Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

4716 Mortes em PE em 2017: Mãe amamentava filho de um ano quando foi assassinada em Moreno; criança amamentou na mãe já morta


Polícia designou a delegada Maria da Conceição para investigar o caso

Publicado em: 17/11/2017 20:03 Atualizado em: 17/11/2017 21:02
 Criança foi resgatada pela proprietária do imóvel e levada ao Conselho Tutelar enquanto aguarda a chegada de familiares. Foto: Whatsapp/Cortesia (Criança foi resgatada pela proprietária do imóvel e levada ao Conselho Tutelar enquanto aguarda a chegada de familiares. Foto: Whatsapp/Cortesia)
Criança foi resgatada pela proprietária do imóvel e levada ao Conselho Tutelar enquanto aguarda a chegada de familiares. Foto: Whatsapp/Cortesia


A delegada Maria da Conceição, da 13ª Delegacia de Homicídios de Jaboatão dos Guararapes, ficará responsável pelas investigações do caso do casal assassinado em frente ao filho de um ano, na cidade de Moreno, Região Metropolitana do Recife, na noite da última quinta-feira. A criança foi encontrada chorando enquanto mamava em cima do corpo da mãe.

O crime, que chocou o município, aconteceu por volta das 18h40, quando dois bandidos invadiram a residência do casal e dispararam três tiros de arma de fogo contra Flávio dos Santos Silva, 23 anos. O jovem foi atingido com um tiro de calibre 12 na região dorsal e um de calibre 38 na perna direita. A esposa, Maria Eduarda Fernandes, 20 anos, teria tentado fugir com o filho de um ano nos braços quando foi alcançada e alvejada em um beco nas imediações do imóvel, no bairro de Vila Holandesa. Os móveis da casa estavam completamente  revirados.

A polícia chegou ao local cerca de duas horas após a ocorrência, e o Instituto de Medicina Legal (IML) removeu o corpo de Flávio. O corpo da mulher, entretanto, só foi localizado pela polícia por volta das 23h, depois que vizinhos ouviram o choro da criança. O menino de um ano e meio estava cercado por formigas e mamando na mãe, já morta, quando foi encontrado. Vizinhos reclamaram da demora da ação da polícia, alegando que a vítima poderia ter sido encontrada ainda com vida, se a ação da polícia tivesse sido mais rápida, além da exposição da criança aos mais diversos perigos e traumas durante cinco horas. Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Instituto Legal de Medicina (IML) no bairro de Santo Amaro, área central do Recife.

Assim que encontrada, a criança ficou sob os cuidados da proprietária do imóvel, foi entregue ao Conselho Tutelar e passou por um check up. “A criança foi atendida pela equipe médica da Policlínica Beiró Uchôa e está passando bem. Vamos fazer o acolhimento da criança e depois a gente vai tentar localizar os familiares para que ele seja entregue à família”, afirmou o conselheiro tutelar do município Silvio Nunes.

As vítimas seriam naturais do Rio Grande do Norte e teriam se mudado para a cidade há cerca de uma semana. Nem mesmo a placa de “aluga-se” havia sido removida do imóvel. A polícia acredita que o crime tenha relação com o tráfico de drogas. Dentro da casa onde moravam foram encontrados um caderno de contabilidade e uma sacola com restos de maconha.

O caso está sendo investigado pela delegada Maria da Conceição, da 13ª Delegacia de Homicídios de Jaboatão dos Guararapes. A delegada só irá se pronunciar sobre o caso quando o inquérito for finalizado.

NÚMEROS DA VIOLÊNCIA
No mês de outubro, Pernambuco voltou a registrar crescimento no número de assassinatos. Segundo a Secretaria de Defesa Social, foram notificadas 432 mortes no mês, 22 a mais se comparadas com o mês de setembro, em que ocorreram 410 homicídios. Dentre as motivações dos homicídios, 54% das mortes ocorreram em decorrência de tráfico de drogas, acerto de contas e outras atividades criminais. Conflitos na comunidade originaram 15% dos casos e conflitos familiares ou afetivos causaram 3% das mortes. Outros 3% dos homicídios ocorreram em latrocínios.
Do Diário de PE

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados