Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Operação desarticula grupos rivais suspeitos de tráfico e homicídios no Recife

20/12/2019

/ por casinhas agreste
Operação desarticula grupos rivais suspeitos de tráfico e homicídios no Recife
Operação Pescatori desarticula quadrilha que atuavam com roubo, tráfico de drogas e receptação. - Foto: Bruno Campos / JC Imagem


A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quinta-feira (19), a Operação "Pescatori", buscando desarticular duas organizações criminosas responsáveis por tráfico de drogas, associação para o tráfico, financiamento para o tráfico, roubo e receptação. Durante a operação, 11 mandados de prisão e oito de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela 12ª Vara Criminal do Recife, estão sendo cumpridos. Até o momento, 10 prisões foram efetuadas.

Segundo o delegado titular da Diresp, Jean Rockfeller, a Polícia Civil continua em diligência para prender mais um suspeito. “Uma operação da Polícia Civil para combater crime violento, como homicídio, tráfico de drogas. Foram expedidos 11 mandados e cumprimos dez. As nossas equipes estão na rua para tentar cumprir esse que falta e atingir 100% de êxito em uma operação em Pernambuco”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, a "Pescatori" mirou dois grupos rivais que eram liderados por detentos do Sistema Prisional de Pernambuco. "São duas quadrilhas rivais que estavam se enfrentando. Durante as investigações, conseguimos identificar o líder, que foi preso, e estava envolvido em no mínimo 14 situações de homicídios consumado e tentado. Além disso, muito tráfico de entorpecente, roubos, receptação. Um pessoal que trabalhava em todos os setores da criminalidade. Agora vão cumprir sua pena no presídio", detalhou o delegado.

Ainda segundo Rockfeller, as organizações atuavam em bairros da Zona Sul da cidade, onde aterrorizavam moradores da região. "Esses grupos atuavam no Pina e na Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife. Eles procuravam lugares como esses, bastante povoados, para trazer muito terror à população", concluiu.

As investigações tiveram início em outubro de 2018. A operação ligada à Diretoria Integrada Especializada (Diresp), conta com a atuação de 80 policiais, entre delegados, agentes e escrivães.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados