Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Presidente do Avaí revela proposta do Sport; Técnico do Santa Cruz não se ilude com resultado e Náutico em temporada 'pelo avesso', estreia em 2018


Diário de Pernambuco


Sport Recife

Presidente do Avaí revela proposta do Sport para contratar o lateral-esquerdo Capa

Atleta de 25 anos é umas das buscas do Leão para a vaga do chileno Mena

André Palma Ribeiro/Avaí F.C
Capa defendeu equipes intermediárias até chegar ao Avaí, em 2016 e firmar acordo até o fim de 2019
Após perder Mena para o Bahia, o Sport busca no mercado o novo dono da ala esquerda em 2018. O lateral Capa, de 25 anos, é um dos nomes em negociações no clube Rubro-negro. O Leão formalizou uma segunda proposta ao Avaí, dono dos direitos econômicos do atleta, após ter a primeira oferta recusada. Nesta segunda à noite, uma reunião na sede do clube catarinense pode ser decisiva para determinar o futuro do jogador.

Ao Superesportes, o presidente do Avaí, Francisco Battistotti, confirmou o interesse do Leão e deu detalhes da negociação. “O Sport fez uma primeira proposta, e o Avaí não aceitou. Agora, eles ficaram de mandar uma segunda proposta por empréstimo e nós vamos analisar. Hoje (segunda) à noite, terei uma reunião com a minha diretoria para ver isso.”

Ainda segundo o presidente, a oferta do Leão já se encontra no clube e ainda não foi analisada por ele por estar em viagem. Existe, porém, a possibilidade de troca de altetas entre as duas equipes como parte da negociação. 

Exceto por uma passagem pelo Grêmio Osasco, Capa tem a carreira construída no futebol catarinense, onde defendeu equipes intermediárias até chegar ao Avaí, em 2016 e firmar acordo até o fim de 2019. Na última temporada, atuou em 49 jogos, sendo 29 deles na Série A.

O Sport, que não comenta negociações, não foi o único a demonstrar interesse no jogador. O Vitória tentou negociar o atleta, mas não chegou a um acordo com os catarinenses. O lateral é agenciado pelo empresário Eduardo Uram, que tem a intenção de negociá-lo com um clube da Série A. No Avaí, o outro lateral-esquerdo é João Paulo, que também recebe serviços do agente. 

Santa Cruz

Técnico do Santa Cruz não se ilude com resultado, mas elogia primeiro teste da equipe

Júnior Rocha lembrou que perfil do elenco é de atletas que se doam pelo clube
 Rafael Brasileiro /Diario de Pernambuco


"Defensivamente e ofensivamente, que é o mais difícil, a gente já teve algumas movimentações", disse
O técnico Júnior Rocha se mostrou muito satisfeito com o que viu do primeiro teste que comandou o Santa Cruz. Contra a Agap-PE, o técnico viu seu time atropelar por 6 a 0 e suas palavras foram apenas de elogios aos seus comandados. Rocha não se iludiu com o resultado, principalmente pelo nível do adversário, mas o que viu em campo lhe deu muito otimismo para 2018. 


“O modelo de jogo funcionou bem. Defensivamente e ofensivamente, que é o mais difícil, a gente já teve algumas movimentações que treinamos na véspera pela primeira vez. Essa movimentação serviu para colocarmos em prática o que fizemos nesses dez dias. Mostrei para eles o que fizemos nesses últimos dias filmado de cima. Isso serve para ver o que estamos fazendo. Vamos fazer os ajustes para eles evoluírem”, comentou Rocha.

O tempo poderia ser pequeno para que existisse alguma evolução de fato em campo, mas o comandante coral minimizou o pouco espaço entre o início da pré-temporada e o primeiro compromisso do ano, quando enfrentará o Confiança no próximo dia 16 de janeiro. O importante é fazer o time se conhecer e produzir. 

“Após esses dez dias de treino, para quem chegou dia 26, estamos tentando fazer com que se entrose o mais rápido possível. A gente vem queimando algumas etapas pelo tempo curto, mas não falta de tempo. O tempo que estamos tendo será necessário para criar o modelo de jogo. Vejo várias pessoas reclamando que não tem tempo de treino, mas ao invés de achar problema, temos que achar solução.”


Um dos motivos para que o time tenha atuado bem talvez tenha sido o perfil de atletas que o clube contratou. Rocha lembrou que o mantra interno tem sido colocar o clube na frente dos interesses pessoais. “Buscamos esse perfil que quer mercado, que quer crescer junto com a equipe. Para isso, temos que deixar os objetivos pessoais de lado. Temos que colocar os interesses profissionais, que são os do clube, em primeiro lugar”, lembrou. 

Náutico

Em temporada 'pelo avesso', Náutico estreia em 2018 com uma decisão diante do Itabaiana

Jogo de ida classificatória da Copa do Nordeste acontece no interior sergipano, com a volta sábado, na Arena de Pernambuco; vaga vale R$ 500 mil
 João de Andrade Neto /Superesportes

Náutico teve três semanas de pré-temporada até chegar ao primeiro e decisivo jogo de estreia
A temporada de 2018 começa de trás para frente para o Náutico. Ao contrário do que normalmente acontece, quando os jogos iniciais do ano são de menor importância, até para que as equipes entrem em ritmo de competição, os alvirrubros estreiam tendo de cara uma decisão, dividida em dois jogos contra o Itabaiana. O primeiro nesta segunda-feira, às 20h (do Recife), no estádio Etelvino Mendonça, no interior de Sergipe. A volta, no próximo sábado, na Arena de Pernambuco. Em disputa, além de uma vaga na fase de grupos da Copa do Nordeste, está uma cota de R$ 500 mil. Valor suficiente para pagar pelo menos duas folhas salariais do novo elenco alvirrubro. O que ajuda a entender o peso da partida.

Mas além da questão financeira (vale lembrar que com a queda à Série C o Náutico reduziu bastante as suas fontes de receitas), o mata-mata contra o atual vice-campeão sergipano também será importante para o moral do time. A classificação trará como consequência uma injeção de confiança importante no início do novo trabalho do técnico Roberto Fernandes. Uma eliminação terá um efeito inverso.

Isso porque do time que terminou na lanterna do último Campeonato Brasileiro, apenas o goleiro Jefferson e o zagueiro Rafael Ribeiro, ambos pratas da casa, permanecem na equipe. No mais, a equipe titular terá noves jogadores restantes foram contratados para a nova temporada.

Por isso, a falta de entrosamento será um dos adversários do Náutico para a partida. Durante a pré-temporada, iniciada no dia 14 de dezembro, o elenco alvirrubro realizou quatro jogos-treinos, dois contra o time sub-20 do clube (ambos empatados por 0 a 0), além dos paraibanos Auto Esporte (novo empate sem gols) e CSP (vitória por 2 a 0). 

"Acredito que o condicionamento físico não vai ser um fator que vai atrapalhar muito. Nesse ponto estamos bem. O que pode atrapalhar um pouco é o entrosamento pelo pouco tempo de trabalho. Vamos ter que resolver na base do diálogo e da conversa", afirmou o volante Negretti.

O regulamento da fase classificatória da Copa do Nordeste segue o modelo de gols fora de casa servindo como critério de desempate. O classificado do confronto entrará no Grupo C do Regional, ao lado de Bahia, Botafogo-PB e Altos-PI. 
Itabaiana
O Itabaiana corria o risco de enfrentar o Náutico com os portões do Etelvino Mendonça fechados ao torcedor por falta de laudos. Porém, na sexta-feira, a diretoria do clube conseguiu os documentos e a liberação do estádio junto a CBF. Porém, de forma reduzida, para apenas 4 mil torcedores no máximo. Dentro de campo, o técnico Gilberto Pereira deve repetir a mesma escalação que ficou no empate sem gols no amistoso contra o Fluminense de Feira-BA, em casa, na última quinta-feira.
Ficha técnica
Itabaiana
Andrade; Eusébio, Diego Bispo, Ramon e Juninho; Eduardo, Zé Vitor, Léo Lima e Bida; Douglas e Paulinho Macaíba. Técnico Gilberto Pereiro.

Náutico
Jefferson; Thiago Ennes, Camacho, Rafael Ribeiro e Gabriel Araújo; Negretti, Hygor e Wallace Pernambucano; Clebinho, Daniel Bueno e Fernandinho. Técnico: Roberto Fernandes. 

Local: Estádio Etelvino Mendonça, em Itabaiana (SE).
Horário: 20h (do Recife).
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE).
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira e Armando Lopes de Sousa (ambos do CE).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados