Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Governo de Pernambuco libera todos os eventos sociais até meia noite

6.8.21

/ por casinhas agreste

A partir da segunda-feira (9), todas as atividades sociais e econômicas estarão autorizadas a funcionar até a meia-noite em Pernambuco. Além disso, os estabelecimentos poderão ter até 70% de ocupação. As mudanças no Plano e Convivência com a Covid-19 foram anunciadas nesta quinta-feira (5), em coletiva de imprensa realizada no Centro do Recife.
De acordo com o governo do estado, a flexibilização ocorre devido a uma melhoria nos indicadores da Covid. O estado tem, atualmente, 590 pacientes com coronavírus internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Segundo o secretário de Saúde, André Longo, este "é o menor patamar desde outubro de 2020".

Esta foi a primeira coletiva de imprensa em que houve a participação presencial de veículos de comunicação nas apresentações epidemiológicas de Pernambuco, em mais de um ano.
Desde 2 de agosto, bares e restaurantes estavam autorizados a funcionar até 0h. Agora, com as novas regras, todas as atividades econômicas e sociais podem funcionar, em qualquer dia da semana, até a meia-noite. Portanto, são contemplados igrejas, salões de beleza e espaços de formaturas e outros eventos.
Outra mudança é a redução para um metro da distância necessária em locais como escolas, igrejas, escritórios, academias de ginástica, salões de beleza e demais locais. O uso da máscara segue sendo obrigatório.

Ana Paula Vilaça e André Longo participara de entrevista coletiva presencial, em mais de um ano — Foto: Pedro Alves/ G1


Eventos sociais, como aulas da saudade e formaturas, bem como os corporativos, também foram autorizados a aumentar a ocupação para 70%. No caso de eventos sociais, o público máximo é de 100 pessoas.


Nos corporativos, só pode haver 300 participantes. Outra mudança é o número de integrantes nas apresentações musicais para até cinco pessoas.


“Isso é uma conquista importante para a classe artística, que fez esse pleito ao governo de Pernambuco. Permanece proibida a dança, pessoas em pé no salão e fazemos um apelo aos donos de bares, população e até para os músicos e cantores que evitem esse tipo de aglomeração”, afirmou a secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça.



De acordo com André Longo, secretário estadual de Saúde, os números, embora sejam melhores, não são motivo para descuido no cumprimento de medidas de prevenção à Covid. No estado, desde o início da pandemia, houve 594.106 confirmações e 18.941 óbitos de pessoas com o novo coronavírus.


“Tivemos o menor patamar de casos graves desde 15 de março de 2020, quando começaram a ser feitos os registros. Foram 497 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave na semana epidemiológica 30, 18% a menos que na anterior. Houve 427 solicitações deleites de UTI, uma queda de 3% em relação à semana 29”, declarou Longo.




Regras a partir de 9 de agosto




Deve se manter o distanciamento de 1 metro nas seguintes atividades: salão beleza, clínicas, colação de grau/aula saudade/culto ecumênico, eventos corporativos, escolas, construção civil, academias, escritórios comerciais, centros comerciais, feiras de negócios, igrejas e parques temáticos.



Serviços de alimentação (bares, restaurantes e lanchonetes): podem avançar para 70% da capacidade do local. Vão funcionar, das 5h à meia-noite, em todo o estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados. É permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança e sem a permanências das pessoas em pé. Além disso, mesas com até dez pessoas;
Academias e similares: vão poder funcionar das 5h à meia-noite, durante a semana, nos finais de semana e feriados, com capacidade de 50% nos aparelhos de cardio;
Feiras de negócios: Vão poder funcionar das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente/visitante a cada cinco metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação;
Shoppings e galerias comerciais: vão poder funcionar das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um cliente a cada 5 metros quadrados nas áreas internas das lojas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas de circulação;
Eventos corporativos: podem ser realizados até a meia-noite. A capacidade sobe para 300 pessoas ou 70% do local, o que for menor (ex. assembleias, capacitações, cursos, conferências, congressos, convenções, encontros, entrevistas, fóruns, painéis, palestras, reuniões, simpósios, seminários, solenidades, treinamentos, webinar e workshops);
Eventos sociais/Buffet: poderão funcionar das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. A capacidade avança para 50% do local, mas mantendo 100 pessoas, o que for menor. Vai poder ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança e sem a permanências das pessoas em pé (ex. aniversários, batizados, bodas, casamentos, festas infantis, formaturas e noivados);
Colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico: poderão ser realizadas das 8h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. A capacidade permanece de 300 pessoas, mas avança para 70% do local, o que for menor. Vai poder ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança e sem a permanências das pessoas em pé. Alimentos e bebidas também são permitidos;
Cinema, teatro e circo: poderão funcionar das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. A capacidade permanece de 300 pessoas, mas avança para 70% do local, o que for menor;
Museus e demais equipamentos culturais: poderão funcionar das 9h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Continuam permitidos um visitante a cada 20 metros quadrados nas áreas expositiva internas, e um visitante a cada 10 metros quadrados nas áreas expositivas externas;
Clubes sociais: poderão funcionar das 5h à meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Vai poder ser permitida a apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança. Também continua proibido o funcionamento das saunas;
Atividades esportivas coletivas e individuais: poderão funcionar até a meia-noite, durante a semana e nos finais de semana e feriados. Também será permitida a presença de torcida até 100 pessoas em competições esportivas ou 50% da capacidade, o que for menor, com exceção do futebol profissional nos estádios. Além disso, poderá haver apresentação musical com até cinco integrantes, com quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor ou DJ, mas sem dança. Continua vedada a realização de shows, inclusive em quadras, campos e academias;
Igrejas e templos religiosos: avançam para 70% da capacidade, mantendo 300 pessoas, o que for menor;
Escritórios comerciais: avançam para 70% de ocupação.







Leitos




O secretário André Longo afirmou, ainda, que devido à queda na demanda por leitos Covid, foram desmobilizados ao menos 397 vagas de UTI e 150 de enfermaria na rede estadual. No entanto, segundo ele, que a chegada da variante Delta, mais transmissível, pode pressionar mais o sistema de saúde.


Pernambuco não tem registrada transmissão comunitária da variante Delta e confirmou, até esta quinta-feira, três casos importados.


“Estamos observando os estados em que a Delta está se tornando predominante, que já anunciaram circulação comunitária da Delta, para ver qual o impacto sobre o sistema de saúde. Estamos sendo cobrados pela população das patologias que ficaram silentes dentro da pandemia. E a ociosidade dos leitos e equipes causa um custo muito grande ao sistema de saúde”, declarou André Longo.




Suspensão da compra da Sputnik-V




O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), anunciou nesta quinta-feira (5) a suspensão da importação de 37 milhões de doses da Sputnik-V, contra Covid-19. Em março, Pernambuco assinou contrato para adquirir 4 milhões de unidades.


Numa reunião com o Fundo Soberano Russo, o governador argumentou que, diante das restrições colocadas pela Anvisa e depois que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a vacina não seria colocada no PNI, não havia mais sentido, neste momento, manter a importação dos produtos.



Sobre a suspensão, André Longo afirmou que o melhor momento para a importação dessa vacina foi superado. Isso porque se passaram mais de cinco meses da assinatura do contrato de importação e porque, por determinação da Anvisa, o número de doses será limitado a 1% da população do estado. A ideia da agência era facilitar as medidas de controle e supervisão dos efeitos.



"Todas as dificuldades impostas pela Anvisa geraram todo o um dificultador. [A suspensão] foi em comum acordo, ficamos sabendo que houve essa iniciativa de suspensão, porque realmente, o melhor tempo para chegada da vacina, passou. A vacina precisa ser utilizada em pessoa saudáveis, maiores de 18 anos, que não têm comorbidades. Agora, já vemos vários municípios se aproximarem dos 18 anos [na campanha de vacinação]. Poderia ter antecipado o processo de vacinação e fazer com que estivéssemos, hoje, com mais pessoas imunizadas. Mas não faz mais sentido", disse.


Covid em Pernambuco

Pernambuco confirmou, nesta quinta-feira (5), 644 casos de Covid-19 e 42 mortes ocasionadas pela doença. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), com os novos registros, o estado passou a totalizar 594.106 confirmações e 18.941 óbitos de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus. Os primeiros casos foram confirmados em março de 2020.

G1 PE

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados