Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

'Se não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mando prendê-los', diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (5) que os investigadores da Lava Jato “já têm a tese pronta” em relação a ele e ao Partido dos Trabalhadores. “Eu já prestei seis depoimentos e eles não querem a verdade”, disse Lula durante a abertura do 6º Congresso Estadual do PT em São Paulo.

Lula destacou ainda que, “se eles não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mando prendê-los”. "Amanhã prenderão tal empresário ele vai delatar o Lula. Amanhã o Lula vai ser preso. Faz 2 anos que eu estou ouvindo isso. Dois anos que eu estou escutando. E se eles não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mando prendê-los por mentira que estão falando", disse.
Veja o vídeo:






O discurso foi feito ao lado do ex-presidente do Uruguai José Mujica. Também participaram a senadora Gleisi Hoffman, o senador Lindbergh Farias, o presidente do PT Rui Falcão e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

"Eu tenho ficado quieto. Tenho ficado quieto porque vai ter um momento de falar, porque no fundo, no fundo, eu já prestei seis depoimentos e eles não querem a verdade. Eles criaram um conceito neste país, que eu não vou dizer para vocês porque eu quero dizer no meu depoimento, em que não tem argumento. Eles já estão com a tese pronta: 'o PT é uma organização criminosa, o Lula montou um governo para roubar até depois que ele saísse'. Portanto, se o Lula é o Lula, o Lula era o chefe. Então ele tem que saber de tudo", disse o ex-presidente.

Lula disse que as acusações de que ele seria dono do tríplex no Guarujá são feitas para impressionar. "Eu todo santo dia fico esperando alguém dizer 'esse Lula deve ter roubado muito', porque eles falam de um triplex para tentar impressionar vocês. Na verdade, é como se fosse uma casa Minha Casa Minha Vida uma em cima da outra."

Associação dos Procuradores responde

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República respondeu ao discurso do ex-presidente Lula. José Robalinho Cavalcanti disse que as investigações e os processos da Lava Jato são sérios, técnicos e impessoais. E que, prova disso, é que o discurso do ex-presidente Lula é exatamente o mesmo de dirigentes de outros partidos políticos, também investigados e processados na Lava Jato.

Cavalcanti afirmou que o argumento de que há uma grande conspiração universal contra o ex-presidente Lula não se sustenta em fatos. Acrescentou que, para a defesa, todos, inclusive ex-aliados de Lula, mentem. E que apenas o ex-presidente falaria a verdade. Para Cavalcanti, é um direito do réu alegar o que quiser, mas será a Justiça, independente e técnica, quem decidirá.

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República lamentou a frase de Lula segundo a qual, na hipótese de um dia se reeleger, quem sabe irá mandar prender os que o investigam. Cavalcanti afirmou que isso não irá deter qualquer agente de Estado ou a marcha serena e impessoal da Justiça. E que não é uma declaração digna de quem foi, por oito anos, o supremo mandatário do país.

José Robalinho Cavalcanti finalizou afirmando que o ex-presidente Lula sabe muito bem que chefes do Executivo não mandam prender ninguém em um estado de direito. A Justiça é que o faz.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados