Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Capiba além do frevo: conheça maracatus, sambas e cirandas do compositor natural de Surubim, PE

Composições do grande mestre do frevo também são belos exemplos de obras carnavalescas


 Por Paula Brasileiro Leia Já

Capiba é reconhecido pelos frevos, mas compôs muito mais
Foto: Reprodução/Facebook

Lourenço da Fonseca Barbosa, mais conhecido como Capiba, é considerado um dos maiores compositores de frevo no Brasil. São dele grandes clássicos do gênero como 'É de amargar', 'Madeira que cupim não rói' e 'Voltei, Recife'. Porém, o que alguns podem não saber é que Capiba também compôs em diversos outros ritmos como samba, guarânia, maracatu, valsa e até mesmo música erudita. Conheça algumas das composições de Capiba que também carnavalizam, mas com um pezinho fora do frevo.

MARACATU-CANÇÃO

O gênero maracatu-canção caiu nas graças dos pernambucanos, na década de 1930, e chegou a ameaçar o reinado do frevo. O prestígio do ‘novo’ estilo musical era tamanho que ele foi tema de vários concursos promovidos pela Federação Carnavalesca da época. Também levantou polêmica quando a mesma Federação decidiu que distribuiria as canções entre as tradicionais nações de maracatu ativas na época, como o Leão Coroado e o Elefante. Capiba foi um dos compositores que se destacou nessa leva de surgimento de maracatus-canção, o ritmo que se propunha a ser uma nova música brasileira.

Eh! Ua Calunga , É de tororó, Onde o sol descamba, Nação Nagô

SAMBAS

Capiba também compôs vários sambas e, em 1960, lançou o álbum Sambas de Capiba, junto com o sistema de alta fidelidade da fábrica de discos Mocambo/Rozenblit. Com seus sambas, o compositor também fez grandes parcerias, como com o carioca Délcio Carvalho, e percorreu concursos e festivais Brasil afora.

Cais do Porto, Resto de Saudade, A Mesma Rosa Amarela

CIRANDA

As cirandas também tiveram vez no repertório de Capiba. Algumas delas já foram interpretadas por grandes cirandeiros pernambucanos, como Lia de Itamaracá, reconhecida como Patrimônio Vivo da Cultura Pernambucana.

Minha ciranda, Frevo e Ciranda
























Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados