Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Governadores vão se reunir para debater Reforma da Previdência

De acordo com Paulo Câmara, encontro irá ocorrer na primeira semana de abril em Brasília

Paulo Câmara diz que é preciso muito diálogo e discussão para tratar da Reforma da Previdência / Divulgação

Divulgação
Franco Benites


O governador Paulo Câmara (PSB) deverá se reunir esta semana com os demais governadores do Nordeste para debater a Reforma da Previdência. Um encontro com todos os gestores estaduais do País também está sendo programado para abril no Distrito Federal. As informações foram repassadas pelo socialista no último sábado, após a realização do seminário Pernambuco em Ação, em Arcoverde, no Sertão do Moxotó.

"Estamos buscando junto com os governadores encontros justamente para debater isso no âmbito do Nordeste e em nível nacional. Talvez tenha na próxima semana reunião dos governadores do Nordeste e na primeira semana de abril está se articulando fazer uma discussão lá em Brasília com os governadores todos", informou Paulo Câmara.

De acordo com o governador, não há nenhuma encontro marcado com a bancada federal de Pernambuco - 25 deputados federais e três senadores - para conversar a respeito da Reforma da Previdência já que o presidente Michel Temer (PMDB) liberou estados e municípios para fazer reformas específicas para seus servidores.

"A gente tem que ver primeiro o que vai acontecer, né? Essa discussão ainda está muito inicial. A reforma não avançou e agora praticamente retornou a um momento que precisa de uma reavalição de tudo. Tão logo a gente tome a decisão do caminho a seguir a gente vai conversar com todos os parlamentares e a sociedade civil", declarou.

"É uma reforma que abrange todas as pessoas. Hoje quem já está no sistema, os aposentados, que já estão usufruindo da previdência e as pessoas que ainda vão entrar no mercado de trabalho. Não é coisa que a gente possa fazer só pensando no imediato. A gente tem que pensar nos próximos 20, 30, 40 anos. Vai exigir de cada um de nós muita capacidade de discussão, de diálogo", disse.
SEM PRESSA

Ainda no Sertão, o secretário estadual de Administração, Milton Coelho, reforçou que não há nenhuma ansiedade por parte da gestão Paulo Câmara em relação à Reforma da Previdência.

"O governo não tem pressa para fazer essa dicussão. Até porque qualquer projeto de Lei que for aprovado agora não vai impactar sobre a situação atual previdenciária do Estado de Pernambuco. E nem de nenhum estado. Esse é um problema nacional, é uma questão de todos os estados. Então, o que for aprovado agora, qualquer projeto que venha a ser votado, valerá para as próximas gerações", afirmou.

Em 2016, a Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco (Funape) teve um déficit de R$ 2,8 bilhões.

A previdência estadual tem 104,6 mil servidores ativos e 86 mil inativos.

A idade média dos aposentados é 67,5 anos e a folha salarial de inativos representa R$ 327,1 milhões.
Do JC

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados