículos de comunicação foi feita em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de Covid-19.


Mudanças feitas pelo Ministério da Saúde na publicação de seu balanço da pandemia reduziram a quantidade e a qualidade dos dados. Primeiro, o horário de divulgação – que era às 17h na gestão do ministro Luiz Henrique Mandetta (até 17 de abril) – passou para as 19h; depois, mudou para as 22h.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados