Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Operação 'Fúrias': PMs são presos suspeitos de participar de grupo de milícia no Agreste

14/12/2019

/ por casinhas agreste
Além dos policiais, um ex-guarda municipal também foi preso temporariamente.
Por G1 Caruaru
Operação 'Fúrias' foi realizada em Caruaru — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Dois policiais militares e um ex-guarda municipal foram presos durante a realização da operação "Fúrias" nesta sexta-feira (13). A ação da Polícia Civil ocorreu em Caruaru, Camocim de São Félix, Sairé, São Joaquim do Monte, Bonito, Gravatá e Bezerros, todos municípios do Agreste de Pernambuco.
De acordo com o delegado seccional Bruno Vital, os presos são suspeitos de integrar um grupo de milícia. "É lamentável, mas fizemos o nosso trabalho. [...] Eles [os policiais] atuavam como seguranças e também na cobrança de dívidas", disse.


Entre os materiais apreendidos durante a operação estão espingardas calibre 12, pistola 380 e munições ainda não utilizadas. A quantidade total do material encontrado não foi divulgada, assim como o número total de prisões.
Parte do material apreendido na operação 'Fúrias' 
"Os suspeitos foram presos temporariamente, mas vamos tentar converter a prisão para preventiva. As investigações continuam, mas temos evidências fortes de que todos os presos estão envolvidos com todos os crimes [milícia particular, homicídios, e porte e posse de armas e munições]", destacou o delegado de homicídios Bruno Machado.

Operação 'Fúrias'
Foi deflagrada na manhã desta sexta-feira a operação "Fúrias" em Caruaru. De acordo com a Polícia Civil, a ação busca suspeitos de homicídios, milícia particular, e porte e posse de armas e munições.

Ainda segundo a polícia, as investigações fram realizadas pela 3ª Divisão de Homicídios do Agreste e a 14ª Delegacia Seccional de Caruaru tiveram início em abril de 2019.


Durante a operação, foram cumpridos cinco mandados de prisão e 10 de busca e apreensão domiciliar, expedidos por uma junta de Juízes de 1º Grau do Tribunal de Justiça Pernambuco. Na execução da operação, foram empregados 95 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

06:46 14/12/2019


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados