Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Paulo Câmara promete abrir mais 50 leitos de UTI por semana no Estado, se necessário

8.3.21

/ por casinhas agreste

O governador Paulo Câmara participou, na manhã deste sábado (06.03), de videoconferência com o ex-secretário nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, para ouvir a análise do epidemiologista sobre o atual cenário da pandemia no Brasil.
O gestor estadual apresentou as ações que vêm sendo desenvolvidas para conter a disseminação do novo coronavírus em Pernambuco.

“É muito importante esse momento de valorização da ciência e de ouvir os especialistas. Ano passado, montamos uma estrutura com a pandemia em andamento. Hoje, essa estrutura já existe e é ampla. Tivemos condições de abrir leitos nos últimos dias e há um planejamento para disponibilizar mais 50 vagas por semana, ainda neste mês. Superamos o número de 1.050 e devemos chegar a 1,2 mil leitos nas próximas três semanas”, adiantou Paulo Câmara.
O governador comentou com Wanderson Oliveira a distribuição dos casos nas diferentes regiões de Pernambuco e as medidas restritivas tomadas no âmbito estadual, além de comentar o panorama da pandemia nos Estados vizinhos.


O atual secretário de Serviços Integrados de Saúde no Supremo Tribunal Federal (STF) avaliou que as próximas duas semanas serão críticas.

“Baseado no comportamento das curvas de Síndromes Respiratórias Agudas Graves e nos dados de Covid entre 2019 e 2020, podemos entender que as próximas duas semanas serão de alta no número de casos”, afirmou Wanderson Oliveira.

Participaram de forma remota da reunião, entre outros secretários estaduais, o de Saúde, André Longo, o de Planejamento e Gestão, Alexandre Rebêlo, e o da Fazenda, Décio Padilha, além do prefeito do Recife, João Campos, e da secretária de Saúde da capital pernambucana, Luciana Albuquerque.

Veja o que o blog informou já na primeira semana de janeiro


A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco realiza os procedimentos administrativos para abertura de um novo hospital de campanha de emergência para o enfrentamento à covid-19 em Recife.

O Governo de Pernambuco escolhe o imóvel por uma dispensa emergencial, procedimento de contratação mais célere.



Os itens da dispensa emergencial revelam que o Estado prepara um hospital de grande porte. Serão exigidos do imóvel 8500 metros quadrados de área útil e 200 vagas de estacionamento.

As propostas dos proprietários dos imóveis deverão ser apresentadas até 19 de janeiro, na Diretoria Geral de Administração da Secretaria Estadual de Saúde.

De acordo com informações extraoficiais, o novo hospital de campanha deverá ser o maior do Estado e é apontado como uma “resposta preventiva ao aumento dos casos de covid-19 no Estado”.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou os preparativos.

“… vimos tomando todas as medidas preventivas, inclusive de prospecção de mercado, para, caso haja necessidade, implantar uma estrutura provisória de atendimento, seguindo os trâmites da administração pública e as recomendações dos órgãos de controle”, informou.

“A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) monitora, permanentemente, a evolução dos indicadores da Covid-19, além de realizar, com base nas análises técnicas, diversas projeções de cenários futuros”.



Na quinta (14), o cientista chefe do Consórcio Nordeste, Miguel Nicolelis, que oficialmente presta assessoria ao Estado de Pernambuco na questão da covid-19, alertou que o Grande Recife deveria adotar medidas de contenção da propagação da doença.

O anúncio do governo também ocorre em meio ao avanço da covid-19 no estado no início de 2021. De acordo com especialistas, a alta nos indicadores ocorre como efeito das festas de final de ano em 2020.

A medida publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta vem dois dias após o Governo do Estado ter entregue dez novos leitos de UTI para pacientes com covid-19 no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, no bairro da Estância, na Zona Oeste do Recife, por meio de parceria com a prefeitura da capital.

Com os novos leitos, o Recife passa a contar com 130 leitos de UTI, e a expectativa, diante do avanço da covid-19, é de que, até o final de fevereiro, outros 70 novos leitos de UTI sejam instalados no Hospital do Idoso.

A abertura dos novos leitos ocorre no mesmo momento em que novas restrições começam a ser anunciadas pelo Governo de Pernambuco. Nesta sexta-feira (5), começou a valer a proibição, em todo o estado, da utilização de som de qualquer natureza em bares, restaurantes e estabelecimentos similares, incluindo o comércio de praia.

A medida ainda proíbe a utilização de som mecânico, ou mesmo ao vivo, que gere aglomeração. Nesses casos, os equipamentos poderão ser apreendidos pela polícia ou pelos órgãos municipais.

“As medidas serão proporcionais às nossas atitudes enquanto sociedade. Se cumpridos à risca, os protocolos sanitários reduzem a possibilidade de contágio e permitem o funcionamento seguro de todas as atividades. Por isso estamos tomando essa medida”, alertou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, na última quarta-feira, em entrevista coletiva.

Também na quarta, o secretário de Saúde fez alerta de que o Estado poderá implantar medidas severas de restrições em praias e parques caso as aglomerações vistas nos últimos finais de semana se repitam neste sábado e domingo.

“Caso as cenas de grandes concentrações se repitam neste final de semana, vamos adotar restrições severas nesses espaços públicos”, disse.

Até esta sexta-feira (15), Pernambuco totalizava 239.155 casos confirmados e 9.964 mortes pela covid-19

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados