Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Corpo de médico é encontrado esquartejado em cacimba de condomínio em Aldeia


Esposa e um dos filhos do casal são suspeitos do crime. Cadáver foi encontrado carbonizado e esquartejado na cacimba que ficava no terreno da casa

Por: Roberta Rêgo, do Portal FolhaPE 
O médico Denirson Paes e a esposa, Jussara Paes
Foto: Reprodução/Facebook
O corpo do médico cardiologista e advogado Denirson Paes da Silva, de 54 anos, foi encontrado esquartejado e carbonizado dentro de uma cacimba na casa onde morava, no condomínio Torquato Castro, na Estrada de Aldeia, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, na tarde desta quarta-feira (4). A esposa, a farmacêutica Jussara Paes, e um filho do casal de 23 anos foram levados para prestar depoimento na Delegacia de Camaragibe no início da noite desta quarta e autuados em flagrante por ocultação de cadáver. A delegada Carmem Lúcia está encarregada do caso.

Segundo nota da Polícia Civil de Pernambuco divulgada no início da noite, a esposa do médico havia registrado um Boletim de Ocorrência, no último dia 20 de junho, sobre o desaparecimento do médico, alegando que a vítima teria viajado para fora do País e não retornado. "Durante as investigações, a delegada desconfiou da participação da mulher e de um dos filhos do casal, de 23 anos, no desaparecimento do médico e solicitou um mandado de Busca e Apreensão na residência da família", informou a nota da Polícia. 

Durante toda a tarde desta quarta, equipes da Polícia Militar isolaram o local para que polícia científica, bombeiros e Instituto de Medicina Legal (IML) pudessem atuar nas investigações. Para a retirada do corpo da cacimba, que tem cerca de 25 metros de profundidade e estava seca, foi necessário o auxílio do Corpo de Bombeiros.A ossada foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), na área central do Recife, para coleta de material e envio para análise de DNA. Peritos criminais voltaram ao local do crime na noite desta quarta para colher material genético e usar o luminol, um composto orgânico usado para achar vestígios de sangue em cenas de crime. Eles passaram a tarde dentro da casa realizando as investigações.

Peritos passaram a tarde colhendo evidências da morte do médico na casa onde ele morava, em Aldeia

Peritos passaram a tarde colhendo evidências da morte do médico na casa onde ele morava, em Aldeia - Crédito: Cortesia/Whatsapp

Outro filho do casal também foi à delegac, acompanhando a mãe e o irmão. A Polícia Civil informou que falará à imprensa sobre o caso em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (5), a partir das 15h, no auditório da Sede Operacional da PCPE, no bairro da Boa Vista, no Centro do Recife.

De acordo com moradores, o médico, que se formou pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 1989, costumava passear com o cachorro diariamente, mas estava desaparecido havia 20 dias. "Ele era um senhor sério que sempre andava pelo condomínio com o cachorro", contou uma das moradoras. Uma semana antes da localização do corpo, o cão foi encontrado morto. 

Carreira
Denirson Paes trabalhava no ambulatório do Pronto-Socorro Cardiológico Universitário de Pernambuco (Procape), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife. Segundo um colega de profissão do médico, ele também já trabalhou na emergência do Procape e está na unidade de saúde desde que foi inaugurada, há 11 anos. Anteriormente, a vítima trabalhou no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, também em Santo Amaro.

Por meio de nota, o gestor executivo do Procape, Ricardo Lima, lamentou a morte do colega e disse que ele estava de férias e deveria retornar às atividades nesta quinta (5). "Dr. Denirson era profissional responsável, educado, carinhoso com os doentes e com os colegas. Homem simples e cumpridor dos seus deveres. Nunca presenciei alguma queixa relacionada a ele", disse.

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), por meio de nota (confira abaixo), lamentou a morte do médico e ressaltou o profissionalismo da vítima. "Era um ótimo profissional e tinha um excelente conceito junto à categoria médica", disse o Cremepe.

   Relato de vizinhos
Os moradores ainda contam que a esposa da vítima afirmou que o homem tinha viajado, porém a família dele desconfiou do desaparecimento e acionou a polícia. Ainda segundo moradores, as imagens das câmeras de segurança do condomínio foram solicitadas e não tinham registrado a saída do médico nem dos carros dele. Além disso, ao chegar à casa nesta quarta, a polícia teria encontrado documentos, roupas e mala do médico, mais evidências de que ele não teria viajado. 

Ainda segundo os moradores, dois funcionários da casa prestaram depoimento à Polícia. Um deles contou que a esposa da vítima o chamou dias atrás para fechar, com cimento, uma cacimba que já estaria fechada com uma tampa bastante pesada para ser carregada por uma pessoa só. O funcionário teria notado mau cheiro, e a mulher alegou que um gato tinha morrido dentro da cacimba. O segundo funcionário contou à polícia que o médico, pouco antes de desaparecer, tinha explicado a ele que não precisaria mais de seus serviços porque estaria se separando e iria morar no Recife.

Confira a nota de pesar do Cremepe na íntegra:

"É com imenso pesar que o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) vem a público informar o trágico falecimento do médico Denirson Paes da Silva, que estava desaparecido há cerca de 20 dias e hoje (04/07) o corpo foi encontrado num condomínio em Aldeia, Camaragibe, Região Metropolitana do Recife. A polícia ainda não sabe o motivo deste bárbaro assassinato.

Denirson Paes da Silva era médico cardiologista (CRM 9516), formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e atuou no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape). Era um ótimo profissional e tinha um excelente conceito junto à categoria médica."




Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados