Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Casinhas aparece com menor índice de vacinação completa. Veja a lista de cidades

22.10.21

/ por casinhas agreste

Com quase um milhão de pessoas precisando tomar 1ª dose contra Covid, governo de PE anuncia vacinação em escolas
Estado também informou, nesta quinta (21), que 500 mil pessoas estão com a segunda dose em atraso. Municípios foram orientados a buscar pessoas não imunizadas.
G1 PE

Quase um milhão de pessoas em Pernambuco precisam tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e três milhões ainda não completaram o esquema vacinal, sendo que 500 mil estão em atraso. Por causa disso, o governo de Pernambuco anunciou, nesta quinta (21), que vai adotar novas estratégias para elevar os índices de imunização. Um delas é a realização da campanha em escolas (veja vídeo acima).

As informações foram divulgadas durante entrevista coletiva, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo do estado, no Centro do Recife, com participação do secretário estadual de Saúde, André Longo, e da superintendente de Imunizações, Ana Catarina de Melo.

Na entrevista, Ana Catarina Melo afirmou que os municípios devem entrar em contato com a Secretaria Estadual de Educação. A nova medida foi discutida, segundo ela, na reunião da comissão que reúne o estado e as prefeituras, a CIB.

"Já tem municípios no estado que estão realizando. Estamos em um momento de organizar. Precisamos da autorização dos pais. Precisamos que eles autorizem a realização da vacinação nas escolas, para que a gente consiga terminar o quanto antes a vacinação dos adolescentes”, afirmou.

Ainda de acordo com o governo, existe a expectativa da participação das escolas particulares. Nas redes municipais, o Cabo de Santo Agostinho deu início ao processo de imunização e Jaboatão dos Guararapes anunciou que vai aderir.

Em Jaboatão, a prefeitura disse que, a partir da próxima segunda-feira (25), alunos da rede municipal poderão receber a primeira dose na unidade de ensino onde estão matriculados. A expectativa é vacinar aproximadamente 25.325 estudantes.

Atraso

Durante a coletiva desta quinta, o governo pediu que os municípios busquem as pessoas que estão com o esquema vacinal em atraso.

“Os municípios precisam adotar novas estratégias e reforçar processo de busca. Precisamos ir atrás dos 500 mil pernambucanos que hoje estão com a segunda dose em atraso“, destacou o secretário André Longo.

Na entrevista, Longo disse também que é preciso aproveitar todas as alternativas possíveis para ampliar o número de pessoas protegidas.

"Desde o início da campanha, temos feito todos os esforços para entregar todas as vacinas recebidas no menor tempo possível, possibilitando que os gestores municipais planejem suas ações. E continuo reforçando que as vacinas não podem ficar estocadas. Elas precisam estar, o quanto antes, no braço dos pernambucanos", declarou.

Uma preocupação é com a vacinação de adolescentes. O estado disse que 44,24% deles tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Isso representa um total de 480.985 pessoas de 12 a 17 anos.

Prazo
Também nesta quinta, o governo anunciou a manutenção do intervalo de 60 dias entre a aplicação da primeira e segunda dose da vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech.

A decisão foi tomada pelo Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação, após reunião com gestores municipais.

Ainda de acordo com o estado, integrantes do Comitê Técnico Estadual apontam a redução do intervalo entre as doses da Pfizer como um "equívoco técnico".

Isso diminui a efetividade da vacina e a resposta imunológica do nosso organismo, de acordo com o governo.

O secretário André Longo disse que o período de 21 dias entre as primeiras e segundas doses da Pfizer é uma das explicações apontadas por especialistas para o repique da doença em países como Inglaterra e Israel.

"A orientação é que os municípios que adotaram a redução revejam a medida de forma imediata e voltem a aplicar a segunda dose apenas após 60 dias do início do esquema vacinal", declarou.

Dados epidemiológicos
O governo informou que, durante a Semana Epidemiológica (SE) 41, entre os dias 10 e 16 de outubro, o estado registrou 390 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Isso significa uma redução de 14% na comparação com a Semana Epidemiológica 40, entre 3 e 9 de outubro. Também houve queda de 8% em relação à semana 39, entre (26 de setembro e 2 de outubro.

Nas solicitações por vagas de UTI, foram 232 pedidos na Semana 41. Esse número representa uma queda de 5,6% em relação à Semana 40.

Na comparação com a Semana 41 de 2020, a redução é ainda mais expressiva. Nos casos de Srag, a queda foi de 45%. Naquele período, foram notificados 716 casos.

Veja as cidades com mais pessoas com esquema completo
Fernando de Noronha
Carnaubeira da Penha
Afogados da Ingazeira
Itacuruba
Iati
Cumaru
Alagoinha
Salgueiro
Limoeiro
Bom Conselho
Tabira
Garanhuns
Mirandiba
Pesqueira
Ibirajuba
Recife
Camutanga
Frei Miguelinho
Arcoverde
Tacaratu

Confira os municípios com menor índice de vacinação completa
Ouricuri
Tupanatinga
Itambé
Camaragibe
Caetés
Casinhas
Bom jardim
Manari
Itamaracá
Aliança
Araripina
Ipubi
Poção
Itaquitinga
Amaraji
Machados
Vertentes
Água Preta
Agrestina
Condado
Covid em Pernambuco
O governo de Pernambuco contabilizou, nesta quinta-feira (21), mais 469 casos de pessoas com Covid-19 e nove óbitos de pacientes com a doença, elevando o total para 627.657 infectados com o novo coronavírus e 19.923 óbitos desde março de 2020.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados