Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

CUT/Vox Populi: Lula tem 42% das intenções de voto; Bolsonaro tem 16%


Em comparação com o último levantamento do instituto, ex-presidente sofreu queda, enquanto Bolsonaro cresceu 3%

Ainda de acordo com a pesquisa, Lula tem a menor taxa de rejeição entre os postulantes à presidência, com 39%. Bolsonaro alcança 60% / Foto: AFP e Agência Brasil
Ainda de acordo com a pesquisa, Lula tem a menor taxa de rejeição entre os postulantes à presidência, com 39%. Bolsonaro alcança 60%
Foto: AFP e Agência Brasil
JC Online

Em pesquisa realizada pela CUT/Vox Populi, o ex-presidente Lula aparece na liderança das intenções de voto para as eleições de 2018. No levantamento, feito entre os dias 27 e 30 de outubro, o petista surge com 42% na corrida presidencial em uma lista com dez presidenciáveis. Em julho, chegou a ter 47% do eleitorado. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) figura na segunda posição com 16%. Em julho, o parlamentar possuía 13% das intenções de voto.

Marina Silva (Rede) aparece na terceira colocação com 7% dos votos, 1% a mais que no levantamento anterior, enquanto Geraldo Alckmin se mantém com 5%.

Ciro Gomes (PDT) é o quarto com 4%. Ele subiu 1% em relação a última pesquisa.

Álvaro Dias (Podemos) e Luciana Genro (PSOL) ficaram empatados com 1%. Já Michel Temer (PMDB), Eduardo Jorge (PV) e Ronaldo Caiado (DEM) não atingiram sequer 1% das intenções.



Brancos e nulos chegaram a 15% e os que não sabem ou não responderam representam 8%.

Rejeição
Ainda de acordo com a pesquisa, Lula tem a menor taxa de rejeição entre os postulantes à presidência, com 39%. Bolsonaro alcança 60% e os tucanos João Doria e Geraldo Alckmin chegam a 72% de repulsa.


Na projeção para o segundo turno, o levantamento mostra o petista na frente contra todos os concorrentes testados. No cenário contra Bolsonaro, o petista venceria com 49%, enquanto o deputado teria 21%. Caso Marina Silva seja a adversária, Lula ganharia com 48%, já a ex-senadora teria 16%.

Em disputa contra Geraldo Alckmin a diferença ficou de 50% a 14%, mesmo resultado visto na previsão diante de Luciano Huck. Em duelo contra João Doria, a vantagem ficou semelhante: 51% a 14%.

Ao todo, foram entrevistados na pesquisa dois mil brasileiros em 118 municípios.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados