Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Jovem de 18 anos é morta e tem corpo jogado em cisterna em Jaboatão

24/10/2020

/ por casinhas agreste

Jovem de 18 anos é morta e tem corpo jogado em cisterna em Jaboatão
Vítima foi encontrada dentro de uma cisterna - Foto: Jailton Junior/ JC Imagem
A polícia encontrou o corpo de uma garota de 18 anos dentro de um casarão abandonado, onde funcionava um Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), localizado na Rua Miguel Romã Abreu e Lima, no bairro de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. A vítima, identificada como Adriele Benjamim da Silva, foi morta na manhã deste sábado (24). A Polícia Militar, Polícia Civil e os peritos do Instituto de Criminalística estiveram no local.

Segundo o delegado João Felipe, o corpo estava dentro de uma cisterna. “Quando chegamos aqui, encontramos o corpo já dentro da cisterna. Assim que o corpo foi removido do local, foi perceptível que ela foi morta antes e depois arrastada para dentro dessa cisterna”, contou.

Polícia investiga relação com chamado anterior
Na semana passada, a Polícia Militar recebeu uma denúncia de briga de casal. Segundo a polícia, a vítima e o companheiro estavam brigando em frente ao casarão. O homem teria agredido a mulher e vizinhos acionaram a polícia. Ao chegar no local, o suspeito já tinha se evadido. A vítima desta ocorrência pode ter sido Adriele. 

“Alguns imóveis na localidade têm câmeras e existem outros na redondeza [que podem ajudar] para que a gente possa chegar à autoria [do crime]”, comentou o delegado João Felipe.

Adriele Benjamim da Silva, segundo a perícia, foi morta por estrangulamento. O assassino usou um fio para enforcar a vítima. A Polícia Civil já deu início às investigações.

Ainda não informações sobre o suspeito de cometer o assassinato de Adriele e nem a motivação para o crime. 

Nota da Polícia Civil 
A Polícia Civil informa que na manhã de hoje (24/10/2020) na Rua Jardim Copacabana, antiga sede da CAPS, em Piedade, uma mulher - 18 anos foi encontrada sem vida numa cisterna.

A 2ª Equipe da 7ª Turma da Força Tarefa de Homicídios, por meio do Delegado João Felipe esteve no local para iniciar as primeiras investigações. Segundo informações dos policiais, o local é ponto de uso de drogas e que a vítima possivelmente também era usuária de entorpecentes. Ainda segundo investigações, a causa possível da morte teria sido asfixia, contudo, necessário aguardar resultado do laudo do IML.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias do caso e identificar os autores.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados