Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Secretária do presidente da Câmara de Limoeiro é encontrada morta dentro de casa com faca cravada no pescoço

5.8.21

/ por casinhas agreste

Maria José de Oliveira, de 56 anos, foi encontrada sem vida em cima da cama, na quarta-feira (4). Polícia abriu inquérito para investigar o caso, registrado como homicídio.
G1 PE

Maria José de Oliveira foi encontrada morta com uma faca cravada no pescoço, dentro de sua casa, em Limoeiro — Foto: Reprodução/Acervo pessoal


Uma funcionária pública de 56 anos foi encontrada morta dentro de casa, com uma faca cravada no pescoço, no município de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco. O caso aconteceu na quarta-feira (4).

A mulher foi identificada como Maria José de Oliveira e era secretária do presidente da Câmara Municipal de Limoeiro, Juarez Antônio da Cunha (DEM). Por meio de nota, a Polícia Civil afirmou que abriu um inquérito para investigar o crime, que foi registrado como homicídio doloso consumado.

Segundo a Polícia Civil, o ex-companheiro da mulher tinha ido à casa dela levar alimentos, bateu na porta, não encontrou ninguém e desconfiou que tivesse acontecido algo com ela.

A polícia também informou que ele tentou ligar para a mulher e não teve retorno, então pegou uma escada para tentar olhar dentro da casa e, pela janela, a viu sem vida, em cima da cama.

"Nós nos dirigimos ao local juntamente com os peritos do Instituto de Criminalística. Minuciosamente, fizemos uma investigação in loco e constatamos algumas dúvidas em relação a um possível crime de homicídio ou um possível suicídio", declarou a delegada Maria Betânia, da Delegacia de Limoeiro.

Corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal, em Santo Amaro, na área central do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo 
Corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal, em Santo Amaro, na área central do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo


Ainda segundo a delegada, houve a coleta de material genético dos possíveis suspeitos do crime e da vítima. "Ela era funcionária da Câmara, pessoa pública e conhecida. E tinha, como sua particularidade, como todos, a liberdade religiosa e de expressão e participava de centros espíritas", contou.

A delegada disse, ainda, que há relatos de que Maria José estaria passando por um distúrbio emocional. "Há também notícias de que ela estaria depressiva há vários dias e estaria morando sozinha em uma casa onde a mãe faleceu. Ela pretendia sair porque se sentia muito mal", afirmou.

O corpo de Maria José foi levado ao Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, na área central do Recife. De acordo com a delegada, o material da perícia foi encaminhado ao Instituto de Criminalística (IC), no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste da cidade.

Em nota, a Câmara Municipal de Limoeiro lamentou a morte da funcionária e disse que o presidente da Casa e os demais integrantes do poder legislativo se solidarizam "à dor de sua família e amigos, desejando o devido conforto a todos pela inestimável perda".

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados