São João de Aroeras dia 23

Em Casinhas, Prévia de Pentecostes foi realizada no Povoado de Bengalas com trio e Ministério de música, neste domingo (15) é na cidade, veja as imagens




A quarta edição da Prévia do Dia de Pentecostes foi realizada neste sábado (14) no povoado de Bengalas, zona rural de Casinhas. A Concentração teve como ponto de partida próxima a Escola Antônio Francisco de Paula ( ao lado da residência do organizador João Júlio).
O arrastão católico começou por volta das 16:00 horas e percorreu a PE 102 até a divisa entre os Municípios de Umbuzeiro e Casinhas na PE 102. O arrastão foi acompanhado ao som do trio elétrico e Ministério de Música da Área Pastoral de Casinhas.


Fiéis animados na alegria do Senhor Jesus Cristo vivenciaram um dia de fervor no Espírito Santo de Deus, a Alegria que tomou conta dos moradores que não paravam de clamar o nome de Jesus.
A chegada do arrastão teve seu ponto alto na Capela São Miguel onde foi celebrada a Missa com O Padre José Falcão.
Pentecostes é uma celebração religiosa cristã que comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo, cinquenta dias depois da Páscoa.

Atualmente, o Pentecostes é comemorado principalmente pela igreja católica e ortodoxa, no entanto, ambas celebram em datas diferentes.

Por norma, o Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa, data instituída como a da ressurreição de Jesus Cristo.


Para os cristãos, o Pentecostes é uma das datas mais importantes do Calendário Litúrgico, juntamente com a Páscoa e o Natal.

O termo “Pentecostes” se originou a partir do grego pentēkostḗ, que significa “quinquagésimo”, em referência aos 50 dias que se sucedem depois da Páscoa.

Na Bíblia, a comemoração do Pentecostes é citada pela primeira vez no Atos dos Apóstolos 2, episódio que narra o momento em que os apóstolos de Cristo receberam os dons do Espírito Santo, logo após a subida de Jesus aos céus.

“Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem”. (Atos dos Apóstolos 2:1-4)

Pentecostes para os judeus
A origem da festa do Pentecostes é na realidade baseada em uma antiga tradição hebraica, chamada Shavuoth, e que significa “Semanas”.

Para os judeus, o pentecostes era uma celebração de agradecimento à Deus pela colheita, além de homenagear a memória do dia em que Moisés recebeu as Tábuas com as Leis Sagradas, conhecidas por Torah.

Ao contrário do Pentecostes cristão, o Pentecostes judeu durava sete dias e começava a partir do Pesah (festa da libertação do Egito).

Com o passar do tempo, o sentido da comemoração do Pentecostes entre os judeus deixou de se focar nos agradecimentos pela colheita, fixando-se exclusivamente nas festas da criação do Torah (que seriam os Dez Mandamentos, para os cristãos).









Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS