Responsive Ad Slot

ESPORTES

 Contra o Joinville, pela Copa do Brasil, Sport dá sequência a maratona de decisões
Partida de ida da quarta fase do torneio nacional é mais um mata-matas dos rubro-negros, que atuam em quatro competições paralelamente

João de Andrade Neto /Superesportes

Ricardo Fernandes/DP Sport vive o melhor momento na temporada, após evolução desde a chegada do técnico Ney Franco
Após assistirem o time reserva entrar em campo no último domingo, contra o Central, na última rodada do hexagonal do Campeonato Pernambucano, os titulares do Sport dão sequência, nesta quarta-feira, à sequência de jogos decisivos na temporada. Chegando-se aos objetivos, o período só terá seu fim em maio, após o início do Campeonato Brasileiro. Porém, um descanso neste momento é tudo o que os rubro-negros não desejam. Para isso, sabem da importância de um bom resultado diante do Joinville, às 21h45, na Ilha do Retiro, pela ida da quarta fase da Copa do Brasil. O primeiro passo dessa maratona.  

A inspiração para largar com uma boa vantagem rumo às oitavas de final da competição, fase que o clube pernambucano não alcança desde 2010, está bem viva na memória do elenco. E da torcida. Isso porque os dois últimos jogos do Sport na Ilha do Retiro (duas "decisões", vale ressaltar) foram os melhores do time na temporada: nas vitórias sobre o Campinense, por 3 a 1, que valeu a classificação para as semifinais da Copa do Nordeste; e diante do Danubio-URU por 3 a 0, que deu ao Leão a vantagem de poder perder por até dois gols de vantagem em Montevidéu e mesmo assim avançar na Copa Sul-Americana.

Resultado que, se repetido nesta quarta, será muito bem recebido. "Nesses dois últimos jogos em casa fomos muito bem. Quem foi ao estádio viu bons espetáculos e gols que rodaram o mundo. Se jogarmos nesse mesmo nível em casa temos chances de ganhar de qualquer adversário. A intenção é repetir esse nível de atuação diante do Joinville", pontuou o técnico Ney Franco, que conta no currículo com o título da Copa do Brasil de 2006, no comando do Flamengo.

Alteração forçada
Diante da satisfação pelas últimas atuações, o treinador fará apenas uma mudança na equipe. E forçada. Isso porque o zagueiro Ronaldo Alves, com um estiramento na coxa direita, acabou vetado para a partida contra os catarinense. O defensor, inclusive, provavelmente também ficará de fora do jogo de ida das semifinais do Campeonato Pernambucano, domingo, contra o Náutico, na Ilha. Em seu lugar, Matheus Ferraz foi acionado.

"Venho trabalhando duro e ganhando confiança por essa titularidade. Venho buscando essa oportunidade e me preparando da melhor maneira possível para quando ela surgir não sair mais do time", destacou o defensor, que pela primeira vez na temporada será acionado no time principal. Antes, esteve em campo cinco vezes, quatro delas com o time reserva no Estadual. Já contra o Danubio, foi acionado no segundo tempo substituindo justamente Ronaldo Alves, que deixou o campo com dores na coxa.
Ficha do jogo
Sport
Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Mena; Fabrício, Rithely e Everton Felipe; Diego Souza, André e Rogério. Técnico: Ney Franco

Joinville
Matheus; Caíque, Danrlei, Max e Gustavo; Luiz Meneses, Breno e Aldair; Fabinho Alves, Alex Ruan e Marlyson. Técnico: Fabinho Santos

Local: Ilha do Retiro. Horário: 21h45. Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR). Assistentes: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn (ambos do PR). Ingressos: R$ 30 (arquibancada frontal), R$ 15 (sócio e estudante); R$ 20 (arquibancada lateral), R$ 10 (sócio e estudante)


.

O Brasil tem três jogadores indicados ao prêmio Agla Futsal Awards 2016, categoria melhor jogador do mundo. O pivô Deives, o ala Marcêncio e o fixo Rodrigo disputam o troféu com outros sete atletas, três deles argentinos. A premiação é realizada pelo site Futsal Planet, que elege os melhores em várias categorias com base nos votos de técnicos e jornalistas do mundo todo. Falcão é o maior vencedor com quatro troféus.

Melhor do mundo nos últimos dois anos, o português Ricardinho concorre ao tri. A seleção de Portugal ficou em quarto lugar no Mundial do ano passado, disputado na Colômbia. A campeã Argentina tem como indicados os jogadores Leandro Cuzzolino, Pablo Taborda e Alamiro Vaporaki. Vencedor da Bola de Ouro Fifa 2016, o capitão argentino Fernando Wilhelm não foi indicado ao Agla Futsal Awards.
Leandro Lino Brasil x Colômbia amistoso futsal (Foto: Divulgação/CBFS) Leandro Lino Brasil x Colômbia amistoso futsal (Foto: Divulgação/CBFS)

Leandro Lino Brasil x Colômbia amistoso futsal (Foto: Divulgação/CBFS)

O Brasil também teve quatro indicados na categoria melhor jogador jovem. Um deles é o ala Leandro Lino, que disputa a Copa América com a seleção brasileira. Os outros são o goleiro Carlos Espíndola, Matteus Reinald, que atua no futsal espanhol, e Jean Jacaré, destaque da equipe sub20 do Benfica, de Portugal.

Confira os finalistas do prêmio de melhor jogador do mundo de 2016:

Leandro Cuzzolino (Argentina)
Deives (Brasil)
Ahmad Esmaeilpour (Irã)
Lyskov Dmitry (Rússia)
Marcênio (Brasil)
Miguelín (Espanha)
Ricardinho (Portugal)
Rodrigo (Brasil)
Pablo Taborda (Argentina)
Alamiro Vaporaki (Argentina)

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados