Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Aroeiras PB: Aesa reduz vazão de água do açude de Boqueirão para Acauã em 85%, na Paraíba

30/08/2019

/ por casinhas agreste
Comportas estavam liberando 2 mil litros por segundo no Rio Paraíba para levar água até Acauã. Redução da vazão começou nesta quinta-feira (29).
Por Artur Lira, G1 PB
Comporta de Boqueirão está liberando 2 mil litros de água por segundo para barragem de Acauã — Foto: Artur Lira/G1/Arquivo

A Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa-PB) reduziu em 85% a vazão da saída de água das comportas do Açude Epitácio Pessoa, conhecido como Açude de Boqueirão, no Cariri paraibano, para a barragem de Acauã, no município de Itatuba, no Agreste. A medida começou nesta quinta-feira (29).
Segundo o gerente regional da Aesa, João Adelino, desde o mês julho as comportas do Açude de Boqueirão estavam abertas com a liberação de 2 mil litros de água por segundo no Rio Paraíba, que leva água para Acauã. A partir desta quinta-feira, a vazão vai ser reduzida para 300 litros por segundo. Ou seja, será diminuída em 85%.
O gerente explicou que a redução foi autorizada pela Agência Nacional das Águas (ANA) pois o açude de Acauã já recebeu os 8 milhões metros cúbicos de água que precisava para garantir a segurança do abastecimento de 11 cidades da região.

Ainda sobre a vazão, o gerente regional disse que os 300 litros de água por segundo são para garantir a segurança hídrica do Rio Paraíba. Nesse caso, a vazão reduzida vai servir para garantir água corrente no leito do rio, até a barragem de Acauã.

Volumes dos açudes

Em 8 de julho deste ano, o açude de Acauã estava com 15,7 milhões de m³ de água, o que correspondia a 6,21% da capacidade. Nesta quarta-feira (28), o volume do açude estava em 28,9 milhões de m³, que equivale a 11,45% do volume total. O aumento no volume foi de mais de 13 milhões de m³ de água. Os dados são da Aesa-PB.

Já o açude de Boqueirão, no dia 8 de julho deste ano, estava com 115,2 milhões de m³ de água, que correspondia a 24,7% da capacidade total. Segundo os dados da Aesa, nesta quarta-feira, o volume está em 100,1 milhões de m³, que equivale a 21,4% da capacidade total.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados