Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

ATUALIZADA: Morre o surubinense Doutor Hélio

Portal Casinhas Agreste com Correio do Agreste

Morreu na manhã desta quarta feira (14), o conceituado dentista surubinense o Doutor Helio. As primeiras informações que o homem teve um infarto. 

Morre aos 69 anos o dentista Dr. Hélio Guerra

Dr. Hélio faleceu na madrugada desta quinta-feira (14), na sua própria residência, enquanto dormia.

Faleceu nesta quinta-feira (14), aos 69 anos, na própria residência localizada na Rua Santos Dumont, no bairro da Cabaceira, o dentista Hélio Guedes Guerra, mais conhecido como Dr. Hélio ou “Preto”. A causa da morte foi infarto agudo do miocárdio. Segundo familiares, há cerca de 10 dias ele sofreu um infarto, foi socorrido para Caruaru, onde recebeu atendimento imediato de parentes que são médicos naquela cidade. Na semana passada, passou por um cateterismo no qual foram implantados dois “stent’s”. Recebeu alta médica na segunda-feira (11), mas ainda permaneceu na casa de familiares em Caruaru, retornado a Surubim na noite desta quarta-feira (13).

“Ele estava sem se queixar de nada, vinha fazendo planos do que tinha para resolver hoje”, relata o genro João Carlos. Ainda de acordo com informações de familiares, por volta das 3h de madrugada desta quinta-feira ele acordou, disse que havia dormido bem e voltou a adormecer. Às 6h da manhã a esposa foi acordá-lo e ele já não respondeu. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, realizou manobras de reanimação mas sem sucesso. Dr. Hélio ainda chegou a ser levado para o Hospital São Luiz, onde aconteceu a confirmação do óbito. Ele era diabético e fumante, completaria 70 anos em dezembro.

O velório acontece na sede da Loja Macônica, na Rua Santos Dumont, a poucos metros da casa onde ele morava. O féretro sairá às 10h desta sexta-feira (15), para o sepultamento no Cemitério São José.


Conhecido pela simpatia e por caminhar assoviando pelas ruas da cidade, Dr. Hélio era um dos dentistas mais antigos em atuação em Surubim e apaixonado por futebol. Foi jogador na juventude e dirigiu uma das equipes mais tradicionais do município, o 11 de Setembro. Desempenhou ainda um importante papel como colaborador do Surubim Futebol Clube. Ironicamente, falece no dia da abertura da Copa do Mundo, o maior evento do esporte de que mais gostava. Deixa viúva a advogada Nelma Cavalcanti, quatro filhos (dois homens e duas mulheres) e netos.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados