Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Quadrilhas que agiam em Timbaúba torturavam vítimas, diz Polícia

Polícia Civil divulgou detalhes da operação que prendeu mais de 40 pessoas na Zona da Mata Norte nessa quinta-feira (17)
 
Material apreendidos foi levado para a Delegacia de Timbaúba / Foto: Reprodução/Google Street View

Da Editoria de Cidades
Do JC

A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (18) os detalhes da Operação Novo Tempo, que prendeu 34 pessoas e apreendeu 10 menores que integravam três organizações criminosas que agiam na Zona da Mata Norte de Pernambuco. O principal local de atuação dos suspeitos era a cidade de Timbaúba, onde eles teriam praticado ao menos 22 homicídios, além de tráfico de drogas. Segundo a Polícia, os integrantes tinham o costume de torturar as vítimas, cortando partes do corpo delas.

De acordo com Rodolfo Cartaxo, delegado responsável pelas investigações, que duraram oito meses, a quadrilha chama atenção pela violência com que agiam durante os roubos. "Eles abordavam as vítimas com muita violência. E até mesmo antes, durante o planejamento do assalto, já pensavam de que maneira iriam torturar as pessoas que encontrassem para fazer com que falassem onde estava o dinheiro", explica.


Os presos são de facções rivais, logo eles competiam na prática de crimes da região, aumentando o número de casos. Dois líderes das três quadrilhas foram identificados e um deles já estava preso, comandando o grupo de dentro do presídio de Limoeiro. A expectativa da Polícia é que a violência e o tráfico de drogas diminuam na região com a prisão dos indivíduos. Os detidos durante a Operação Novo Tempo foram encaminhados para os Presídios de Limoeiro, Igarassu e para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados