Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Novo secretário da SDS aposta no reforço do efetivo para ''dar segurança ao povo''


Antônio de Pádua será empossado nesta sexta-feira (30), mas já dá sinais da ampliação do que foi aplicado por Ângelo Gioia em Pernambuco


Novo secretário será empossado nesta sexta-feira (30)
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
JC Online
Com informações do repórter Felipe Vieira


O novo secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, garantiu, na manhã desta quinta-feira (29), que aposta no reforço do efetivo policial para garantir a segurança da população. O discurso, alinhado com o de seu antecessor, Ângelo Gioia, que deixou a pasta por motivos pessoais.

"O Governo do Estado tem investido muito forte na segurança. Com a chegada de mais policiais militares e civis, que já estão sendo preparados na academia, a gente vai conseguir implementar e dar segurança para o povo pernambucano", afirmou.

Em outubro do ano passado, pouco depois de assumir a pasta, Gioia anunciou a decisão de retirar das funções administrativas o maior número possível de policiais, devolvendo-os às ruas e assim reforçando a segurança na capital pernambucana. Com a certeza de que a quantidade de agentes longe das ruas era "acima do considerável razoável", o então secretário chegou a, em parte, implementar o prometido, inclusive com o reforço em divisões específicas, como as investigações de assalto a bancos, mas os resultados esperados não vieram.


Segundo dados da própria secretaria, o ultimo mês de maio foi o mais violento para o período dentro do prazo de cinco anos. Até o mês passado, em todo o Estado já havia sido contabilizado um total de 2.495 casos de homicídios, o que representava um aumento de 44% do índice em relação às mortes dos 5 primeiros meses do ano passado.
Hierarquia e Disciplina

Em relação à linha firme que deve ser adotada pela policia, o novo secretário indica que irá seguir o que já foi implementado. "Eu acredito na hierarquia e disciplina. Somos o braço armado, servidores públicos com força policial. Então tem que haver a hierarquia e disciplina, sem isso a gente não consegue conduzir a tropa e dar uma resposta que a população necessita", disse relembrando uma fala de Gioia sobre "uma polícia armada, sem condução correta, virar anarquia".

Atual corregedor-geral da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS), Antônio de Pádua Vieira Cavalcanti, 40, é delegado da Polícia Federal (PF) e será empossado no novo cargo nesta sexta-feira (30).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados