São João de Aroeras dia 23

Idosa de 88 anos é abandonada em calçada

Idosa de 88 anos é abandonada em calçada no bairro de Areias
Com apenas dois sacos, um andador e um ventilador, mulher foi deixada por quase seis horas na calçada até ser resgatada por PMs

Por: Maria Anna Martins, do portal FolhaPE 

Maria José da Silva foi deixada na calçada
Foto: Flávio Japa/Folha de Pernambuco
Cansada e sem abrigo. Foi assim que os moradores de Areias, na Zona Oeste do Recife, encontraram numa calçada do bairro, no início da noite desta sexta-feira (9), a idosa Maria José da Silva, de 88 anos. A senhora, que foi deixada sozinha na Rua Ernesto Nazareth, carregava consigo apenas dois sacos, um ventilador, uma cadeira e um andador.

Vizinhos e moradores de ruas próximas se sensibilizaram com a situação e passaram a noite junto à idosa até que o socorro chegasse. De acordo com eles, a família que reside no local não prestou assistência à senhora.

A sobrinha da idosa Luciene dos Santos, de 67 anos e que mora na casa vizinha ao ponto onde Maria José foi deixada, disse que não havia como abrigar a idosa porque a casa dela “é pequena”: "Moro com minha filha e quatro cachorros". Ela afirmou que não tinha conhecimento sobre o paradeiro de Maria José até esta sexta-feira, quando uma moça não identificada a deixou próxima à casa da família. Ela contou apenas que a idosa estava sendo cuidada por alguém na favela do Iraque, também na Zona Oeste da cidade.



A sobrinha ainda afirmou que teria tentado levar a idosa para a casa de uma outra sobrinha, mas que os moradores da região que acompanhavam a senhora não teriam permitido, esperando que a polícia chegasse. Luciene disse também ter tentado em outros momentos negociar com a tia para levá-la a um abrigo . “Eu acertei com um abrigo que ia levá-la ali em Jardim São Paulo e ela não quis; eu não tenho condições”, afirmou. 

Moradora da região, Geusa Liliana contou que a família “não ligou” para Maria José.  Segundo ela, os parentes comentaram que a idosa “é ruim, que não vale m..., que ela não presta”. 

A idosa contou que a família de Areias não a abrigou e que a maltratavam “porque eu sou ruim e porque sou crente". "Gastaram meu dinheiro com uma casinha que eu vendi. Fiquei calada, ai me colocaram em uma favela lá embaixo, no Iraque”. 

A senhora afirmou que gostaria de ir à casa de um outro sobrinho residente em Rio Doce, em Olinda. Quase seis horas após ser deixada na calçada, policiais militares do 12º Batalhão a resgataram por volta das 23h, para deixá-la à casa de parentes







.

facebook
twitter
google plus


Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS