Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

SURUBIM: "Em apenas 40 dias, Ana Célia gastou R$ 11 milhões ou 13% do orçamento anual do Município, sem licitação, driblando a Lei", diz vereador Vavá

Blog Albérico Cassiano

O vereador da bancada de oposição, Josivaldo da Silva, ou dr. Vavá (PDT), ingressou com uma representação no Ministério Público contra a prefeita de Surubim,  Ana Célia Cabral (PSB) por ter efetuado compras, sem licitação, com valores superiores a  R$ 11 milhões, em um período de 40 dias. De acordo com o texto da representação, “ consta no Diário Oficial, um verdadeiro festival de dispensa de licitações em valores astronômicos, com visível afronta à Lei”.

“Ana Célia driblou toda Lei de Licitações, alegou um estado de calamidade que não existia, para não fazer concorrência pública.  A legislação exige uma série de critérios, para dispensa, que não foram considerados. Em apenas 40 dias de gestão, Ana Célia gastou mais de R$ 11 milhões, o que representa cerca de 13% do orçamento anual do Município. Nenhum outro prefeito gastou tanto em tão pouco tempo, sem fazer licitação”, afirma.


O vereador afirma que os valores foram distribuídos entre sete empresas, contratadas em apenas três datas (9 de janeiro, 17 de janeiro e 10 de fevereiro). “Dessas sete empresas só duas são de Surubim, uma gráfica e um posto de gasolina. As outras cinco são empresas de fora, que não geram nenhum emprego aqui na cidade. Suspeito que os donos sejam amigos da prefeita, tem muita coisa estranha nisso tudo. Por exemplo, se havia máquinas quebradas, o correto seria consertá-las. Mas Ana Célia preferiu contratar máquinas de uma empresa de engenharia para fazer serviços em Surubim, no valor de R$ 1,1 milhão. Comprou ainda R$ 2,6  milhões em alimentos, sem concorrência, quando a Lei diz que passou de R$ 8 mil tem que licitar”, disse.

Dr. Vavá faz ainda um balanço crítico aos pouco mais de dois meses da gestão da socialista e dispara criticas para equipe. “Ana Célia ainda não disse a que veio. No começo, foi na periferia com alguns secretários, mas foi a outras comunidades depois? Disse que ia pagar 100% dos ônibus dos universitários, mas está pagando? Prometeu empregos ao povo de Surubim, mas a equipe é de fora. Os secretários são de fora. Ela também não aproveita a mão-de-obra local nos demais cargos, nas equipes das secretarias. O secretario de saúde é de Cumaru e a equipe dele é toda de fora. Janeiro teve vinte dias úteis, mas o secretário de defesa social só trabalhou nove dias aqui na cidade. O genro, que não tem experiência alguma, ser nomeado secretário de Finanças é um grande absurdo. Já o secretário de agricultura não manda em nada”, opina.


O vereador também critica a articulação política da prefeita e o que chama de inversão de papeis. “Surubim tem polo de carnaval no Jucá, mas o diretor de Turismo foi para Salvador e voltou na terça-feira. O carnaval do Jucá foi comandado pelo vereador Nailton, o que é uma inversão total de papéis. A articulação política é um fracasso. O secretário não tem habilidade, força, inserção local, enfim, não tem liderança alguma. Agora, já que nomeou o genro, um parente em primeiro grau, para o primeiro escalão, poderia ter colocado o ‘primeiro-damo’, porque pelo menos, Biu Farias é articulado”, ironiza.

POSITIVO – para não frisar apenas os aspectos que considera negativos na gestão, dr. Vavá destaca que considera boa a atuação de três secretários. “Sim, há aspectos positivos. As secretárias Fernanda Leal [Juventude] , Penélope Andrade [Desenvolvimento Social] e o secretário João Filho [Educação] estão se dedicando, fazendo um bom trabalho. Os demais, são marionetes”, comenta.

De acordo com o vereador Vavá, a partir da notificação do Ministério Público, a prefeita Ana Célia Cabral tem dez dias para apresentar defesa justificando as dispensas de licitação.



Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados